Avião militar russo sobrevoa a Casa Branca e o Pentágono

Alex Beltyukov / Wikimedia

Aeronave Tupolev Tu-160 da Força Aérea da Rússia sobrevoa Moscovo

Segundo revela a imprensa norte-americana, um avião militar russo de vigilância Tu-154M partiu de Moscou com destino Nova York, tendo na sua rota sobrevoado nesta quarta-feira (9) a Casa Branca, em Washington.

Segundo o Washington Post, a polícia de Washington tinha previamente dado o alerta de que “um voo autorizado de baixa altitude de um avião russo” entraria no espaço aéreo restrito da cidade e “poderia voar diretamente sobre o Capitólio”.

Estes voos legais e autorizados estão previstos no âmbito de um acordo de 1992 entre a Rússia e os Estados Unidos, conhecido como o Tratado de Céus Abertos, que permite que os dois países realizem voos de vigilância no território de cada um.

Segundo o Departamento de Estado norte-americano, os dois países realizaram estes voos combinados em 165 ocasiões nos últimos 15 anos. Um representante do Pentágono explicou que observadores militares estrangeiros, no quadro do Tratado de Céus Abertos, podem pedir e ter autorização para voar sobre praticamente qualquer lugar.

De acordo com a CNN, o avião russo, a bordo do qual seguiam representantes da Força Aérea dos EUA, sobrevoou o Capitólio, o Pentágono e outros edifícios governamentais, tendo sido autorizado inclusive a sobrevoar o espaço aéreo ultrarrestrito sobre a Casa Branca, residência oficial do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

“Normalmente os observadores russos apresentam uma lista dos locais sobre os quais querem voar”, explicou uma fonte do Pentágono à Politico. “Fazemos o plano de voo e, com algumas exceções – ligadas a questões de segurança e condições meteorológicas, são autorizados a voar praticamente sobre todo o território“, acrescentou a fonte.

Segundo o representante do Pentágono, todos os voos “são muito regulamentados e rigorosamente controlados”, razão pela qual os militares norte-americanos têm de estar a bordo do avião. “Estas missões são realizadas praticamente de forma rotineira“, acrescentou o representante das forças armadas norte-americanas.

A realização destes voos não é de todo pacífica entre os meios militares norte-americanos, que, segundo o Washington Post, questionam a vantagem que a Rússia obtém por ter a possibilidade de observar e processar toda a informação recolhida em território norte-americano e defendem o fim do Tratado de Céus Abertos.

“As coisas que se veem, a quantidade de dados recolhidos, o que se pode fazer com pós-processamento, permite à Rússia obter uma quantidade incrível de informação sobre as nossas infraestruturas críticas, bases aéreas e navais, as nossas instalações”, disse no ano passado general Vincent Stewart, diretor da Defense Intelligence Agency.

“É uma vantagem significativa”, acrescentou o responsável militar norte-americano.

“No âmbito do mesmo tratado, os militares norte-americanos realizam com frequência voos semelhantes sobre a Rússia, usando uma aeronave de vigilância militar OC-135B da Força Aérea dos EUA”, defendeu por sua vez o capitão Jeff Davis, porta-voz do Pentágono.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …

Projeto de estrada cortando parque das cataratas de Iguaçu ameaça outras áreas de proteção pelo Brasil

Uma das paisagens naturais mais impressionantes do Brasil e reconhecida pela Unesco, o Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as cataratas, no Paraná, pode ser cortado ao meio por uma rodovia asfaltada – em …

Por que a imunidade de rebanho está longe de ser realidade

Embora costume ser apresentada como simples cálculo matemático, alcançar a imunidade de rebanho não é tarefa fácil. Ela não só depende da infecciosidade das variantes, como da adoção de medidas sanitárias pela população. Apesar das campanhas …

Uso de maconha na adolescência pode atrapalhar o desenvolvimento do cérebro

O consumo de maconha pode ser prejudicial ao cérebro humano durante a adolescência, de acordo com estudo publicado na última quarta-feira (16). Segundo a pesquisa, realizada em regiões da Europa, o uso recreativo da planta pode …

EUA terão feriado para comemorar fim da escravidão

Data já celebrada na maioria dos estados vai se tornar feriado federal. O "Juneteenth" lembra dia em que os últimos escravos negros foram libertados no país, em 1865. Após aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos na …

5 perguntas sobre os denisovanos, 'parentes' extintos dos humanos modernos que viveram na Terra há 50 mil anos

Desde que os primeiros vestígios dos denisovanos foram descobertos em 2008, os cientistas não descansaram tentando obter mais informações sobre eles. A tarefa, no entanto, não tem sido fácil, porque até agora só foram encontrados pequenos …