Ártico registra calor recorde e retrocesso em bancos de gelo

ESA

Imagem mostra região do Ártico. Segundo a Agência Espacial Europeia, camada de gelo marinho no outono deste ano aumentou 50% em relação a 2012

Imagem mostra região do Ártico. Segundo a Agência Espacial Europeia, camada de gelo marinho no outono deste ano aumentou 50% em relação a 2012

Clima da região tem grande impacto em todo o planeta e aquece duas vezes mais rápido que o resto do mundo.

A região ártica registra neste outono temperaturas recordes e um retrocesso sem precedentes dos bancos de gelo, imersa em um “círculo vicioso” que deve se tornar cada vez mais frequente com o aquecimento resultante das mudanças climáticas.

“Cerca de zero graus Celsius no polo Norte, ou seja, 20ºC acima da média!”, alertou em meados de novembro o Instituto Meteorológico Dinamarquês (DMI). E nas últimas quatro semanas, o termômetro se manteve entre 9 e 12 °C acima da média para esse período.

Como consequência disso, os bancos de gelo estão em seus níveis mais baixos, em uma região cujo clima tem um grande impacto em todo o planeta e que se aquece duas vezes mais rápido que o resto do mundo.

No final do verão, a superfície dos gelos árticos era a segunda menor já registrada (4,14 milhões de quilômetros quadrados), atrás da de 2012, segundo o Centro Nacional de Dados de Gelo e Neve (NSIDC) dos Estados Unidos.

Em outubro, aumentou para 6,4 milhões de quilômetros quadrados – um terço da média de 1981-2010 -, o que representa a menor superfície para esta estação desde o início dos registros por satélite, em 1979.

Círculo vicioso

Vários fatores causaram o sobreaquecimento do Ártico, segundo os cientistas. Entre eles, estão os ventos quentes do sul e o calor dos oceanos, além do fenômeno cíclico El Niño.

Mas, na realidade, este fenômeno de aquecimento se autoalimenta. O degelo é uma consequência do calor, mas também é uma de suas causas.

“Os bancos de gelo têm um papel isolante, limitando o fluxo de calor do mar (-2 °C perto do polo) para a atmosfera, preservando assim um ar frio”, explica Valérie Masson-Delmott, cientista do Laboratório de Ciências do Clima e Meio Ambiente, em Paris.

Por outro lado, “a falta de gelo facilita a passagem do calor do oceano para o ar. Isto faz parte dos círculos viciosos” do clima.

Sem gelo no verão

Martin Stendel, pesquisador do DMI, alerta sobre o aquecimento acumulado do oceano nos últimos anos, sob o efeito do desajuste climático.

“Dado o aquecimento oceânico, o congelamento acontece cada vez mais tarde, e o degelo cada vez mais cedo”, observa. “O gelo antigo desaparece, e ele não tem tempo para se reconstituir e recuperar uma espessura suficiente para aguentar o verão”, alerta.

Os cientistas anunciam que a médio prazo o oceano Ártico não terá mais gelo no verão, e estará coberto com uma camada fina de gelo no inverno. Isto poderia acontecer a partir de 2030.

“Para +2°C de aquecimento global, prevemos uma situação deste tipo, apesar de que ainda não sabemos quando”, diz Masson-Delmotte.

A comunidade internacional se comprometeu a limitar as emissões de gases do efeito estufa para impedir que a temperatura do planeta aumente mais de +2ºC em relação à era pré-industrial, em dezembro passado no Acordo de Paris.

O aquecimento gerado por cada tonelada de CO2 emitida (o equivalente a um voo entre Nova York e Paris por passageiro) provoca o desaparecimento de 3 m2 de gelo ártico, segundo um estudo recente.

Entre os numerosos impactos do aquecimento, o derretimento da criosfera ártica tem consequências muito graves.

O banco de gelo regula a temperatura mundial com o seu “efeito espelho” no verão, quando sua superfície branca reflete os raios solares e os envia de volta para a atmosfera.

Seu retrocesso amplifica o aquecimento global, e o acentua particularmente nos continentes vizinhos.

O derretimento tem efeitos também na densidade da água do mar, porque o sal adicional “age sobre a formação de grandes correntes oceânicas profundas”, aponta Masson-Delmotte.

“Todos estes efeitos estão intimamente relacionados”, lembra a pesquisadora. Por isso, compreender o impacto do retrocesso do banco de gelo na dinâmica da atmosfera se tornou uma prioridade para os cientistas.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …