Cem estrelas desapareceram e os cientistas não eliminaram os alienígenas como possíveis culpados

NASA

Estrelas, quando morrem, fazem um certo estardalhaço. Esses eventos são conhecidos como supernovas e são bem visíveis no céu. Mas e quando estrelas não morrem, e sim simplesmente desaparecem? Isso pode ter acontecido e, mais importante ainda, pode ser um sinal da presença de alienígenas.

Um projeto chamado VASCO, envolvendo uma equipe de aproximadamente 20 astrônomos e astrofísicos, comparou uma série de imagens do céu tiradas pelo Observatório Naval dos EUA (USNO) a partir de 1949 com observações do Telescópio Panorâmico Pan-STARRS entre 2010 e 2014.

VASCO é uma sigla em inglês para “fontes que desaparecem e aparecem durante um século de observações” – ou seja, o objetivo dessa pesquisa era descobrir objetos que desapareciam misteriosamente no céu. E pelo menos 100 deles foram identificados.

Esses eventos – fontes de luz obscurecidas – podem representar flashes de curta duração ou, possivelmente, o desaparecimento de um corpo celestial como uma estrela.

Enquanto as potenciais implicações são preliminares, resultados futuros podem ser relevantes para a astronomia e para a busca por inteligência extraterrestre.

De acordo com uma das autoras do novo estudo, Beatriz Villarroel, pesquisadora do Instituto Nórdico de Física Teórica, a descoberta pode indicar uma maneira inesperada de as estrelas morrerem, ou talvez a presença de civilizações avançadas capazes de bloquear seu sol com painéis solares.

Utilizando um software para analisar mais de 600 milhões de fontes de luz em ambos os bancos de dados, os pesquisadores chegaram a 150 mil candidatos que pareciam ter desaparecido.

Desses, os cientistas selecionaram os 24 mil candidatos mais promissores. Em seguida, examinaram esses candidatos mais de perto para eliminar possíveis defeitos de câmera e outros incidentes similares, o que resultou em 100 fontes de luz que sumiram misteriosamente.

Se novas observações confirmarem que os desaparecimentos representam eventos astronômicos reais, eles podem cair em duas categorias – naturais ou extraterrestres.

Esses “desaparecimentos” podem ser eventos comuns representados por breves flashes, como explosões de anãs vermelhas, estrelas variáveis abaixo da sensibilidade do Pan-STARRS, resíduo de uma explosão de raios gama, entre outros.

Existem ainda explicações naturais menos comuns, como a “supergigante vermelha”, ou uma estrela que pula a fase de supernova e entra em colapso diretamente em um buraco negro. Os cientistas pensam que essas mortes sem explosão são bastante raras, de forma que seria um pouco mais difícil de explicar os flashes com elas.

Por fim, podemos descobrir novos fenômenos naturais antes desconhecidos. Uma vez que tudo isso for excluído, aí sim podemos considerar aliens – afinal, uma teoria astronômica amplamente debatida é a da existência de sociedades extraterrestres avançadas que tenham conhecimento suficiente para captar luz e energia de estrelas, bloqueando-as totalmente de nossa visão.

O próximo passo dos cientistas é continuar vasculhando os 150 mil possíveis candidatos, bem como divulgar os dados publicamente para que astrônomos amadores possam visualizá-los e ajudar os cientistas a entendê-los.

O lançamento de um novo grande telescópio de pesquisa sinóptica, no final de 2022, também deve acelerar a busca por esses objetos “transitórios”, ou seja, que desaparecem no céu noturno.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasil é líder em conflitos socioambientais na Amazônia

Dono da maior extensão de Floresta Amazônica, o Brasil também é campeão em conflitos socioambientais na região. Um levantamento inédito comparando a situação de quatro países mostrou que, dos 1.308 confrontos registrados em 2017 e …

Lukashenko toma posse em cerimônia secreta em Belarus

O presidente de Belarus prestou juramento, nesta quarta-feira (26), em uma cerimônia mantida em sigilo. Este é o sexto mandato do chefe de Estado, no poder há 26 anos. "Alexander Lukashenko prestou juramento no idioma bielorrusso, …

Pássaros sacrificados como oferenda aos deuses são encontrados no Egito

Milhões de aves, que teriam sido utilizadas como oferenda aos deuses Hórus, Rá ou Thoth foram encontradas por uma equipe de arqueólogos no Egito. Os arqueólogos da Universidade Claude Bernard Lyon estavam trabalhando nas escavações de …

Navalny deixa hospital em Berlim

Oposicionista russo recebe alta após um mês de tratamento para curar envenenamento por agente neurotóxico do tipo Novitchok. Médicos dizem que recuperação total é possível, mas não sabem estimar efeitos de longo prazo. O oposicionista russo …

Governo pede suspensão de filme da Netflix após acusações de pedofilia

Após diversas acusações de pedofilia nas redes sociais ao filme Lindinhas, que estreou com exclusividade na Netflix, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos pediu a suspensão e investigação sobre sua distribuição …

Mais de 13 milhões de britânicos enfrentam novo lockdown diante do aumento de casos de Covid-19

Um quinto da população do Reino Unido acordou sob um novo lockdown nesta terça-feira (22). Essas pessoas estão sobretudo no norte da Inglaterra e no País de Gales, as regiões mais afetadas pela Covid-19 …

Pinguim é encontrado morto no litoral de SP com máscara no estômago

Um pinguim foi encontrado morto no último dia 9 de setembro na praia de Juquehy, em São Sebastião, litoral de São Paulo – e, depois de realizada a necropsia, a causa da morte foi determinada: …

Misteriosa minilua vai entrar na órbita da Terra em outubro e ficará por meio ano

Corpo celeste tem uma velocidade muito baixa, o que é atípico para asteroides. Cientistas suspeitam que a minilua afinal seja lixo espacial do século passado. Astrônomos descobriram o corpo celeste 2020 SO, que está em uma …

Na ONU, Bolsonaro diz ser vítima de campanha de desinformação

Presidente defende política ambiental do governo e afirma que Amazônia e Pantanal sofrem campanha de desinformação internacional. Ele também elogia sua gestão da epidemia de covid-19, que já matou 137 mil. No discurso de abertura da …

CDC faz alerta sobre transmissão da COVID-19 através do ar, mas volta atrás

Não é segredo que pesquisadores ainda buscam consenso sobre a ação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no organismo humano. Nesse cenário, até o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos gerou polêmica nesta …