É mesmo possível viajar fisicamente para o passado, explica astrofísico

(dr) Hannes Hummel / Quanta Magazine

O tecido do espaço-tempo, dois buracos de minhoca e seus buracos-negros

O astrofísico Ethan Siegel afirmou em seu blog Starts With A Bang, na revista Forbes, que a ideia de viajar no passado pode ser possível “graças a algumas propriedades muito interessantes do tempo e do espaço, segundo a teoria de relatividade geral de Albert Einstein”.

O cientista norte-americano  Ethan Siegel parte do conceito de “buracos de minhoca”, também conhecidos como pontes de Einstein-Rosen, que são passagens através do espaço-tempo, e garante que a ideia de viajar no passado pode ser possível.

No universo, no tecido do espaço-tempo existem minúsculas flutuações quânticas,  incluindo flutuações de energia em direções “positivas” e “negativas”, explica Siegel.

“Uma flutuação de energia positiva muito forte e densa criaria um espaço curvo de uma forma particular, enquanto uma forte flutuação de energia negativa curvaria o espaço exatamente da forma oposta”, assinalou Siegel em seu blog Starts With a Bang.

“Se conectarmos essas duas áreas de curvatura, poderíamos alcançar — por um breve momento — a noção de um buraco de minhoca quântico“, diz o cientista, que em setembro afirmou que o Big Bang não foi o início do Universo.

De acordo com o astrofísico americano, caso um buraco de minhoca esteja aberto o suficiente, uma partícula poderia ser transportada através dele. Ou seja, a partícula desapareceria instantaneamente em um lugar no espaço-tempo e reapareceria em outro. No entanto, para transportar uma pessoa, seria necessário aplicar mais esforços.

O especialista explicou que, se nós criarmos um buraco negro supermassivo e sua contrapartida de massa hipotética ou energia negativa, que ainda não foi descoberta, ao conectá-los, poderemos criar também um buraco de minhoca transitável.

E é aí que o conceito de dilatação do tempo entra em jogo: quanto maior for o movimento através do espaço, menor será o movimento através do tempo.

Por exemplo, imaginamos um par de buracos de minhoca, um deles, durante um ano, permanece quase imóvel, enquanto outro atinge uma velocidade próxima da velocidade da luz. Ao passar um ano, o buraco de minhoca imóvel envelheceria um ano, enquanto o móvel envelheceria 40 anos.

“Se 40 anos atrás, alguém tivesse criado um par de buracos de minhoca e os tivesse lançado a essa viagem, hoje seria possível entrar em um deles e sair em outro no passado, em 1978.”

Infelizmente, o problema é que não poderemos regressar do passado ao presente, conclui Ethan Siegel.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Caso de peste bubônica é confirmado na China

Enquanto o mundo vem buscando tratamentos para a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), antigas doenças e ameças podem ressurgir, como um sinal de alerta para a sociedade. É esse o caso relatado pelas autoridades da saúde …

Petição que substituir estátua de Cristóvão Colombo por uma do músico Prince

O histórico processo de revisão das estátuas, nomes de rua e outras homenagens a personagens ligados ao racismo ou outros massacres étnicos prevê a retirada de tais homenagens, mas não somente: figuras efetivamente merecedoras dos …

EUA podem proibir aplicativos chineses, incluindo TikTok, diz secretário de Estado

Mike Pompeo já acolheu uma medida semelhante da Índia, que emitiu uma ordem provisória bloqueando o TikTok e outros 58 aplicativos ligados à China em meio ao primeiro choque fronteiriço mortal em décadas. O secretário de …

Brasil tem mais de 65 mil mortes por covid-19

O Brasil superou a marca de 65 mil mortos por covid-19 nesta segunda-feira (06/07), segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Ministério da Saúde. Foram 620 óbitos registrados nas últimas …

Homem cria uma "cadeira de rodas" off-road para que sua esposa possa ir a lugares que ela nunca imaginou

Quem precisa de uma cadeira de rodas para se locomover sabe que não é nada fácil percorrer certos terrenos. Viagens a lugares nevados, trilhas tropicais, montanhas… Tudo isso parece impossível. Mas não deveria ser. Aliás, …

Samsung pode ser beneficiada por tensão entre China e Índia

Enquanto os exércitos da China e da Índia se estranham na fronteira entre os dois países, quem pode sair ganhando com a rivalidade é uma empresa sul-coreana. A Samsung deve ser a principal beneficiada com o …

Com epidemia de Covid-19 controlada, Cuba inicia retomada do turismo internacional

Enquanto o coronavírus segue se propagando pelo continente americano, Cuba garante que a epidemia está controlada no país e reabre algumas praias ao turismo internacional. No total, país registrou pouco mais de 2.300 contaminações …

Pesquisadores encontram novos dados sobre época de Genghis Khan

Grande parte da vida de Genghis Khan permanece ainda um mistério, mas um novo estudo de pesquisadores da Austrália e Mongólia fornece novos dados sobre sua época. Genghis Khan, que teria vivido entre 1162 e 1227, …

Índia vê casos explodirem e vira um dos epicentros da pandemia

Com quase 700 mil casos de covid-19, a Índia ultrapassou a Rússia e se tornou nesta segunda-feira (07/07) o terceiro país mais atingido pela pandemia de covid-19 em todo o mundo. O Ministério da Saúde indiano …

Filho interrompe ao vivo de repórter para pedir biscoitos

Em mais uma das patacoadas do home-office, a jornalista Deborah Haynes da Sky News acabou sendo interrompida por seu filho, que fez um pedido bastante singelo para a mãe: ele queria alguns biscoitos. O vídeo foi …