Software australiano pode prever quando cada um de nós morrerá

Uma equipe de pesquisadores australianos construiu um sistema de inteligência artificial que pode prever se uma pessoa morrerá ou não com precisão de 69%, simplesmente olhando as imagens de seus órgãos.

O sistema foi construído por pesquisadores da Universidade de Adelaide, que publicaram suas descobertas na revista Scientific Reports. Eles mostraram imagens médicas do seu programa com base em estudos de 48 pacientes diferentes. Com uma precisão impressionante, o programa conseguiu prever se morreriam ou não logo.

O sistema de inteligência artificial encontrou o maior sucesso em pacientes que sofrem de doenças crônicas, como enfisema e insuficiência cardíaca.

Como a maioria dos programas modernos de inteligência artificial, a tecnologia é um programa de aprendizado profundo. Também chamado de “inteligência limitada”, os programas de aprendizado profundo são capazes de tirar conclusões com base em grandes repositórios de dados previamente alimentados.

“Embora, para este estudo, apenas uma pequena amostra de pacientes tenha sido utilizada, nossa pesquisa sugere que o computador aprendeu a reconhecer os complexos exames de imagem, algo que requer treinamento extensivo para especialistas humanos”, disse o autor principal Dr. Luke Oakden-Rayner.

“Em vez de se concentrar no diagnóstico de doenças, os sistemas automatizados podem prever os resultados médicos de uma forma que os médicos não são treinados para fazer, incorporando grandes volumes de dados e detectando padrões sutis”, acrescentou.

Oakden-Rayner também disse que o software poderia ter aplicações médicas significativas. Examinar a saúde de um órgão individual pode levar tempo, não importa olhar para todos eles ao mesmo tempo.

Se a inteligência oficial pode determinar a saúde (ou a falta dela) de um sistema de órgãos rapidamente, pode ajudar os médicos a criar planos de tratamento detalhados.

“Nossa pesquisa abre novos caminhos para a aplicação da tecnologia de inteligência artificial na análise de imagens médicas e pode oferecer novas esperanças para a detecção precoce de doenças graves, exigindo intervenções médicas específicas”, afirma Oakd-Rayner.

Ele disse que o próximo estágio do experimento será submeter dados de milhares de pacientes.

Um sistema similar foi desenvolvido por pesquisadores do London Institute of Medical Services, que publicou na revista Radiology em janeiro.

Entretanto, neste caso só os corações e os pesquisadores alegaram que poderiam prever se um paciente morreria no próximo ano com uma precisão de 80% (em comparação com a precisão de 60% de um médico humano médio).

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sinais de possível 1º exoplaneta fora da Via Láctea são detectados

Pela primeira vez na história, é possível que os cientistas tenham descoberto um planeta em outra galáxia. O possível exoplaneta recebeu o nome de M51-ULS-1 e se encontra a 28 milhões de anos-luz de distância na …

China vai vacinar crianças a partir de três anos contra a covid-19

Imunizantes aprovados são das farmacêuticas chinesas Sinopharm e Sinovac, fabricante da Coronavac. País será um dos primeiros a começar a vacinar essa faixa etária. No total, China já vacinou 76% da população. Ao menos cinco províncias …

"Bolsonaro ignora todas as necessidades culturais dos brasileiros", diz Gilberto Gil à revista Télérama

A imprensa francesa desta segunda-feira (25) destaca o show de Gilberto Gil nesta noite na Filarmônica de Paris. O músico brasileiro conversou com o jornal Le Monde e com a revista Télérama. "Gilberto Gil", embaixador …

"Peças extraordinárias" achadas na Indonésia podem ser da lendária "ilha do Ouro"

Tesouros no valor de milhões de dólares encontrados nos últimos cinco anos ao longo do rio Musi podem ser do antigo império malaio Serivijaia, na ilha de Sumatra, que por 300 anos dominou as rotas …

Pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", diz diretor da OMS

A pandemia de Covid-19 vai acabar "quando o mundo decidir acabar com ela", disse neste domingo (24) o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus. O representante da ONU discursou na abertura …

Google está “criando Deus”, alerta ex executivo da Google

Segundo um ex-executivo do Google, a singularidade está chegando. E, segundo ele isso representa uma grande ameaça para a humanidade. Mo Gawdat, ex-diretor de negócios da organização moonshot do Google, que na época se chamava Google …

Pandemia causa a maior redução na expectativa de vida desde a Segunda Guerra

Desde a descoberta do coronavírus SARS-CoV-2, mais de 4,9 milhões de pessoas morreram oficialmente em consequência da infecção, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. Nesse cenário, a pandemia da covid-19 reduziu a expectativa de vida …

Forças Armadas da Noruega assinam contrato bilionário de mísseis para caças F-35

Noruega tem sido um parceiro ativo no programa de caças dos EUA F-35, tendo em conta que 18 empresas deste país nórdico são parceiros diretos. Subsequentemente, a Noruega decidiu adquirir 52 caças F-35 para substituir …

Brasil fez lobby para mudar relatório climático, diz Greenpeace

Vários países, entre eles o Brasil, tentaram fazer mudanças em um crucial relatório da ONU sobre como combater o aquecimento global, afirmou o Greenpeace nesta quinta-feira (21/10), citando um grande vazamento de documentos. Os documentos aos …

Site da Coreia do Sul é usado para hospedar vírus e distribuí-lo via torrents

Uma campanha de distribuição de malwares na Coreia do Sul está disfarçando cavalos de troia de acesso remoto como um jogo para o público adulto, compartilhado via serviço de hospedagem de arquivos, como o WebHard, …