Apesar de incertezas, robô crê que inteligência artificial é “boa para o mundo”

Um robô humanoide desenvolvido pela Hanson Robotics e batizado de Sophia é a principal atração da conferência organizada pela ONU neste mês em Genebra, que tem como objetivo tratar sobre assuntos relacionados a inteligência artificial e seus impactos na humanidade.

O evento acontece em meio aos avanços na computação cognitiva e ao crescente debate sobre a segurança destas tecnologias, que poderiam fugir do controle humano e prejudicar a sociedade. Mas apesar das preocupações, a própria Sophia insistiu dizendo que a inteligência artificial “é boa para o mundo” e que está “ajudando as pessoas de várias maneiras”.

Segundo ela, o desenvolvimento da inteligência artificial está em curso para torná-la “emocionalmente inteligente para se preocupar com as pessoas”. “Nunca vamos substituir as pessoas, mas podemos ser seus amigos e ajudantes”, afirmou o robô enquanto franzia a testa e inclinava a cabeça.

Quando contestada sobre a segurança dos robôs e se eles não poderiam se tornar prejudiciais aos humanos no futuro, Sophia reconheceu que realmente “as pessoas devem questionar as consequências da nova tecnologia“.

David Hanson, criador de Sophia, concorda com sua criação ao explicar sobre uma das consequências mais temidas do aumento dos robôs: o impacto na economia e nos empregos.

“Existem preocupações legítimas sobre o futuro dos empregos e da economia, porque quando as empresas aplicam a automação, os recursos tendem a se acumular nas mãos de poucas pessoas”, disse.

Porém, Hanson ressalta que as “consequências não intencionais, ou possíveis usos negativos (da inteligência artificial) parecem ser muito pequenos em comparação com os benefícios da tecnologia”.

Referindo-se à revolução que a IA poderá trazer aos setores da saúde e educação, Sophia também explicou que os idosos contarão com mais companhia, enquanto que as “crianças autistas terão professores com uma paciência infinita”.

O secretário-geral da Anistia Internacional, Salil Shetty, também esteve presente ao evento com o objetivo de alertar para uma garantia ética clara sobre como usar a tecnologia de inteligência artificial para o benefício de todos. “Precisamos estabelecer princípios, precisamos de um equilíbrio entre os poderes“, afirmou.

A respeito dos chamados “robôs assassinos”, Shetty foi pertinente ao alertar que a inteligência artificial é “uma caixa preta” e que “estão sendo escritos algoritmos que ninguém entende”. “Teoricamente, os humanos controlam tudo isso, mas não acreditamos que o controle seja eficaz”, argumentou.

Depois de concordar que são necessárias diretrizes claras sobre o uso destas tecnologias, Hanson afirmou que a solução caso os robôs despertem para atividades nocivas é “fazer com que as máquinas se preocupem com a gente”.

“Precisamos ensinar-lhes o amor”, concluiu.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …