Físicos dão instruções de como criar buraco de minhoca

Com a ajuda de buracos negros e cordas cósmicas, cientistas afirmam ser possível criar buracos de minhoca capazes de proporcionar viagens no espaço em curtíssimos períodos.

Por mais surreal que pareça, a criação de portais espaço-tempo, mais conhecidos como buraco de minhoca, é possível e mais simples do que muitos possam imaginar. Em um artigo publicado na LiveScience, o astrofísico Paulo Sutter explanou as instruções passadas por cientistas de como criar tal portal.

De acordo com Sutter, em condições ideais um buraco de minhoca pode proporcionar uma rápida viagem no tempo entre dois pontos no espaço. No entanto, tal estrutura tem elevado grau de instabilidade, podendo se desmoronar pela simples ação de um fóton. Em face disto, um grupo de cientistas da Universidade da Califórnia (UC Santa Barbara), Estados Unidos, publicou sua solução no site arXiv.org.

Para se criar um buraco de minhoca, os cientistas propõem achar dois buracos negros e os eletrificar de maneira a que ambos possuam cargas opostas entre si. Sendo assim, a diferença de carga elétrica de ambos os buracos facilitaria o movimento de algum corpo a partir de um buraco negro para outro.

Embora a solução pareça simples, ela gera outro problema. Buracos negros com cargas opostas se atraem, o que causa a sua colisão e a formação de um único buraco negro com carga neutra. Para evitar tal colisão, os autores do estudo propõem o uso de cordas cósmicas.

Cordas cósmicas

Cordas cósmicas são um fenômeno pouco abordado na comunidade cientista. Trata-se de uma anomalia linear e, ao mesmo tempo, uma quebra no espaço-tempo, de dimensão menor do que um próton. No entanto, uma pequena polegada de corda cósmica tem um peso superior ao do Everest.

Uma corda cósmica possui alta tensão, sendo que, se alguém conseguir “costurá-la” em dois buracos negros, isso impedirá que estes sejam atraídos um pelo outro, mantendo suas duas extremidades longe uma da outra.

Mas, e a instabilidade do buraco de minhoca? Para tanto, a solução seria usar na estrutura outra corda cósmica. Esta deverá ter suas pontas enlaçadas de modo que suas vibrações sejam tão fortes que permitam dobrar o espaço-tempo. Isto geraria zonas com energia negativa, o que, segundo Einstein, agiria como uma massa negativa e estabilizaria o buraco de minhoca.

Apesar disto, com o passar do tempo, as fortes vibrações fariam ruir o buraco de minhoca. Mesmo assim, seria possível enviar mensagens e objetos através dele.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Interação de múons, a nova força da natureza que cientistas acreditam ter descoberto

Desde colar um ímã na porta de uma geladeira até jogar uma bola em uma cesta de basquete, as forças da física funcionam em todos os momentos de nossas vidas. Todas as forças que experimentamos todos …

Receita afirma que "só rico lê" e reforça preconceito de classe brasileiro

A Receita Federal deseja manter o projeto que cobra impostos sobre livros. Através da mesclagem entre PIS e Cofins, a nova CBS (Contribuição sobre bens e serviços), uma espécie de imposto sobre valor agregado, o …

Tribunal europeu dá aval a vacinação obrigatória

Corte de direitos humanos diz que medida pode ser necessária em sociedades democráticas e abre precedente no combate à covid-19. Tribunal julgava ação de famílias tchecas que se recusaram a vacinar os filhos. O Tribunal Europeu …

Covid-19: Governo chinês recompensa quem se vacina distribuindo ovos

Primeiro país afetado pela Covid-19, mas também o primeiro a se recuperar da pandemia, a China ainda encontra dificuldades para convencer sua população a se vacinar contra o coronavírus. O governo em algumas regiões …

Bloomberg revela planos de Biden de cortar orçamento do Pentágono

A administração Biden alegadamente pretende propor ao Pentágono um orçamento menor do que sob a administração Trump, reportou a agência Bloomberg citando três fontes. De acordo com agência, o orçamento será US$ 7 bilhões menor (cerca …

Cientistas revelam ameaça de grande desabamento de plataformas de gelo na Antártida

Novo estudo demonstrou que mais de um terço da área das plataformas de gelo na Antártida pode cair no mar se as temperaturas globais aumentarem em quatro graus, em comparação com o nível pré-industrial. De acordo …

“É como um lindo instrumento”: mais de 2 mil microfones desvendam o mistério o zunido dos beija-flores

O beija-flor faz um agradável zumbido quando paira na frente das flores para se alimentar. Mas só agora ficou claro como suas asas gera o som harmônico enquanto bate suas asas a impressionantes 40 vezes …

Barroso determina que presidente do Senado instale "CPI da covid"

Pedido para criar a comissão foi protocolado no início de fevereiro, mas Rodrigo Pacheco resistia. Colegiado deve apurar irregularidades e pode gerar desgaste ao governo. O ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou …

Cientistas descobrem segredo do computador de mais de 2 mil anos

A Máquina de Anticítera permanecia há mais de um século como um dos grandes mistérios do planeta até março desse ano: espécie de primeiro computador da história, o mecanismo com mais de 2 mil anos …

Família real britânica: morre príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª

O príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª, morreu nesta sexta-feira (09/04) aos 99 anos, anunciou o Palácio de Buckingham. Em um comunicado, o palácio disse: "É com profunda tristeza que Sua Majestade a Rainha anunciou …