Ressonância magnética pode ser usada no diagnóstico de depressão

(dr) baycrest.org

-

O diagnóstico atual da depressão é baseado em avaliação clínica, com base no que os indivíduos relatam sentir. Pessoas com depressão frequentemente descrevem uma inabilidade de sentir prazer com as coisas das quais costumavam gostar, necessidade de se isolar e fadiga, entre outros sintomas.

Mas alguns casos de depressão não são tão facilmente identificáveis apenas clinicamente. Pior ainda, muitas pessoas ainda acreditam que depressão é apenas um estado de espírito, sem motivos físicos para acontecer.

Por isso a notícia de que agora é possível apoiar este diagnóstico com exames de imagem é animadora para muitas pessoas. Pesquisadores conseguiram identificar algumas regiões cerebrais que são afetadas em pessoas com depressão.

Uma dessas regiões cerebrais afetadas pela doença é o sistema límbico, que apresenta reduções em sua massa cinzenta. Esta região é responsável pelas emoções, comportamento e motivação. Outra região é a pré-frontal, que envolve a tomada de decisões e o comportamento cognitivo.

A maioria das pesquisas anteriores comparava grupos de pessoas com depressão e pessoas saudáveis, mas este estudo foi um pouco diferente. Cynthia Fu, uma das pesquisadoras da Universidade do Leste de Londres (Reino Unido), diz que até algoritmos foram utilizados no trabalho.

Identificamos padrões nas regiões cerebrais que são mais comumente identificadas no grupo de pacientes com depressão. Então questionamos se o mesmo padrão poderia ser encontrado em outra pessoa e se isso indicaria que ela também está sofrendo de depressão”, descreve ela.

Para fazer isso, foi aplicada uma forma de análise chamada Aprendizado de Máquina, usando algoritmos desenvolvidos através de teorias da inteligência artificial. Ela funciona ao reconhecer padrões em dados e aprender com esses padrões para fazer previsões em novos dados.

Esses dados vieram de exames de ressonância magnética em 23 adultos com depressão profunda e 20 indivíduos saudáveis.

Tratamento ideal

O estudo também analisou possíveis abordagens de tratamento para os pacientes. Os pesquisadores queriam saber se a ressonância poderia indicar se aquele paciente teria uma boa resposta a medicamentos ou a terapia psicológica.

“Descobrimos que há padrões específicos no cérebro que distinguem o quanto a depressão de uma pessoa vai melhorar se tratada com antidepressivos ou com terapia psicológica”, diz a pesquisadora.

Os pacientes com grande potencial para responder ao tratamento com medicamentos tinham uma densidade maior na região da massa cinzenta relacionada à motivação. Já os pacientes com baixo potencial tinham maior densidade em áreas do cérebro envolvidas na recompensa.

“Com base nisso, conseguimos dizer se um paciente responderia bem à antidepressivos”, resume a cientista.

Um desafio do estudo é aprender a identificar áreas do cérebro que são específicas da depressão, e não de outros transtornos como a o transtorno bipolar ou a esquizofrenia.

O estudo foi publicado na revista British Journal of Psychiatry, e mostra que a depressão está ligada a uma mudança na estrutura cerebral. Outros pesquisadores apoiam os resultados da pesquisa, que deve ser replicada em outras universidades em breve.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …