Em pior momento da pandemia, Bolsonaro critica ‘mimimi’ e diz que brasileiro tem que enfrentar vírus

ABr

Jair Bolsonaro

Um dia após o registro de novo recorde diário de mortes pela covid-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro deu uma série de declarações dando a entender que o choro pelas vítimas é “frescura” e “mimimi” e classificando como “idiotas” aqueles que cobram na imprensa e nas redes sociais a compra de vacinas pelo governo.

Na quarta-feira (3/3), o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) registrou 1.910 óbitos pela doença no período de 24 horas, o maior em um ano de pandemia, além de 71.704 novos casos de infecção pela doença. Já o boletim desta quinta (4/3) mostra 1.699 óbitos e 75.102 novas infecções documentadas no último dia, somando a um total de 260.970 mortes e 10.793.732 casos de covid-19.

Pelo 11º dia consecutivo, a média móvel em sete dias de óbitos cresceu, atingindo 1.353.

Nesta quinta, Bolsonaro voou de Brasília para São Simão (GO), onde participou da cerimônia de inauguração de um trecho da ferrovia Norte-Sul.

Em discurso transmitido pela TV Brasil, o presidente afirmou: “Chega de frescura, de mimimi. Vão ficar chorando até quando? Temos que enfrentar os problemas, respeitar, obviamente, os mais idosos, aqueles que têm doenças, comorbidades. Mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?”.

Ele disse também que o governo “nunca” se esquivou de buscar vacinas, mas que sempre priorizou a análise da Anvisa antes da liberação: “Tão logo a Anvisa começou a certificar vacinas, nós passamos a comprá-las”.

Entretanto, em outro momento do dia, sem máscara e rodeado por apoiadores, Bolsonaro esbravejou contra a demanda por imunizantes: “Tem idiota que a gente vê nas redes sociais, na imprensa, (dizendo) ‘vai comprar vacina’. Só se for na casa da tua mãe. Não tem (vacina) para vender no mundo”.

No discurso veiculado pela TV Brasil, o presidente se disse “castrado” em seu poder diante de políticas locais: “Governadores e prefeitos, repensem a política do fecha tudo. O povo quer trabalhar!”

“Até quando vamos ficar dentro de casa? Até quando vai se fechar tudo? Ninguém aguenta mais isso”, disse, depois se referindo ao fechamento do comércio como “frescura”.

“Atividade essencial é toda aquela necessária para o chefe de família levar o pão para dentro de casa, porra”, afirmou, mais uma vez defendendo que a economia não pode parar. A mesma frase foi postada em sua conta no Twitter.

Em outro momento em sua visita a Goiás, falando a apoiadores, o presidente disse que seu governo está indo bem na gestão da pandemia: “Temos um problema que é o vírus. Tem que enfrentar, não adianta ir para debaixo da cama. Lamentamos as mortes, mas temos que conviver e vencer. O Brasil é um dos países que mais vacinam no mundo. Não tem o que falar de mim, falam agora que sou negacionista. Não tem o que falar, nosso governo está indo muito bem, graças a Deus”.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro já se referiu à covid-19 como uma “gripezinha”, perguntou “e daí” ao ser confrontado com o número recorde de mortes no país e afirmou que “todos vamos morrer um dia”.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Ferido em tiroteio, Presidente do Chade morre depois de 30 anos no poder

O Presidente do Chade, Idriss Déby Itno, no poder há 30 anos, morreu nesta terça-feira (20) em decorrência de ferimentos que sofreu no fim de semana, quando comandava uma operação do Exército no combate …

O que acontece com as doses das vacinas AstraZeneca e Janssen que países europeus decidiram não usar?

Enquanto alguns países lutam para obter mais vacinas, outros se perguntam o que fazer com as doses que encomendaram, mas não usarão mais por causa de preocupações com sua segurança. Vários países restringiram o uso das …

Flávio Bolsonaro trabalha com nome favorito para indicação ao STF, diz jornal

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, é o nome preferido de Flávio Bolsonaro para ser o próximo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). De acordo com a jornalista Bela Megale, do jornal …

Greta Thunberg doa 100 mil euros a consórcio de vacinas

A ativista do clima sueca Greta Thunberg anunciou nesta segunda-feira (19/04) que a fundação que leva seu nome doará 100 mil euros ao consórcio Covax Facility, um programa apoiado pelas Nações Unidas que visa um …

Nasa faz história com primeiro voo de helicóptero direto de Marte

A Agência Espacial dos EUA (NASA) conseguiu executar o primeiro vôo do helicóptero Ingenuity, um pequeno robôzinho voador que vai pairar pela atmosfera de Marte. A máquina conseguiu levantar aos ares do planeta vermelho nessa segunda-feira …

NASA lança telescópio para captar partículas da borda do Sistema Solar

Todo o Sistema Solar está à deriva em um aglomerado de nuvens, uma área limpa por antigas explosões de supernovas. Os astrônomos chamam essa região de Bolha Local. Uma nova missão da agência espacial norte-americana NASA …

Depressão pode ser diagnosticada com um simples exame de sangue

Um exame recém-desenvolvido que monitora biomarcadores sanguíneos ligados a distúrbios de humor poderia levar a novos métodos de diagnosticar e tratar a depressão e o transtorno bipolar, com um simples exame de sangue. Embora a depressão …

EUA aplicaram vacina contra covid-19 em mais da metade dos adultos

Governo americano afirma que quase 130 milhões de pessoas com mais de 18 anos receberam pelo menos uma dose do imunizante contra o coronavírus no país. Mais da metade de toda a população adulta dos Estados …

Covid: Variante acelera intubação de jovens e SP orienta procurar ajuda no 1º dia de sintomas

O avanço da variante P.1, descoberta em Manaus em janeiro, levou a cidade de São Paulo a mudar sua orientação para todos aqueles que forem infectados por coronavírus. Agora, eles devem procurar uma unidade de …

Nepal vê população de rinocerontes aumentar com queda de turismo por pandemia

O Nepal está vendo um crescimento em sua população de rinocerontes. O país abriga boa parte dos dos rinos com um chifre só e eles estão ameaçados de extinção. O país observou que, durante a pandemia …