Arcebispo de Brasília é nomeado cardeal pelo Papa Francisco

catholicism / Flickr

O papa Francisco

O papa Francisco

O papa Francisco nomeou neste sábado, 17 novos cardeais, 13 deles com direito à voto nos conclaves para a escolha de pontífices, durante uma cerimônia que foi realizada na Basílica de São Pedro, no Vaticano, na véspera do encerramento do Jubileu Extraordinário da Misericórdia.

Na lista dos novos membros que farão parte do colégio cardinalício está o arcebispo de Brasília, Sérgio da Rocha. A cerimônia começou com a saudação do primeiro dos novos cardeais, o núncio apostólico na Síria, Mario Zenari, que agradeceu Francisco.

Posteriormente, o papa pronunciou uma homilia na qual criticou a indiferença e pediu que os novos cardeais sejam “misericordiosos”. “A escolha, em vez de mantê-los no alto do monte, em sua cúpula, os leva ao coração da multidão, os põe no meio de seus tormentos, no plano de suas vidas. Amem, façam o bem”, disse Francisco.

Amem seus inimigos

O pontífice afirmou que essas são ações fáceis de serem realizadas com amigos e pessoas próximas, por isso destacou que também é preciso colocá-las em prática com os “inimigos”. “Amem seus inimigos, faça bem aos que os odeiam, abençoem aos que dizem coisas ruins de vocês, roguem por quem os difama”, pediu.

Francisco lamentou que o mundo atual se caracteriza por “fortes questionamentos e dúvidas em escala mundial” e criticou a “polarização e a exclusão” como única forma possível de resolver conflitos na sociedade contemporânea. Nesse sentido, citou os imigrantes e refugiados para ressaltar com que frequência esse tipo de atitude se “transforma em uma ameaça”.

“Possuem o status de inimigo. Inimigo por vir de uma terra distante ou por ter outros costumes. Inimigo por sua cor de pele, por seu idioma ou condição social. Inimigo por pensar diferente e, inclusive, por ter outra fé”, disse o pontífice.

Francisco rejeitou a indiferença ao próximo, assim como o “vírus da polarização e da inimizade que permanece em nossas formas de pensar, de sentir e de atuar”, afirmou, pedindo que os novos cardeais o ajudem na missão de fomentar a fraternidade. “Viemos de terras distantes, temos diferentes costumes, cor de pele, idiomas e condição social. Pensamos diferente e, inclusive, louvamos a fé com ritos diversos. E nada disso nos torna inimigos, pelo contrário. É uma de nossas maiores riquezas”, destacou o papa.

A cerimônia continuou com a promessa de fidelidade realizada por cada um dos novos cardeais perante ao pontífice. Francisco, por sua vez, entregou o anel símbolo do compromisso dos nomeados com a Igreja Católica.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …

Evangélicos fazem coro com Bolsonaro e negam riscos do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro gosta de copiar o seu ídolo americano, Donald Trump – da suposta inofensividade do coronavírus até os poderes de cura de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, passando pela teoria da conspiração …

'Estamos em guerra': França confiscou 1 milhão de máscaras destinadas à Espanha e Itália

Os dois países se envolveram em uma disputa diplomática depois que parte das máscaras com destino a outros países vindas da China foram retidas em cidades francesas. As autoridades francesas apreenderam milhões de máscaras que uma …

Sobrevivente da 2ª Guerra e Gripe Espanhola se cura do coronavírus ao 104 anos

Depois da Segunda Guerra Mundial e da pandemia de gripe espanhola, a nova inimiga do soldado aposentado William ‘Bill’ Lapschies, nascido em Salem em 1916, foi a Covid-19 – e ele venceu a batalha! Aos 104 …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

UE teme que política autoritária adotada na Hungria por causa do coronavírus tenha efeito dominó no bloco

Em nome da luta contra o novo coronavírus, a Hungria estabeleceu estado de emergência e concedeu poderes ilimitados ao governo de Viktor Orbán. A Europa condena o uso político da pandemia da Covid-19 e …

Grécia põe campo de refugiados em quarentena após infeção

Autoridades confirmam ao menos 20 infecções, todas sem sintomas. Exames foram feitos após uma mulher que deu à luz ter testado positivo para o novo coronavírus no hospital. A Grécia colocou em quarentena o campo de …