Avião militar russo sobrevoa a Casa Branca e o Pentágono

Alex Beltyukov / Wikimedia

Aeronave Tupolev Tu-160 da Força Aérea da Rússia sobrevoa Moscovo

Segundo revela a imprensa norte-americana, um avião militar russo de vigilância Tu-154M partiu de Moscou com destino Nova York, tendo na sua rota sobrevoado nesta quarta-feira (9) a Casa Branca, em Washington.

Segundo o Washington Post, a polícia de Washington tinha previamente dado o alerta de que “um voo autorizado de baixa altitude de um avião russo” entraria no espaço aéreo restrito da cidade e “poderia voar diretamente sobre o Capitólio”.

Estes voos legais e autorizados estão previstos no âmbito de um acordo de 1992 entre a Rússia e os Estados Unidos, conhecido como o Tratado de Céus Abertos, que permite que os dois países realizem voos de vigilância no território de cada um.

Segundo o Departamento de Estado norte-americano, os dois países realizaram estes voos combinados em 165 ocasiões nos últimos 15 anos. Um representante do Pentágono explicou que observadores militares estrangeiros, no quadro do Tratado de Céus Abertos, podem pedir e ter autorização para voar sobre praticamente qualquer lugar.

De acordo com a CNN, o avião russo, a bordo do qual seguiam representantes da Força Aérea dos EUA, sobrevoou o Capitólio, o Pentágono e outros edifícios governamentais, tendo sido autorizado inclusive a sobrevoar o espaço aéreo ultrarrestrito sobre a Casa Branca, residência oficial do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Normalmente os observadores russos apresentam uma lista dos locais sobre os quais querem voar”, explicou uma fonte do Pentágono à Politico. “Fazemos o plano de voo e, com algumas exceções – ligadas a questões de segurança e condições meteorológicas, são autorizados a voar praticamente sobre todo o território“, acrescentou a fonte.

Segundo o representante do Pentágono, todos os voos “são muito regulamentados e rigorosamente controlados”, razão pela qual os militares norte-americanos têm de estar a bordo do avião. “Estas missões são realizadas praticamente de forma rotineira“, acrescentou o representante das forças armadas norte-americanas.

A realização destes voos não é de todo pacífica entre os meios militares norte-americanos, que, segundo o Washington Post, questionam a vantagem que a Rússia obtém por ter a possibilidade de observar e processar toda a informação recolhida em território norte-americano e defendem o fim do Tratado de Céus Abertos.

“As coisas que se veem, a quantidade de dados recolhidos, o que se pode fazer com pós-processamento, permite à Rússia obter uma quantidade incrível de informação sobre as nossas infraestruturas críticas, bases aéreas e navais, as nossas instalações”, disse no ano passado general Vincent Stewart, diretor da Defense Intelligence Agency.

“É uma vantagem significativa”, acrescentou o responsável militar norte-americano.

“No âmbito do mesmo tratado, os militares norte-americanos realizam com frequência voos semelhantes sobre a Rússia, usando uma aeronave de vigilância militar OC-135B da Força Aérea dos EUA”, defendeu por sua vez o capitão Jeff Davis, porta-voz do Pentágono.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nosso sistema solar será destruído antes do que pensávamos

Embora o solo sob nossos pés pareça sólido e reconfortante (na maioria das vezes), nada neste Universo dura para sempre. Um dia, nosso sol morrerá, ejetando uma grande proporção de sua massa antes que seu núcleo …

Mãe em Estocolmo não é mais suspeita de aprisionar filho

Promotores suecos estão retirando seu caso contra uma mulher acusada de prender o filho por vários anos. De acordo com as últimas informações, não há provas suficientes de que ele havia sido detido contra sua …

Mistério de galáxia desprovida de matéria escura é revelado

As observações astronômicas apontam para forças de "maré" e comportamento "canibal" de uma galáxia vizinha, que explicariam a escassez deste componente invisível. Se alguma galáxia é pobre em matéria escura, pode ser devido a uma interação …

Maioria das vacinas da Moderna será reservada no início para os Estados Unidos

A Moderna espera disponibilizar entre 100 e 125 milhões de doses de sua vacina contra a Covid-19 no primeiro trimestre de 2021. A empresa anunciou, nesta quinta-feira que, no início, entre 85 e 100 …

Amazonas é 3º estado com mais queimadas, emissões e desmatamento

Pela primeira vez, o Amazonas assume a terceira posição nos três principais rankings que indicam o avanço da degradação florestal na Amazônia brasileira, incluindo indicadores de queimadas, emissões de gases de efeito estufa e desmatamento …

Sudão bane casamento infantil e mutilação genital feminina, mas prática apresenta desafios

Depois de derrubar o ditador Omar al-Bashir no ano passado, o Sudão deu importante passo para reverter alguns dos tantos horrores cometidos contra a população feminina no país – e tornou ilegal tanto o casamento …

Namíbia elege deputado chamado Adolf Hitler

O nome de um recém-eleito político da Namíbia, vem chamando atenção na mídia nacionais e internacionais. "Adolf Hitler teve uma vitória esmagadora nas eleições regionais na Namíbia", relatou o portal de notícias alemão Spiegel Online nesta …

Astrônomos mapeiam 1 milhão de galáxias previamente desconhecidas

Cerca de um milhão de galáxias previamente desconhecidas para além da Via Láctea foram adicionadas a um mapa detalhado de seção de espaço. Pesquisas sobre o espaço normalmente demoram anos para serem completas, mas um novo …

Brasil recebe vacina de Oxford em janeiro, promete Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o primeiro lote das vacinas de Oxford chega ao Brasil em janeiro. Serão 15 milhões de doses entre janeiro e fevereiro, totalizando 260 milhões ao longo do …

Cingapura é primeiro país a aprovar venda de carne de laboratório

Empresa californiana obteve autorização da cidade-Estado para usar sua carne de frango produzida a partir de cultura celular em chicken nuggets e garante que preço será competitivo. Cingapura é o primeiro país do mundo a aprovar …