Bill Gates opina sobre compra do TikTok pela Microsoft: “cálice envenenado”

Michael Buholzer / World Economic Forum

Bill Gates

Embora esteja afastado desde março do conselho de diretores da Microsoft, Bill Gates, cofundador e atual consultor de tecnologia da companhia, não deixa de estar atento às recentes notícias de que a gigante de Redmond estaria interessada em comprar o TikTok.

A rede social, pertencente à chinesa ByteDance, está na mira do presidente Donald Trump sob a acusação de espionagem dos usuários e tem como alternativa para não banida de vez dos Estados Unidos, alienar a sua divisão americana para uma empresa norte-americana.

Em entrevista recente à Wired, o bilionário não vê a negociação com bons olhos e afirma que a possível aquisição será um “cálice de veneno” para a Microsoft, por mais que ter um concorrente a altura do Facebook seja algo positivo para os negócios da empresa.

Ao ser indagado sobre o que acha das atitudes do governo norte-americano, Gates deu a seguinte declaração: “Concordo que o princípio segundo o qual isso está ocorrendo é um pouco estranho. A coisa questão de [Trump exigir um] corte, isso é duplamente estranho. De qualquer forma, a Microsoft terá que lidar com tudo isso”, completa.

O magnata observa também que o mercado de redes sociais “não é um jogo simples”, já que a companhia que ajudou a construir terá que lidar com um novo nível de moderação de conteúdo. Vale ressaltar que, em 2016, a Microsoft adquiriu o LinkedIn pela quantia de US$ 26,2 bilhões, sendo até então a maior aquisição da história da empresa.

TikTok ameaça processar governo Trump

Com a ordem executiva do presidente Donald Trump, assinada na última quinta-feira (6), que proíbe empresas e indivíduos dos EUA de fazer negócios com a chinesa ByteDance até setembro, no dia seguinte o TikTok se pronunciou oficialmente sobre o caso, alegando que o governo norte-americano desrespeitou a lei e que fará o possível legalmente para barrar o veto ao aplicativo.

“Buscaremos todos os recursos disponíveis a fim de garantir que o estado de direito não seja descartado e que nossa empresa e nossos usuários sejam tratados de maneira justa – se não pela Administração, pelos tribunais dos EUA”, afirmou a empresa.

A empresa diz ainda que “ordem executiva corre o risco de minar a confiança das empresas globais no comprometimento dos Estados Unidos com o Estado de direito, que serviu como um ímã para investimentos e estimulou décadas de crescimento econômico americano”.

Lembrando que o TikTok atualmente possui cerca de 80 milhões de usuários ativos somente nos EUA e lucra através de anúncios pagos dentro do app.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasil é líder em conflitos socioambientais na Amazônia

Dono da maior extensão de Floresta Amazônica, o Brasil também é campeão em conflitos socioambientais na região. Um levantamento inédito comparando a situação de quatro países mostrou que, dos 1.308 confrontos registrados em 2017 e …

Lukashenko toma posse em cerimônia secreta em Belarus

O presidente de Belarus prestou juramento, nesta quarta-feira (26), em uma cerimônia mantida em sigilo. Este é o sexto mandato do chefe de Estado, no poder há 26 anos. "Alexander Lukashenko prestou juramento no idioma bielorrusso, …

Pássaros sacrificados como oferenda aos deuses são encontrados no Egito

Milhões de aves, que teriam sido utilizadas como oferenda aos deuses Hórus, Rá ou Thoth foram encontradas por uma equipe de arqueólogos no Egito. Os arqueólogos da Universidade Claude Bernard Lyon estavam trabalhando nas escavações de …

Navalny deixa hospital em Berlim

Oposicionista russo recebe alta após um mês de tratamento para curar envenenamento por agente neurotóxico do tipo Novitchok. Médicos dizem que recuperação total é possível, mas não sabem estimar efeitos de longo prazo. O oposicionista russo …

Governo pede suspensão de filme da Netflix após acusações de pedofilia

Após diversas acusações de pedofilia nas redes sociais ao filme Lindinhas, que estreou com exclusividade na Netflix, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos pediu a suspensão e investigação sobre sua distribuição …

Mais de 13 milhões de britânicos enfrentam novo lockdown diante do aumento de casos de Covid-19

Um quinto da população do Reino Unido acordou sob um novo lockdown nesta terça-feira (22). Essas pessoas estão sobretudo no norte da Inglaterra e no País de Gales, as regiões mais afetadas pela Covid-19 …

Pinguim é encontrado morto no litoral de SP com máscara no estômago

Um pinguim foi encontrado morto no último dia 9 de setembro na praia de Juquehy, em São Sebastião, litoral de São Paulo – e, depois de realizada a necropsia, a causa da morte foi determinada: …

Misteriosa minilua vai entrar na órbita da Terra em outubro e ficará por meio ano

Corpo celeste tem uma velocidade muito baixa, o que é atípico para asteroides. Cientistas suspeitam que a minilua afinal seja lixo espacial do século passado. Astrônomos descobriram o corpo celeste 2020 SO, que está em uma …

Na ONU, Bolsonaro diz ser vítima de campanha de desinformação

Presidente defende política ambiental do governo e afirma que Amazônia e Pantanal sofrem campanha de desinformação internacional. Ele também elogia sua gestão da epidemia de covid-19, que já matou 137 mil. No discurso de abertura da …

CDC faz alerta sobre transmissão da COVID-19 através do ar, mas volta atrás

Não é segredo que pesquisadores ainda buscam consenso sobre a ação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no organismo humano. Nesse cenário, até o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos gerou polêmica nesta …