“Ato vergonhoso”: Guatemala também mudará embaixada para Jerusalém

fotospresidencia_sv / Flickr

O presidente da Guatemala, Jimmy Morales

O presidente de Guatemala anunciou no domingo (24) que o país vai transferir a embaixada que tem em Tel Aviv para Jerusalém, no seguimento da aliança com os Estados Unidos, que reconheceram a cidade santa como capital de Israel.

“Querido povo da Guatemala, conversei com o primeiro-ministro de Israel, Benjamín Netanyahu, e falamos das excelentes relações que temos tido enquanto nações desde que a Guatemala apoiou a criação do Estado de Israel”, disse Jimmy Morales, em publicação no Facebook.

O presidente acrescentou que, na tal conversa, “um dos temas de maior relevância foi o retorno da embaixada de Guatemala a Jerusalém“. “Por isso, informo que dei instruções à ‘chanceler’ para iniciar os devidos procedimentos para que assim seja. Deus abençoe”, escreveu.

É um ato vergonhoso e ilegal que vai totalmente contra os sentimentos dos líderes das igrejas em Jerusalém” e da recente resolução, não vinculativa, da Assembleia Geral da ONU, que condena o reconhecimento dos EUA de Jerusalém como capital de Israel, disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros palestino, em comunicado.

“O Estado da Palestina considera a decisão como um flagrante ato de hostilidade contra os direitos inalienáveis do povo palestino e do direito internacional”, prosseguiu a diplomacia palestina.

“O Estado da Palestina atuará com os aliados regionais e internacionais para se opor a esta decisão ilegal”, advertiu, afirmando que o presidente Jimmy Morales arrastou a Guatemala para “o lado errado da história”.

A decisão da Guatemala ocorre dias depois de 128 países-membros da Assembleia Geral da ONU terem aprovado uma resolução contra o reconhecimento dos EUA de Jerusalém como capital de Israel.

A Guatemala foi um dos nove Estados-membros que votaram contra a resolução. EUA, Israel, Honduras, Togo, Micronésia, Nauru, Palau e as ilhas Marshall foram os outros países que rejeitaram a resolução votada no dia 21 de dezembro.

Outros 35 países optaram pela abstenção. Entre estes constaram o Canadá, o México, a Argentina, mas também Estados-membros da União Europeia, como foi o caso da Polônia, Hungria e da República Checa.

A número dois do Ministério dos Negócios Estrangeiros israelense, Tzipi Hotovely, já garantiu que o governo está “em contato com pelo menos dez países” para que também mudem suas embaixadas.

Trump anunciou no dia 6 de dezembro que os EUA reconhecem Jerusalém como capital de Israel e que vão transferir sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém, contrariando a posição da ONU e dos países europeus, árabes e muçulmanos, assim como a linha diplomática seguida por Washington ao longo de décadas.

A questão de Jerusalém é uma das mais complicadas e delicadas do conflito israelo-palestino, um dos mais antigos do mundo.

Israel ocupa Jerusalém Oriental desde 1967 e declarou, em 1980, toda a cidade como a sua capital indivisível. Os palestinos querem fazer de Jerusalém Oriental a capital de um desejado Estado palestino, coexistente em paz com Israel.

Jerusalém é considerada uma cidade santa para cristãos, judeus e muçulmanos. Desde o anúncio de Trump foram registrados confrontos e manifestações na Cisjordânia e na Faixa de Gaza, e pelo menos 12 palestinos perderam a vida.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Astrônomos revelam que 2ª minilua da Terra é do tamanho de carro pequeno

A minilua chamada 2020 CD3 conta com um diâmetro de entre um metro e 1,5 metro e chegou a ficar a 13 mil quilômetros do nosso planeta. A minilua 2020 CD3, que orbita a Terra nos …

Diego Maradona morre aos 60 anos

O ex-jogador argentino Diego Maradona, maior astro da história do futebol do país sul-americano, morreu nesta quarta-feira (25/11) aos 60 anos, após sofrer uma parada cardiorrespiratória em sua casa em Tigre, ao norte de Buenos …

Incêndios na Amazônia deixam rastro de destruição por décadas

Entre galhos e folhas esturricados sobre o solo que abrigava uma área de floresta intacta, o cheiro de queimada ainda é forte. Próximo a uma das aldeias da Terra Indígena Uru-Eu-Wau-Wau, em Rondônia, vazios surgiram …

EUA: conheça a região com a maior taxa de mortalidade por Covid-19 no mundo

Mais de 12 milhões de pessoas estão contaminadas pela Covid-19 nos Estados Unidos. Mas o vírus não ataca o país de maneira equitativa. Os estados do centro assistem a uma progressão acelerada da epidemia …

Osmar Terra, negacionista da pandemia, está internado com covid-19 em UTI

O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), um dos maiores negacionistas da pandemia e fomentador de fake news sobre o novo coronavírus, está internado com covid-19 em um hospital em Porto Alegre. Segundo comunicado do Hospital São …

Detalhe microscópico revela segredos de retratos egípcios de 1.800 anos

Análise das partículas da tinta revelou novas informações sobre os retratos enterrados ao lado das múmias egípcias há mais de 1.800 anos. A pintura Retrato do Homem Barbudo foi feita entre 170 e 180 d.C. e …

Ação da polícia contra migrantes em Paris gera críticas

Forças de segurança desmontam de forma violenta acampamento improvisado no centro da capital francesa. Ministro do Interior diz que imagens são chocantes. Ação ocorre na véspera de votação de lei que favorece polícia. A ação da …

Pandemia gera escassez de matéria-prima e faz preços subirem no Brasil

Por três vezes ao longo do mês de outubro, Diogo Murrieta, dono da pizzaria La-Nápoles, em Belém do Pará, tentou comprar as embalagens de papelão nas quais suas pizzas são entregues aos clientes e não …

Quando as crianças dominaram o mundo: uma sociedade paralela que parece saída da ficção

Na virada do século XIX para o século XX, os jovens, aqueles que já não mais eram crianças mas ainda não haviam entrado para o mercado de trabalho e se tornado adultos, sequer eram vistos …

Sem reconhecer derrota, Trump autoriza início de transição para administração Biden

Mais de duas semanas após o anúncio da vitória de Joe Biden na eleição presidencial americana, Donald Trump autorizou nessa segunda-feira o início do processo de transição para a administração do democrata, mas não …