Café está perdendo a resistência à ferrugem em todo o mundo

O café mundial está perdendo rapidamente sua resistência à doença da ferrugem e algumas espécies até aqui consideradas resistentes podem perder essa capacidade dentro de cinco a dez anos.

O alerta de especialistas é de que a resistência, que nas últimas décadas tem se baseado no “híbrido Timor”, pode estar decaindo. Algumas variedades que há três décadas eram resistentes, como as Catimors e Sarchimors, estão perdendo a resistência.

O aviso foi feito por Christophe Montagnon, diretor científico da World Coffee Research (WRC), uma das principais organizações de pesquisa sobre café, segundo notícias em publicações especializadas.

Montagnon revelou suas previsões na 27ª conferência bienal da Associação de Ciência e Informação sobre o Café (ASIC), que decorreu em Portland, nos Estados Unidos.

O “híbrido Timor” é um híbrido natural, entre as espécies Coffea arabica e Coffea canephora, encontrado em Timor-Leste e que se tornou decisivo para os programas de combate à Hemileia vastatrix, responsável pela ferrugem alaranjada do cafeeiro.

Uma das regiões onde a situação está causando mais preocupações é na América Latina, onde especialistas admitem que as previsões sobre a capacidade de resistência foram superestimadas, afirmam as mesmas publicações.

Especialistas dizem que a variedade da arábica Lempira, amplamente plantada em Honduras, é uma das que no ano passado perdeu sua resistência à ferrugem.

Produtores em todo o mundo têm passado as últimas décadas desenvolvendo várias técnicas de combate à doença da ferrugem, com uma epidemia de 2012 que afetou muitas das produções na América Latina suscitando ações mais intensas, segundo a WRC.

As estimativas da organização é de que, globalmente, a ferrugem levou a reduções entre 50 e 80% nos volumes de produção, afetando significativamente várias comunidades agrícolas.

Em resposta foram plantadas variedades de café resistentes à ferrugem, em particular o “híbrido de Timor”, com aumentos de produção e expectativas de resultados idênticos aos anteriores.

A WCR destaca o fato de a base genética do “híbrido Timor”, que tem servido para combater a ferrugem, começar a dar sinais de redução de eficácia devido a um processo conhecido como ‘introgressão’ ou ‘hibridização introgressiva’.

A ‘introgressão’ é o movimento de um gene de uma espécie para o acervo genético de uma outra através de repetidos retrocruzamentos entre um híbrido e sua original geração progenitora. Montagnon nota que algumas variedades que há três décadas eram resistentes, como as Catimors e Sarchimors, estão perdendo a resistência.

A solução, considera a WCR, pode passar por desenvolver e testar novos híbridos e promover estratégias que invistam na saúde da planta, como manutenção, conservação dos solos, nutrição e sombra.

Em 2012, pesquisadores da Universidade de Évora anunciaram que o original do “híbrido de Timor” tinha sido encontrado próximo uma aldeia timorense, “no meio de uma floresta de café não ordenada, sem qualquer proteção ou referência”.

Os clones do “híbrido de Timor” – variedade que tinha sido identificada nos anos 60 do século passado e que depois ficou “perdida” – permitiram criar variedades resistentes à doença da ferrugem.

“A planta é conhecida desde os anos 60, mas, no período da ocupação indonésia de Timor, foi perdido todo esse conhecimento e referências”, disse na altura Pedro Nogueira, da Universidade de Évora, em declarações à Lusa.

A planta original foi redescoberta, graças a um projeto que envolveu os departamentos de Geociências e Economia da Universidade de Évora, a Universidade Nacional de Timor Lorosa’e e o Centro para a Pesquisa da Ferrugem do Café, em Lisboa.

A planta original do “híbrido de Timor” resulta do cruzamento da espécie arábica, com 44 cromossomos e não resistente à ferrugem, com a espécie robusta, com 22 cromossomos e resistente à doença.

“Esse cruzamento, improvável, pelo fato de a espécie arábica ter o dobro dos cromossomos da espécie robusta, aconteceu por um acaso da natureza em Timor-Leste”, explicou.

Após ter sido descoberta nos anos 60, a planta foi clonada e as novas variedades que originou, resistentes “à principal doença do café“, frisou Pedro Nogueira, permitiram “a melhoria e, até mesmo, a salvação de vastas plantações de café arábico em todo o mundo”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas

Cientistas examinaram um asteroide que deve ser visitado por uma missão da NASA em 2022, encontrando provas que suas propriedades atraíram sucessão de outros asteroides. Após realizar diversas simulações em 2D e 3D usando um supercomputador, …

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …

Joe Biden escolhe Kamala Harris como candidata a vice

Senadora eleita pela Califórnia pode se tornar a primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos, caso chapa democrata derrote Donald Trump em eleição de novembro. O candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira …

Bilionários do Vale do Silício apostam em bunkers para vencer fim do mundo

Esqueça a vida no espaço: bilionários do Vale do Silício estão se preparando para o apocalipse comprando bunkers. A parte mais abastada da população mundial tem se mostrado interessada em adquirir “buracos na terra” equipados para …