Canadá é o segundo país do mundo a legalizar o uso recreativo da maconha

O Senado do Canadá aprovou na noite desta terça-feira (19) a legalização do uso recreativo da maconha em todo o território do país. O projeto foi aprovado por 52 votos favoráveis e 29 contrários.

Com isso, o Canadá se tornou o segundo país do mundo (o primeiro país dos grupos dos países ricos – G7) a legalizar o uso recreativo da maconha. O primeiro foi o Uruguai, há quatro anos.

O projeto de lei foi apresentado pelo próprio Executivo canadense e, antes de ser aprovado pelos senadores, passou pela Câmara dos Deputados.

A legalização da maconha no país já tinha sido aprovada no começo do mês, mas com a tramitação na Câmara e no Senado, foram feitas emendas e modificações, por ambas as casas. O projeto agora seguirá para sanção da governadora-geral do país, Julie Payette, representante da Coroa Britânica no Canadá.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, já havia se manifestado a favor da aprovação da proposta. Além disso, ele defende publicamente o cultivo doméstico da maconha.

“É muito fácil para nossos jovens conseguir maconha – e criminosos colhem os lucros. Hoje, nós mudamos isso. Nosso plano para legalizar e regular a maconha acabou de passar no Senado”, escreveu o premiê no Twitter.

Segundo a imprensa local, o processo de legalização deverá durar cerca de quatro meses.

Legalização

De acordo com a CNN, assim que o projeto de lei entrar em vigor, os canadenses poderão carregar e compartilhar até 30 gramas de maconha legal em público. Eles também poderão cultivar até quatro plantas em casa, além de preparar produtos à base da erva para uso pessoal.

No entanto, regras rigorosas ainda serão impostas para a compra e uso de maconha. Os consumidores devem comprar apenas em lojas devidamente regulamentadas pelas províncias e estados canadenses.

Quando nenhuma dessas opções estiver disponível, a venda será feita por produtores licenciados pelo governo federal do país. Além disso, a maconha não será vendida nos mesmos locais que álcool ou tabaco.

O governo canadense também implementou mudanças em suas leis de trânsito, isso para englobar a condução sob a influência da cannabis como uma infração.

O projeto estabeleceu um piso para a idade mínima do consumidor, que deverá ter 18 anos ou mais. A produção, distribuição ou venda de produtos de cannabis a menores também foi declarada agora um crime.

Embora as províncias canadenses tenham autonomia para aumentar a idade mínima de compra, a intenção é continuar desencorajando os jovens sobre o uso de maconha, estabelecendo muitas das restrições que já existem para bebidas alcoólicas e cigarros.

Ciberia // Agência Brasil

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA:

Os romanos podem ter sido os primeiros caçadores de baleias

Ossadas de baleias cinzentas e baleias-francas do Atlântico Norte foram encontradas no Estreito de Gibraltar. Esses ossos sugerem que, nos primeiros séculos depois de Cristo, as baleias não só circulavam por mares europeus como também …

Cabine de avião da Ryanair despressuriza e 33 passageiros vão parar no hospital

Trinta e três passageiros de um avião da companhia low-cost Ryanair tiveram que ser hospitalizados depois que a cabine do aparelhou sofreu uma despressurização. O piloto precisou fazer uma aterrissagem de emergência em Frankfurt, na …

Marun nega participação em supostas fraudes no Ministério do Trabalho

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, negou hoje (14) em nota que tenha participado de supostas fraudes no Ministério do Trabalho para beneficiar sindicatos em Mato Grosso do Sul, seu reduto eleitoral. A informação …

Mosaico que retrata "espiões bíblicos" de Moisés é descoberto em Israel

A descoberta de uma série de mosaicos que datam de 1.600 anos atrás, no interior de uma antiga sinagoga, em Israel, está “revolucionando” tudo o que sabíamos sobre o Judaísmo da época, apresentando “novas pistas” …

Poderíamos ter ido a Marte na década de 60, diz astronauta

O popular astronauta Chris Hadfield diz que a tecnologia que nos levou à lua e nos trouxe de volta na década de 60 poderia nos ter mandado também para Marte. O canadense Chris Hadfield foi astronauta …

Duas novas espécias de morcegos amarelos são descobertas na África

Duas novas espécies de morcegos amarelos foram recentemente descobertas no Quênia, na África. Mas os cientistas não estão interessados apenas nas cores apelativas desses animais. Na verdade, essas espécies também fornecem pistas importantes sobre alguns ramos …

Fragmento mais antigo da "Odisseia" de Homero é encontrado na Grécia

Arqueólogos encontraram uma placa de argila que contem a transcrição de 13 versos da Odisseia de Homero durante escavações na antiga cidade de Olímpia, na Grécia. Uma equipe de arqueólogos gregos e alemães encontrou uma placa …

Roupas com nanotubos de carbono podem ser utilizadas como baterias

Engenheiros da Universidade de Cincinnati, nos EUA, em parceria com a Base Aérea de Wright-Patterson, estão desenvolvendo uma roupa que pode ser utilizada como bateria, sendo assim capaz de recarregar dispositivos eletrônicos.   O tecido …

Finalmente, as mães puderam abraçar os filhos após resgate na Tailândia

Os familiares dos jovens resgatados de uma caverna na Tailândia puderam, finalmente, abraçar os filhos que continuam internados no hospital. Mas não sem  as máscaras de proteção. As autoridades hospitalares só agora permitiram que os familiares …

Candidatura de Alckmin à Presidência ganha fôlego ao fechar com o PSD

A candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB), que insiste em não decolar, se fixando em um dígito nas pesquisas de intenção de votos, acaba de ganhar um novo fôlego, após fechar aliança com o PSD para …