Centenas de criminosos são detidos após usarem app do FBI

Criminosos foram induzidos a utilizarem uma plataforma de comunicação criada pela polícia. Mais de 800 são detidos em todo o mundo, e toneladas de drogas são apreendidas.

Mais de 800 pessoas suspeitas de atividades criminosas foram detidas em todo o mundo depois de terem sido induzidas a usar um app de comunicação disponibilizado pelo FBI, anunciaram polícias de vários países nesta terça-feira (08/06).

A operação foi concebida pelo FBI e pela polícia da Austrália e dependia de os criminosos usarem a plataforma Anom, que foi sigilosamente distribuída entre os criminosos, instalada em telefones celulares. Isso permitiu aos policiais monitorar trocas de mensagens sobre tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e planos para assassinatos.

O FBI afirmou que a operação, chamada Escudo de Troia, resultou na apreensão de oito toneladas de cocaína, 22 toneladas de maconha, duas toneladas de meta-anfetaminas, 250 armas, 55 carros de luxo e mais de 48 milhões de dólares em espécie e criptomoedas.

Polícias de 17 países participaram da operação, que durou 18 meses e, na Europa, foi comandada pela Europol. As autoridades policiais tiveram acesso a mais de 27 milhões de mensagens enviadas pelo app Anom e acompanharam sigilosamente as atividades de mais de 300 grupos criminosos em cem países.

A Europol afirmou que a operação foi excepcional pela sua dimensão e uma das mais sofisticadas no combate a “atividades criminosas criptografadas”.

Na Alemanha, cerca de 70 pessoas foram detidas, a maioria delas no estado de Hessen.

As origens da operação estão no ano de 2018, quando duas plataformas de troca de mensagens criptografas, usadas por criminosos, foram fechadas pelas autoridades. Os criminosos passaram então a procurar uma nova plataforma, e o FBI consegui fazê-los usarem a sua: o app Anom.

“Grande golpe no crime organizado”

A Austrália e a Nova Zelândia foram os primeiros países a revelar detalhes da operação, nesta terça-feira.

Na Austrália, cerca de 220 suspeitos de crimes foram presos em 525 operações por todo o país. Além disso, seis laboratórios clandestinos foram fechados, e 21 planos de assassinatos não se concretizaram, de acordo com a polícia local.

“O governo australiano, como parte de uma operação global, deu um grande golpe no crime organizado, não apenas neste país, mas que será ecoado em todo o mundo”, afirmou o primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison.

Sob a operação, as autoridades policiais australianas apreenderam até agora um total de 3,7 toneladas de drogas, 104 armas de fogo e cerca de 45 milhões de dólares australianos em espécie.

A polícia neozelandesa comunicou que prendeu 35 suspeitos de crimes em todo o país, além de ter apreendido dinheiro, drogas, veículos, barcos e outros itens como parte da operação.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …