EUA pedem ao México combate a cartéis após massacre de mórmons

Kevin Lamarque / Reuters

Donald Trump

O presidente mexicano, Andrés Manuel Lopez Obrador, anunciou nesta terça-feira (5) que pretende conversar com o presidente americano, Donald Trump, a respeito da chacina na comunidade mórmon no México.

Nove pessoas de uma comunidade americana instalada no norte do país há mais de um século foram assassinadas na segunda-feira (4) por um grupo de homens armados.

Toda a cooperação é necessária: é isso que vou dizer ao presidente Trump, e ver no que eles podem ajudar, mas cuidando da nossa soberania, assim como eles e todos os países fazem”, declarou López Obrador, em uma entrevista coletiva.

As autoridades mexicanas confirmaram nesta terça-feira a morte de três mulheres e seis crianças de uma comunidade mórmon dos EUA no México em uma emboscada, provavelmente vítimas de gangues criminosas na região.

Donald Trump pediu às autoridades mexicanas que iniciem uma “guerra aos cartéis de drogas”, depois do ataque que matou os mórmons, todos membros da mesma família.

“Se o México precisar ou pedir ajuda para se livrar desses monstros, os Estados Unidos estão prontos, dispostos e capazes de se envolverem para fazer o trabalho de maneira limpa e eficaz”, afirmou Trump no Twitter.

“É a hora do México, com a ajuda dos Estados Unidos, iniciarem a guerra contra os cartéis de drogas e apagá-los da face da Terra. Estamos aguardando a chamada do novo presidente”, acrescentou Trump.

Zona de guerra

Após a chacina, Julián Lebarón, líder mórmon e ativista, denunciou que criminosos que agem na região de Rancho de la Mora, na divisa entre os estados de Sonora e Chihuahua, na fronteira com os EUA, foram os autores da morte de sua prima e da família dela.

“Minha prima Rhonita seguia com seu marido para o aeroporto de Phoenix (EUA) quando caiu na emboscada. Atiraram e queimaram sua camionete com ela e seus quatro filhos (…). Foi um massacre”, disse Lebarón à Rádio Fórmula.

O ativista revelou que seus familiares encontraram o veículo queimado e com os corpos da mulher e das quatro crianças dentro. Perguntado sobre quem poderia ter cometido o crime, Lebarón disse que “aqui é uma zona de guerra”, onde agem os cartéis das drogas e todo tipo de “matador”. Segundo Lebarón, os criminosos apreenderam duas camionetes dirigidas por mulheres, que transportavam oito ou nove menores de idade.

Algumas horas depois, os dois veículos foram localizados com as duas mulheres que os conduziam mortas a tiros, assim como um menino e uma menina, também mortos. Entre cinco e seis crianças conseguiram fugir, uma delas com um ferimento à bala.

Durante a noite, a comunidade mórmon, policiais e militares procuravam outra criança que estaria escondida em um bosque. Segundo a imprensa mexicana, a maioria dos desaparecidos tem dupla nacionalidade, mexicana e americana.

Perseguição aos mórmons

Lebarón faz parte de uma comunidade de mórmons que se transferiu para o México no final do século XIX, em meio à perseguição nos EUA por suas tradições, em especial a poligamia. Com o aumento da violência ligada ao narcotráfico, estas comunidades se viram afetadas. Benjamín Lebarón, irmão de Julián, tornou-se um ativista, ao criar a organização SOS Chihuahua, que denunciava grupos criminosos.

Benjamín foi assassinado por homens armados junto com seu cunhado, em julho de 2009, após liderar manifestações contra o sequestro de seu irmão de 16 anos. Os mórmons se negaram a pagar o resgate e o jovem Lebarón foi, enfim, libertado.

Em meio à violência ligada ao narcotráfico, mais de 250 mil pessoas morreram no México desde dezembro de 2006, quando o governo lançou uma polêmica operação antidrogas. Deste total, os dados oficiais não especificam quantos casos estariam relacionados à criminalidade.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …