A depressão pode ser uma doença física

Em um novo estudo, cientistas dizem que há uma ligação definitiva entre depressão e inflamação causada por um sistema imunológico hiperativo. Essa conexão abre novas vias de tratamento e esperanças para os pacientes.

Os tratamentos atuais para a depressão se concentram principalmente em produtos químicos cerebrais como a serotonina. Porém, de acordo com o estudo publicado na European Neuropsychopharmacology, os cientistas agora pensam que a inflamação em todo o corpo (desencadeada por um sistema imune hiperativo) pode ser a causa do problema.

A inflamação generalizada pode produzir sentimentos de infelicidade, desesperança e fadiga. Se assim for, a depressão pode ser tratável com medicamentos anti-inflamatórios.

Também pode ser um sintoma: muitas pessoas ficam com o astral baixo quando estão doentes e seu sistema imunológico está ocupado lutando contra infecções ou vírus, sempre cansadas, desconfortáveis e sem vontade de fazer muita coisa.

No caso da depressão crônica, o sistema imunológico pode estar falhando em “desligar” após uma doença ou trauma, levando a sintomas persistentes.

As pesquisas e o efeito causal

Um conjunto crescente de pesquisas, incluindo artigos científicos e resultados de ensaios clínicos, parece revelar uma conexão entre o tratamento da inflamação e o alívio da depressão.

No final de julho, cientistas da Universidade de Stanford (EUA) afirmaram que poderiam criar um teste de diagnóstico para encefalomielite miálgica/síndrome de fadiga crônica, juntamente com um tratamento. Este trabalho confirmou outros anteriores que ligavam a síndrome à depressão e à inflamação.

Em outubro de 2016, uma revisão importante sobre medicamentos anti-inflamatórios também revelou uma ligação definitiva entre a inflamação e a depressão.

O trabalho mostrou que cerca de um terço das pessoas com depressão têm níveis mais elevados de citocinas, proteínas que controlam a maneira como o sistema imune reage. Isso pode indicar inflamação em seus cérebros. Também revelou que as pessoas com sistemas imunes “hiperativos” são mais propensas a desenvolver depressão.

Segundo Ed Bullmore, chefe do Departamento de Psiquiatria da Universidade de Cambridge (Reino Unido), um novo campo de “imuno-neurologia” deve surgir em breve. “É bastante claro que a inflamação pode causar depressão”, disse durante uma conferência do Academy of Medical Sciences FORUM.

“Em relação ao humor, além de qualquer dúvida razoável, existe uma associação muito robusta entre a inflamação e os sintomas depressivos. A questão é se a inflamação leva a depressão ou vice-versa, ou se é apenas uma coincidência”, explicou.

“Nos estudos de medicina experimental, se você tratar um indivíduo saudável com uma droga inflamatória, uma porcentagem substancial dessas pessoas ficará deprimida. Então, pensamos que há provas suficientes para um efeito causal”, concluiu.

Uma consequência importante desses trabalhos seria tratamentos mais efetivos para a depressão, que talvez não precisem durar a vida toda. Outra implicação é que, se esse conhecimento melhorar nossa compreensão de como tratar a depressão, poderíamos transformar a percepção que as pessoas têm hoje da doença.

Socialmente, ver a depressão como uma condição com uma causa física definitiva poderia ajudar a reduzir o estigma em torno de doenças mentais, que muitas vezes impedem as pessoas de procurar e obter tratamento.

Ciberia // HypeScience

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Merkel é premiada por compromisso com a União Europeia

"Somente uma Europa unida é uma Europa forte", diz a líder alemã ao receber o prêmio Carlos 5º. Rei espanhol destaca pragmatismo e confiabilidade da chanceler federal, descrevendo-a como uma "mulher extraordinária". Prestes a deixar o …

França: crianças pobres são ainda mais vulneráveis à poluição do ar, aponta relatório

O Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a rede mundial Climate Action Network International, que reúne associações que lutam contra o aquecimento global, divulgaram, nesta quinta-feira (14), o relatório "Injustiça social …

'Love is in the Bin': a obra semidestruída de Banksy vendida a R$ 121 milhões em leilão

Uma obra de arte de Banksy que se autodestruiu parcialmente em um leilão anterior foi arrematada agora a um preço recorde de 16 milhões de libras (cerca de R$ 121 milhões). Love is in the Bin …

EUA tentam virar a página da era Trump e voltam ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Os Estados Unidos voltaram, nesta quinta-feira, ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, órgão que o país havia deixado durante o mandato de Donald Trump. O retorno mostra a vontade de Washington de fazer …

Explosões deixam vários mortos em mesquita no Afeganistão

Ao menos 33 pessoas morrem após explosões em mesquita xiita durante a oração de sexta-feira. Testemunha diz ter visto homens-bomba. Incidente ocorre dias depois de ataque do "Estado Islâmico" contra xiitas no país. Fortes explosões atingiram …

Vênus tinha oceanos? Cientistas refutam hipótese popular usando modelagem

Cientistas da Suíça e França refutaram a hipótese de que anteriormente Vênus era coberta por oceanos. Um novo estudo revela que mesmo no início, quando o Sol era mais fraco do que agora, a superfície …

Suspeito de ataque na Noruega era fichado na polícia por radicalização

Convertido ao islã e conhecido da polícia, dinamarquês de 37 anos teria usado outras armas além de arco e flecha em ataque que matou cinco pessoas em Kongsberg. Ele está preso e reconheceu envolvimento no …

Oposição manobra para destituir Piñera no Chile por citação nos Pandora Papers

Deputados de todos os partidos da oposição chilena apresentaram uma acusação no Congresso nesta quarta-feira (13) para destituir o presidente Sebastián Piñera pela controversa venda de uma mineradora em um paraíso fiscal, revelada no escândalo …

Fatores externos influenciam, mas não justificam inflação a dois dígitos no Brasil

A recuperação do impacto brutal da pandemia de coronavírus leva a inflação a subir na maioria dos países do mundo, mas a conjuntura internacional não explica o nível chegar a dois dígitos no Brasil. …

UE anuncia 1 bilhão de euros em ajuda ao Afeganistão

União Europeia justifica que é preciso evitar "colapso" no país e fornecer ajuda humanitária aos afegãos. Paralelamente, representantes do bloco europeu e dos EUA se reúnem com membros do Talibã em Doha, no Catar. O Talibã …