A magnetosfera da Terra pode ajudar a “abastecer” a Lua com água

Marshall Space Flight Center / NASA

A magnetosfera da Terra pode ajudar a “abastecer” a Lua com água, revela um novo estudo desenvolvido por uma equipe de astrônomos.

No ano passado, a NASA revelou haver grandes reservas de água congelada na Lua, mesmo em áreas a luz solar incide diretamente. Entender os processos por trás da ocorrência da água em nosso satélite natural é essencial para entendermos o histórico dela, mas, mesmo com tantos avanços nos estudos do assunto, há grandes questões que continuam sem resposta: ainda não sabemos qual é a extensão da água na Lua, tampouco de onde ela veio.

Na verdade, a água vem se mostrando mais presente no espaço do que os astrônomos pensavam — tanto que é possível que tenha sido incorporada a cometas, asteroides e outros corpos durante a formação do Sistema Solar. No caso da Lua, existe a possibilidade de asteroides com água terem atingido sua superfície e levado a água desta forma, mas a teoria mais aceita propõe que a água se formou com íons de hidrogênio que, impulsionados pelo vento solar, foram para a superfície lunar e a formaram por meio de uma reação espontânea.

O problema aqui é que os modelos preveem que metade dessa água deveria evaporar e desaparecer das regiões de alta latitude durante o período da Lua cheia, justamente quando ela está passando pela magnetosfera terrestre. Neste período, haveria uma espécie de escudo da magnetosfera que bloquearia o contato com o vento solar e iria impedir que a água se “regenerasse”. Entretanto, uma análise recente dos mapas produzidos pelo satélite Moon Mineralogy Mapper (M3), da missão indiana Chandrayaan-1, revelou que a água não desaparece durante esse período — e a “culpa” pode ser da magnetosfera terrestre.

Os pesquisadores compararam mapas da água na superfície lunar antes, durante e depois do trânsito do nosso satélite natural, e perceberam que esse reabastecimento ocorreria não com a ação do vento solar, mas sim com o fluxo de íons da magnetosfera do nosso planeta, ou seja, com o “vento da Terra” — tanto que a sonda Kaguya, da agência espacial japonesa JAXA, já confirmou a presença destes íons perto da Lua.

Assim, a identificação mais recente da água feita no estudo sugere, na verdade, que a própria magnetosfera da Terra seja capaz de criar uma espécie de “ponte de água”, que estaria reforçando o abastecimento por lá. Essas descobertas podem ajudar os cientistas a entender melhor a evolução do Sistema Solar e, quem sabe, o que levou a água para outros mundos da nossa vizinhança. Além disso, a pesquisa tem potencial para influenciar missões futuras, ajudando a proteger humanos e satélites dos efeitos causados por partículas radioativas.

O artigo com os resultados do estudo foi publicado na revista Astrophysical Journal Letters, e pode ser acessado no repositório online arXiv.

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …