Maior descoberta em meio século: cetamina pode tratar depressão

Os cientistas falam do uso de cetamina para o tratamento da depressão como a “maior descoberta dos últimos 50 anos”. Embora a cetamina seja popularmente conhecida como uma droga usada em festas, os cientistas descobriram agora que pode ser utilizada para tratar rapidamente a depressão.

“Imagine que você sai da sala de emergência com uma dor muito forte no pulmão, uma dor tão forte que mal consegue pensar. E o médico diz ‘aqui está um remédio que temos usado há 30 anos, funciona em 50-60% dos casos e deve começar a fazer efeito em 4-6 semanas’. Esse é o melhor que podemos fazer”, disse Cristina Cusin, psiquiatra e professora assistente da Universidade de Harvard.

A observação de Cusin se refere a inibidores seletivos de recaptação de serotonina (SSRI), uma classe de drogas antidepressivas tipicamente usadas para tratar depressão e transtornos de ansiedade. Os SSRI demoram várias semanas para se tornarem efetivos.

Cusin analisou a pesquisa existente sobre cetamina: pôs as mãos em cerca de 40 estudos sobre a substância, com imagens cerebrais. No fim, publicou as descobertas no Harvard Review of Psychiatry deste mês.

Os resultados do estudo revelaram que os pacientes deprimidos que são administrados com cetamina em ambientes clínicos cuidadosamente controlados sofrem mudanças positivas no cérebro, particularmente em áreas que regulam a emoção.

Em dezembro de 2017, pesquisadores que trabalhavam com pacientes deprimidos e suicidas na Universidade de Colúmbia observaram que o uso clínico de cetamina reduziu os pensamentos suicidas muito mais do que um sedativo usado regularmente.

Na verdade, os estados de espírito da maioria dos pacientes melhoraram em menos de 24 horas após serem prescritos com cetamina em situações controladas. A publicação de Cusin sugere que a droga tem “muito potencial”.

A cetamina é uma medicação utilizada principalmente para induzir e manter a anestesia. A substância induz o paciente a um estado de transe, proporcionando alívio da dor, sedação e perda de memória.

Outros usos incluem alívio de dor crônica e sedação nos cuidados intensivos. A função cardíaca, a respiração e reflexos das vias respiratórias, geralmente, permanecem em funcionamento.

Os efeitos normalmente têm início dentro de cinco minutos quando administrado por injeção e os principais efeitos analgésicos duram até 25 minutos.

Ciberia // Sputnik News / ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

The Crown "é baseada na verdade", diz Harry que dá ideia de convívio com família real

Principe Harry defendeu a série “The Crown” da Netflix, dizendo que – embora não fosse “estritamente preciso” – retratava as pressões da vida dentro da família real. Em uma entrevista com James Corden, do programa americano …

Microsoft acusa hackers chineses de ciberataques a entidades dos EUA com uso de falhas desconhecidas

A Microsoft relatou a detecção de exploits desconhecidos utilizados por hackers chineses "patrocinados pelo Estado" destinados a atacar versões locais da Microsoft Exchange Server a fim de receber informações de entidades dos EUA. Exploit é uma …

Compra de mansão lança novas suspeitas sobre Flávio Bolsonaro

Filho mais velho do presidente comprou imóvel de luxo de R$ 6 milhões. Valor está bem acima do patrimônio declarado pelo senador, e condições de empréstimo para quitar mais da metade do valor levantam questionamentos. O …

Condenado a três anos de prisão, ex-presidente francês Sarkozy enfrenta outros processos na Justiça

Ele se tornou o primeiro ex-chefe de Estado francês a receber em primeira instância uma pena de prisão em regime fechado. Nicolas Sarkozy foi julgado culpado na segunda-feira (1°) por corrupção e tráfico de …

Colômbia é o 1º país latino-americano a receber vacinas da iniciativa COVAX

Nesta segunda-feira (1º), um lote de 117 mil doses da vacina da Pfizer/BioNTech chegou à Colômbia por meio da iniciativa COVAX. O país é o primeiro na região a receber os imunizantes do consórcio da …

Twitter vai tolerar até cinco posts antes de banir por desinformação sobre covid-19

O Twitter resolveu endurecer suas políticas de uso e vai pegar mais pesado contra quem dissemina fake news a respeito da COVID-19, tal como a eficácia e segurança das vacinas que visam combater a doença. Em …

EUA: "Trump tenta manter opções em aberto" para eleições presidenciais de 2024

Não demorou muito para Donald Trump se recuperar de sua derrota - que, aliás, ele ainda não reconhece. No domingo (28), o ex-presidente encerrou a Conferência de Ação Política Conservadora em Orlando, na Flórida. Diante …

Japão nomeia ministro da solidão para enfrentar o isolamento social no país

Os sintomas diretos da Covid-19 sobre nossa saúde já são bastante sabidos, entre febre, cansaço excessivo, dores no corpo, tosse seca e problemas respiratórios, mas uma série de efeitos indiretos vem sendo percebidos – se …

Estudo de esqueletos de 200 gerações revela como humanos evoluíram para lutar contra germes

Estudiosos analisaram cerca de 70 mil esqueletos de 200 gerações a fim de entender como a humidade passou por pandemias anteriores. Os estudos foram feitos acerca de doenças infecciosas como tuberculose, treponematose e hanseníase. Os pesquisadores …

Médica adverte sobre síndrome inflamatória multissistema em pacientes que superaram covid

A médica-chefe de um hospital de Moscou, Mariana Lysenko, declarou em uma entrevista ao canal RT que alguns dos pacientes que superaram a COVID-19 podem desenvolver uma síndrome inflamatória multissistema. De acordo com a médica, a …