É oficial: Trump reconhece Jerusalém como a capital de Israel

Kevin Lamarque / Reuters

Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos reconheceu, nesta quarta-feira (6), Jerusalém como a capital de Israel, afirmando que “há muito tempo que já deveria ter sido tomada” esta decisão.

O anúncio de Donald Trump representa uma ruptura com décadas de neutralidade da diplomacia norte-americana na questão israelo-palestina.

O presidente dos EUA também anunciou, como já era esperado, que dará ordens ao Departamento de Estado para mudar a embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém.

No discurso, o presidente norte-americano disse que continua defendendo uma solução de “dois Estados” naquela região – Palestina e Israel – e disse que “fará tudo para promover uma solução pacífica”.

Trump apelou à “calma” e à “tolerância” e indicou que seu vice-presidente, Mike Pence, se desloca ao Oriente Médio “nos próximos dias”.

“Hoje apelamos à calma, à moderação, e que as vozes da tolerância se sobreponham a quem propaga o ódio”, declarou o presidente dos EUA.

Os Estados Unidos se transformam assim no único país do mundo a reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

A comunidade internacional nunca reconheceu Jerusalém como capital de Israel, nem a anexação da parte oriental da cidade, conquistada em 1967.

Israel considera a Cidade Santa sua capital “eterna e reunificada”, mas os palestinos defendem pelo contrário que Jerusalém-leste deve ser a capital do Estado palestino, em uma das principais diferenças que opõem as duas partes em conflito.

Os países com representação diplomática em Israel têm as embaixadas em Tel Aviv, em conformidade com o princípio, consagrado em resoluções das Nações Unidas, de que o estatuto de Jerusalém deve ser definido em negociações entre israelenses e palestinos.

Uma lei norte-americana de 1995 solicitava a Washington a mudança da embaixada para Jerusalém, mas a medida nunca foi aplicada, porque os presidentes Bill Clinton, George W. Bush e Barack Obama adiaram a implementação, a cada seis meses, com base em “interesses nacionais”.

Trump disse, a propósito desse adiamento, que “velhos problemas exigem soluções novas”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

COVID-19: produção de vacina pode causar morte de meio milhão de tubarões, alertam especialistas

Óleo natural feito a partir do fígado dos tubarões é um componente-chave entre os ingredientes utilizados por vários candidatos a vacina contra a COVID-19. A Shark Allies, uma organização de defesa aos tubarões, da Califórnia, EUA, …

Quem é Amy Barrett, a indicada de Trump para Suprema Corte?

Se aprovada pelo Senado, atual juíza federal e católica devota poderá influenciar a vida pública dos EUA por décadas e mover de vez a composição da Corte para uma orientação conservadora. Se no Brasil o presidente …

Uber ganha 18 meses de licença para atuar em Londres

Após uma longa batalha jurídica, a Uber ganhou uma licença para restabelecer suas operações em Londres pelos próximos 18 meses. Em novembro de 2019, a empresa havia sido impedida de atuar na capital inglesa, depois que …

Testes de DNA da moda não identificam indígenas brasileiros

Testes de DNA estão na moda. Se você pensou em exames para comprovar paternidade ou algo nesse sentido: não é disso que estamos falando (embora pudéssemos). A nova tendência — entre aqueles que têm condições para …

EUA e Brasil querem barrar governo Maduro na Organização Pan-Americana da Saúde

Os Estados Unidos, o Brasil e outros 11 países rejeitaram nesta segunda-feira (28) a legitimidade do governo de Nicolás Maduro na Venezuela para participar do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A …

Água líquida em Marte: descobertas mais reservas no polo sul do Planeta Vermelho

Em 2018, pesquisadores italianos anunciaram que haviam encontrado evidências da existência de água líquida em Marte, abaixo da calota polar sul. Agora, a equipe voltou em mais uma série de informações que não apenas sustentam essa …

Cientistas russos encontram nova forma de tratamento para covid-19

Uma equipe de cientistas russos sugeriu tratar os pacientes gravemente afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 da mesma maneira que são tratados alguns casos de intoxicação. De acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa de Medicina de …

Covid-19 já causou a morte de um milhão de pessoas no mundo

Nove meses após seu surgimento na China, a pandemia de Covid-19 superou, neste domingo (27), o número simbólico de um milhão de mortos no mundo. No total, o coronavírus causou 1.000.009 mortes e 33.018.877 casos …

Homem que comia alcaçuz todos os dias morre e médicos alertam sobre riscos à saúde

Um homem de 54 anos morreu após consumir alcaçuz em excesso. Segundo os médicos do Hospital Geral de Massachussets (EUA), após duas semanas ingerindo alcaçuz preto em excesso, o homem teve uma overdose de uma …

Conflito armado se acirra na fronteira entre Armênia e Azerbaijão

A Armênia e o Azerbaijão se acusaram mutuamente neste domingo (27/09) de iniciar confrontos mortais na região separatista de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países, em meio a uma disputa territorial de décadas. Ao …