Brasileiro prodígio de 7 anos é 1º lugar em concurso da Nasa

(dr) Margarida Barrera

João Paulo escreveu um livro infantil bilíngue (português-inglês) sobre exploração espacial

João Paulo escreveu um livro infantil bilíngue (português-inglês) sobre uma aventura espacial

Um brasileiro prodígio, de apenas 7 anos, completados hoje (31), ganhou um concurso da Nasa, agência espacial americana e é o novo orgulho do país.

No começo da semana, quando ainda tinha 6 anos, João Paulo Guerra Barrera, de São Paulo, venceu o concurso sobre colonização espacial, chamado Ames Space Settlement Contest, na categoria mérito literário.

O menino escritor foi o primeiro colocado entre mais de 6 mil estudantes do mundo inteiro, de até 18 anos. João Paulo Barrera está adiantado dois anos na escola. Ele cursa o terceiro ano do Fundamental.

Ele se viu em empate técnico com Nanitha Varma N., da Índia., que escreveu um poema chamado “My Quest” (Minha busca).

João escreveu um jogo de computador, Sonic World Space Settlement, baseado em um livro bilíngue português-inglês que ele mesmo escreveu no ano passado: No Mundo da Lua e dos Planetas/In the World of the Moon and the Planets.

No game, um trio de crianças se aventura pelo espaço construindo um foguete a partir de peças recicladas e explora os planetas do Sistema Solar. “Foi ele quem escreveu o livro, o jogo, e quem fez a programação sozinho”, conta Margarida Barrera, mãe do João Paulo.

Com o livro publicado, o menino já é o escritor brasileiro bilíngue mais jovem de que se tem notícia. “Eu me senti muito feliz e com vontade de passear no espaço com gravidade zero”, descreveu o jovem vencedor do concurso ao Mensageiro Sideral.

Os pais atribuem o sucesso à educação que estão dando ao filho. “Felicidade extrema em saber que estamos no caminho certo em oferecer para ele uma boa educação e incentivar o gosto pela leitura e pelos desafios, sempre lembrando que a melhor herança que podemos deixar para ele é a firmeza em aspirar triunfos e a capacidade de assimilar insucessos”, disse a mãe.

1º prêmio brasileiro

Desde 2011 o Brasil participa do concurso da Nasa – criado para estimular as próximas gerações de cientistas e engenheiros a imaginar o futuro humano no espaço. Mas prêmios mesmo, só faturamos agora em 2017, pela primeira vez. Além da grande conquista de João Paulo, outros quatro projetos brasileiros foram agraciados.

Uma equipe do Instituto Nossa Senhora da Piedade, no Rio de Janeiro, ganhou o terceiro prêmio voltado para alunos do terceiro ano do Ensino Médio.

Tivemos três menções honrosas, uma para Eduardo N., do Colégio Nossa Senhora de Sion, em São Paulo, outra para Isabela Moreira Leite Postelhone de Freitas, da Escola Estadual Prof. Amilcare Mattei, de Marília (SP), e uma terceira para o grupo composto por Ana Beatriz Martins Costa, Ingrid Laíse Magalhães de Oliveira, Kauan Araujo Barbosa e Luisa Stolemberger Rodrigues, alunos do quinto ano da Escola Municipal Antonio Pedro Ribeiro, em Mogi das Cruzes (SP).

Prêmios

O concurso de 2017 foi o mais competitivo de sua história, com cerca de 1.500 trabalhos submetidos.

O Brasil ficou em quarto lugar no “quadro de medalhas” entre os países participantes. Foram ao todo 211 premiações. Em primeiro lugar veio a Índia, com 138 delas, incluindo aí o Grande Prêmio. Em segundo lugar, a Romênia, que tem longa tradição de participação no concurso e ficou com 33 prêmios.

Os Estados Unidos, país-sede, ficaram com 16. E o Brasil, na quarta posição, com 5, à frente de Japão, China, Canadá e Rússia, países com grande tradição na área espacial.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA:

Ben Affleck afasta dúvidas: “Eu sou o Batman!”

Os últimos dias têm sido de rumores sobre a saída de Ben Affleck do papel de Batman nos vários filmes da DC. O ator esteve neste sábado (22) na Comic Con e negou querer abandonar …

Museu chinês oferece recompensa a quem conseguir decifrar caracteres antigos

Um museu da China pediu a peritos de todo o mundo que ajudem a decifrar caracteres com 3 mil anos de antiguidade e ofereceu milhões de dólares a quem o conseguir, informou neste domingo (23) …

Mistério da carta de Abraham Lincoln teria sido finalmente resolvido

Linguistas forenses acreditam ter resolvido o mistério da famosa “Carta Bixby”, datada da época da Guerra Civil norte-americana, que historiadores atribuem ao presidente Abraham Lincoln. Mas, afinal, a carta não teria sido escrita por ele. Conhecida …

Cientistas descobrem partícula "angelical" que é sua própria antipartícula

Toda partícula fundamental no universo possui uma antipartícula, que tem a mesma massa, mas carga oposta. Se uma partícula encontra sua antipartícula, as duas se aniquilam em um flash de energia. Desde 1937, no entanto, os …

Ações das Forças Armadas serão feitas de surpresa no Rio

As ações das Forças Armadas no Rio de Janeiro, anunciadas nesta semana pelo governo federal, serão feitas de surpresa, sem aviso prévio. A informação é do ministro da Defesa, Raul Jungmann. “Vamos atuar com efeito …

Carta de 1995 com previsões para 2060 é encontrada na Austrália

O texto foi escrito há 22 anos e foi agora encontrado em uma parede como uma espécie de “cápsula do tempo”. A ideia era que só fosse descoberta em 2060. Greg Wilkison é o autor da …

Novo método de reprodução assistida pode aumentar taxa de sucesso de gestação

Uma equipe de pesquisadores da Espanha desenvolveu uma estratégia para melhorar a seleção de espermatozoides para as técnicas de reprodução assistida que “poderia aumentar em 20% a taxa de gestação obtida atualmente através da injeção …

Um em cada três casos de demência pode ser evitado - sem recorrer a medicamentos

Um em cada três casos de demência pode ser evitado se as pessoas cuidarem da saúde do cérebro ao longo da vida. Estima-se que 47 milhões de pessoas sofram da doença no mundo e a …

Efeito gravitacional do Big Bang é observado em cristal

Um efeito exótico na física de partículas, que, conforme a teoria, ocorre em imensos campos gravitacionais – próximo a um buraco negro, ou em condições como a que decorreram logo após o Big Bang – …

Maços de cigarro de maconha serão vendidos em supermercado na Suíça

Aquilo que era um cômico sonho costumeiro entre os usuários de maconha acaba de se tornar realidade: a rede de supermercados Coop acaba de anunciar o primeiro maço de cigarros de maconha industrializado do mundo. O …