Após críticas, Amazon aumenta 36% salário mínimo da empresa

B!T

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo e fundador da Amazon, diz que a empresa ouviu as críticas e vai aumentar os salários mínimos dos trabalhadores a partir do dia 1º de novembro.

O anúncio foi feito nesta terça-feira (2) depois de críticas que acusavam a empresa americana de funcionar à base de mão de obra majoritariamente “low cost”.

De acordo com o Washington Post, em solo americano a subida é de 36%. Os funcionários que ganhavam 11 dólares por hora passarão, a partir do próximo mês, a ganhar 15 dólares por hora. A medida aparece como reação às acusações de que a empresa cometeria abusos e excessos para com seus empregados.

Antes do aumento, o salário médio anual dos trabalhadores da Amazon rondava os 35 mil dólares. Quase 3 mil dólares por mês.

Os trabalhadores nas sedes europeias também vão receber aumentos.

Cerca de 40 mil funcionários vão passar a receber 10,67 euros por hora e aqueles que estão em Londres irão ver o vencimento por hora atingir os 11,79 euros. Antes do aumento, os trabalhadores britânicos recebiam 8,98 euros por cada hora de trabalho – um aumento salarial entre 18% e 28%.

Os novos salários entrarão em vigor a partir do próximo dia 1º de novembro e atingirão mais de 250 mil funcionários efetivos e 100 mil temporários nos EUA. No Reino Unido, o número de funcionários é menor: 17 mil efetivos e 20 mil temporários.

“Ouvimos os nossos críticos, pensamos muito sobre o que queríamos fazer e decidimos que queremos liderar“, afirmou Jeff Bezos ao anunciar o novo salário mínimo da empresa. “Estamos entusiasmados com essa mudança e incentivamos nossos concorrentes e outras grandes empresas a se juntarem a nós”, acrescentou.

Com esses valores, o salário mínimo da Amazon passa a ser 21% acima do salário mínimo inglês e o dobro do americano.

Ainda durante o anúncio, Jeff Bezos afirmou que usará os lobbies para pressionar o governo americano a aumentar o salário mínimo nacional que, atualmente, está fixado nos 7,25 dólares por hora.

Achamos que esse valor é muito baixo. Nós podemos procurar o Congresso para definir novos parâmetros de um novo salário, mais alto em toda a escala federal”.

Jay Carney, vice-presidente para os assuntos empresariais da Amazon afirmou pretender “defender um aumento do salário mínimo que terá um impacto profundo na vida de dezenas de milhões de pessoas e de famílias em todo o país”.

Bernie Sander, senador democrata e opositor de Hillary Clinton na corrida à Casa Branca em 2016, apesar de ser uma das vozes mais críticas das políticas salariais da empresa, já parabenizou a Amazon pela iniciativa.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mudanças climáticas: cientistas treinam vacas para usar banheiro contra aquecimento global

Vacas podem ser treinadas para usar um banheiro para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, segundo uma experiência realizada na Alemanha por pesquisadores alemães e da Nova Zelândia. No estudo, os cientistas treinaram os …

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …

Relatório lista mais de uma dezena de crimes atribuídos a Bolsonaro

Um grupo de juristas liderados pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior entregou nesta terça-feira (14/09) à CPI da Pandemia um relatório de 226 páginas com possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a …