Primeiro pâncreas artificial é aprovado nos EUA

(dr) Medtronic

O MiniMed 670g, o primeiro "pancreas artificial"

O MiniMed 670g, o primeiro “pancreas artificial”

O Food and Drugs Administration (FDA), órgão responsável pela regulação de remédios dos Estados Unidos, acaba de aprovar o MiniMed 670G, um dispositivo médico que monitora os níveis de açúcar no sangue de pacientes diabéticos e automaticamente injeta a dose de insulina necessária.

O primeiro sistema automático de liberação de insulina, desenvolvido pela Medtronic, uma empresa de Dublin, na Irlanda, foi aprovado para pacientes acima de 14 anos de idade com Diabetes tipo 1.

O dispositivo deve facilitar a vida de quem sofre com esse problema. Essas pessoas não conseguem produzir quantidades suficientes de insulina, o hormônio que regula a quantidade de açúcar no sangue.

Para compensar a deficiência, pode ser necessário tomar várias injeções diárias de insulina ou usar um pequeno cateter.

Para substituir essas técnicas manuais, o MiniMed 670G mede a cada cinco minutos a quantidade de açúcar no sangue e ajusta o nível de insulina com pouco ou nenhuma interferência do usuário.

“Ele pode dar às pessoas com Diabetes tipo 1 mais liberdade para viver suas vidas sem ter que monitorar constantemente a glicose e administrar insulina”, diz Jeffrey Shuren, porta-voz do FDA, citado pelo Gizmodo.

Para realizar as duas tarefas, o dispositivo tem um sensor conectado ao corpo e um cateter que libera a insulina. O local de liberação de insulina deve ser alternado a cada duas semanas.

O dispositivo tem sido chamado de “pâncreas artificial”, mas ele não compensa completamente as atividades do órgão. Quem sofre com esse tipo de diabetes ainda precisa tomar cuidado com a quantidade de carboidratos ingerida e inserir esta informação no sistema do MiniMed 670G, para que ele possa ajustar corretamente a dose de insulina.

O FDA aprovou o dispositivo com base em um estudo que monitorou 123 participantes por três meses, sem detectar efeitos colaterais sérios, como hipoglicemia ou cetoacidose diabética.

O produto deve chegar aos consumidores em março de 2017.

O próximo passo da Medtronic, empresa irlandesa responsável pelo seu desenvolvimento é adaptar o dispositivo para que crianças com menos de 14 anos também possam utilizá-lo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

"Gangue" de cabras selvagens toma conta das ruas de uma cidade britânica em quarentena

Um rebanho de cabras selvagens simplesmente tomou as ruas desertas de Llandudno, no País de Gales, enquanto seus residentes ficam dentro de casa para limitar a propagação do coronavírus. O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, …

Floresta tropical de mais de 90 milhões de anos é descoberta na Antártica

Os restos do que outrora teria sido uma floresta tropical na Antártica foram descobertos em uma amostra de gelo obtida no continente congelado. A floresta, que existiu há 90 milhões anos, quando os dinossauros ainda habitavam …

Há uma mensagem codificada no rover Perseverance, que será enviado a Marte

Em breve, a missão Mars 2020 levará, no rover Perseverance, três chips com os nomes de 10.932.295 pessoas ao Planeta Vermelho. Uma foto da placa onde os chips estão anexados foi divulgada, mas o que …

Brasil ruma para "tempestade perfeita" em meio a pandemia

Abril teria sido um mês ocupado para os hospitais brasileiros, de qualquer modo: enquanto a população ainda enfrentas o vírus da dengue, a estação da gripe vai começar a se manifestar. Em 2020, porém, o …

Empresa japonesa testa nova molécula contra a Covid-19

O grupo japonês Fujifilm anunciou nesta quarta-feira (1) o início de testes clínicos de seu medicamento antigripal Avigan para avaliar sua eficácia contra o novo coronavírus. Até o final de junho, o produto vai ser …

Razão pela qual tubarões caçam em torno da Europa e EUA é revelada

Tubarões e grandes prestadores marinhos evitam caçar em águas quentes equatoriais e preferem viver mais ao norte e ao sul, em zonas que compreendem a Europa, os Estados Unidos e a África do Sul. Os tubarões …

Os distanciamentos do coronavírus mudaram a maneira como a Terra se move

As pessoas têm ficado em casa para diminuir a velocidade com a qual o novo coronavírus se espalha. Mas essa atitude pode significar que o planeta também está se movendo um pouco menos. Pesquisadores que estudam …

Facebook não quis investigar desinformação vinda de site norte-americano

“Facebook” e “transparência” são duas palavras que geralmente estão juntas em pautas mais espinhosas, e desta vez não é diferente: segundo uma reportagem veiculada pelo jornal norte-americano The New York Times, a rede social mais …

Maduro denuncia navio turístico 'pirata' português que afundou embarcação da Marinha venezuelana

O presidente venezuelano Nicolás Maduro denunciou o ataque e afundamento de um barco da Marinha da Venezuela por um navio turístico "pirata", a noroeste da ilha de La Tortuga. Na noite de segunda-feira (30), o navio …

Mundo do futebol tenta atenuar perdas financeiras com reduções de salários

O mundo do futebol, como qualquer actividade que gera dinheiro e emprega pessoas, começa a sentir os efeitos do confinamento visto que em quase todas as partes do mundo não se pratica futebol e os …