Líder nacionalista manobra para chegar ao poder após renúncia de presidente do Quirguistão

O presidente do Quirguistão, Sooronbai Jeenbekov, cedeu à pressão de manifestantes nacionalistas e anunciou sua renúncia nesta quinta-feira (15), após dez dias de uma crise política aberta pela vitória de dois partidos governistas nas eleições legislativas de 4 de outubro. Poucas horas depois da demissão, o recém-eleito primeiro-ministro Sadyr Japirov declarou ter assumido a função presidencial.

O Quirguistão atravessa uma grave crise política de consequências ainda imprecisas.

Os resultados da votação de 4 de outubro, marcada por acusações de fraude, geraram uma onda de manifestações violentas, que deixaram um morto e 1.200 feridos.

Militantes nacionalistas invadiram edifícios públicos e ocuparam os imóveis por vários dias, obtendo do governo o cancelamento das eleições. Mas o ambiente de turbulência persistiu e, nesta quinta-feira, o presidente quirguiz anunciou sua renúncia.

“Não me aferro ao poder, não quero entrar para a história do Quirguistão como o presidente que provocou um derramamento de sangue ao atirar contra seus concidadãos. Por isso, decidi renunciar”, declarou Sooronbai Jeenbekov, de acordo com um comunicado da presidência dessa ex-república soviética que faz fronteira com a China.

Na semana passada, o chefe de Estado havia prometido que deixaria o poder quando o país recuperasse a estabilidade. Depois, recuou e disse que aguardaria a organização de novas eleições legislativas. Ele recebeu o apoio da Rússia, principal potência na Ásia Central e que tem uma base militar no Quirguistão.

A situação nas ruas não melhorou e Jeenbekov decidiu renunciar, nesta quinta, pressionado pelo primeiro-ministro eleito pelo Parlamento, o nacionalista Sadyr Japarov, 51 anos, que exigia sua saída imediata do poder. O presidente explicou que a posse do novo chefe de governo não reduziu a virulência dos protestos, nem os pedidos de renúncia.

“Para mim, a paz no Quirguistão, a integridade do nosso país, a unidade do nosso povo e a paz em nossa sociedade são o mais importante”, declarou o presidente. Ele pediu a “Japarov e outros políticos que retirem seus simpatizantes das ruas”.

Presidência interina

Centenas de manifestantes, partidários do primeiro-ministro, permaneciam nas ruas na tarde de quinta-feira, para exigir a renúncia do presidente do Parlamento que, segundo a Constituição, deve governar o país de forma interina.

No fim do dia, Japarov anunciou que o chefe do Parlamento se recusava a assumir o cargo deixado vago por Jeenbekov. “Os poderes do presidente e do primeiro-ministro me foram transferidos”, afirmou Japarov a seus simpatizantes.

Até a semana passada, Japarov estava na prisão por ter tomado um governador regional como refém. Ele foi libertado por seus adeptos e conseguiu a anulação de sua condenação.

Graças a seus partidários, que ocuparam as ruas desde o anúncio dos resultados das eleições e invadiram prédios públicos, ele conseguiu impor sua nomeação como primeiro-ministro, apesar das tentativas iniciais de Jeenbekov de impedir a designação.

O Quirguistão é o Estado mais plural, mas também o mais instável de todas as ex-repúblicas soviéticas da Ásia Central. Desde sua independência, o país registrou duas grandes revoltas, e três presidentes foram detidos ou obrigados a partir para o exílio. O país montanhoso também é um dos mais pobres da região.

Em 2010, a nação foi cenário de atos de violência étnica contra a minoria uzbeque no sul, o que provocou centenas de mortes.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …