Camada de gelo polar é a mais baixa de que há registo

O clima não está nada amistoso nas extremidades da Terra. A extensão da camada de gelo tanto no Ártico como na Antártica foi, em janeiro, a mais reduzida em 38 anos, desde que começaram a ser feitos os registros de imagens de satélite.

Não por acaso, as outrora inexpugnáveis geleiras da Antártica estão se despedaçando: no fim de janeiro, área equivalente à Barra da Tijuca se desprendeu da cobertura de gelo da Ilha Pine, onde imensas rachaduras vão liberar icebergs gigantescos nos próximos meses.

No Ártico, a superfície total da camada de gelo no mês passado foi de 13 milhões de km2, o que representa 260 mil km2 menos que em janeiro de 2016, que por sua vez foi o janeiro com a menor extensão calculada até então. A informação é da Organização Meteorológica Mundial, baseada em fontes científicas dos Estados Unidos e da Alemanha.

A modo de comparação, os 260 mil km2 perdidos no último ano correspondem a um território maior que o do Reino Unido. A Organização Meteorológica indicou que, se for feita uma comparação a longo prazo, o mar de gelo no Ártico perdeu 1,26 milhão de km2 com relação à média que tinha entre janeiro de 1981 e janeiro de 2010.

Segundo David Carlson, diretor do Programa de Pesquisa Climática Mundial, nos últimos três meses, o volume de gelo polar diminuiu, sendo que é inverno no Ártico, ou seja, temporada onde a quantidade de gelo deveria ter aumentado.

“O inverno é o período de recuperação habitual do gelo do mar no Ártico e é quando ganha em volume e em extensão, mas a recuperação neste inverno foi frágil e inclusive, em alguns dias de janeiro, a temperatura esteve acima do ponto de degelo”, comentou David Carlson.

As altas temperaturas no Ártico persistiram na primeira parte de fevereiro. O cientista disse que esta situação deve ser considerada “muito alarmante” e antecipou que isto terá consequências graves para o Ártico no verão, com efeitos no sistema climático mundial porque “o que ocorre nos polos não fica lá”. As correntes marítimas são as mais afetadas.

Também na Antártica, a extensão da camada de gelo foi a menor registrada para um mês de janeiro, o que se deve a mudanças nos padrões de ventos, que normalmente espalham os icebergs. Já se sabe que a temperatura do mar acima do normal vai minando as barreiras glaciares por baixo.

No topo da Groenlândia, as temperaturas passaram de -22º C para +2º C em apenas 12 horas, entre os dias 9 e 10 de fevereiro, de acordo com o Instituto Meteorológico Dinamarquês.

A OMM destaca que parte da Europa, da península árabe e do norte da África tiveram temperaturas excepcionalmente frias, assim como o oeste dos Estados Unidos.

A agência explica que a temperatura média global em janeiro foi 0.88º C acima da média do século 20, de 12º C. Com os fenômenos naturais El Niño e La Niña, a agência prevê que novos recordes não serão quebrados todos os meses ou todos os anos.

Outro indicador importante da mudança climática são as concentrações de CO2 no ar, que também aumentaram em janeiro para 406,07 partes por milhão, ppm, na comparação com o volume registrado há um ano.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Aumento na densidade do espaço fora do sistema solar é descoberto pela sonda espacial Voyager

Em novembro de 2018, após uma viagem épica de 41 anos, a Voyager 2 finalmente cruzou a fronteira que marcava o limite da influência do Sol e entrou no espaço interestelar. Mas a missão da …

Polícia Federal faz operação de busca e apreensão na 77ª fase da Lava Jato

São sete mandatos no Rio de Janeiro e em Niterói contra suspeita de propina na Petrobras envolvendo pouco mais de três bilhões de litros de combustíveis. Por determinação da 13ª Vara Federal em Curitiba (PR), a …

Suspeitos de COVID-19 podem ter dados compartilhados com a polícia na Inglaterra

  As informações pessoais de suspeitos de contaminação pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) podem ser utilizadas pela polícia da Inglaterra para garantir que eles não quebrem o isolamento. De acordo com as informações oficiais, as autoridades poderão ter …

Jejum intermitente funciona? Este estudo indica que não

Um estudo recém publicado na revista médica “Jama Internal Medicine” mostra que a prática conhecida como jejum intermitente não traz benefícios para o corpo e, ainda, não promove perda de peso de fato. A pesquisa, …

Estudos corroboram correlação entre tipo sanguíneo e risco de covid-19

A suscetibilidade ao contágio com o vírus Sars-Cov-2 pode variar segundo o grupo sanguíneo: os indivíduos do grupo O tendem a um menor risco, enquanto os demais estão também potencialmente mais expostos a quadros clínicos …

Bolsonaro reforça que brasileiro não será obrigado a tomar vacina contra a COVID-19

Declaração do presidente acontece três dias depois de o governador João Doria informar que vacinação será obrigatória no estado de São Paulo. O presidente Jair Bolsonaro reforçou hoje (19) na saída do Palácio da Alvorada o …

Engenheiros criam sabre de luz real de plasma retrátil de 2.200°C que corta aço

Os engenheiros por trás do canal do YouTube “The Hacksmith” criaram o sabre de luz de “Star Wars” no mundo real que é quente o suficiente para derreter aço e até titânio em segundos. James Hobson, …

Evo Morales comemora vitória de seu candidato, Luis Arce, à presidência na Bolívia

De La Paz, na Bolívia, o candidato a presidente Luis Arce e, de Buenos Aires, na Argentina, o ex-presidente Evo Morales comemoram vitória nas eleições tanto para presidente quanto para o Congresso, realizadas neste …

Síndrome provoca mudança na coloração dos olhos em população nativa da Indonésia

Em um país cujo a vasta maioria da população possui cabelos e olhos escuros, uma rara síndrome genética ofereceu aos membros de uma tribo nativa da Indonésia uma impressionante condição: os mais impactantes e profundos …

Aula de spinning em academia no Canadá contaminou 61 pessoas com a COVID-19

Academias não são locais recomendados neste momento de pandemia, mesmo que alguns estabelecimentos estejam reabrindo com todas as medidas de segurança adequadas. Prova disso aconteceu recentemente em Hamilton, na província de Ontario, no Canadá, quando uma …