EUA pedem ao México combate a cartéis após massacre de mórmons

Kevin Lamarque / Reuters

Donald Trump

O presidente mexicano, Andrés Manuel Lopez Obrador, anunciou nesta terça-feira (5) que pretende conversar com o presidente americano, Donald Trump, a respeito da chacina na comunidade mórmon no México.

Nove pessoas de uma comunidade americana instalada no norte do país há mais de um século foram assassinadas na segunda-feira (4) por um grupo de homens armados.

Toda a cooperação é necessária: é isso que vou dizer ao presidente Trump, e ver no que eles podem ajudar, mas cuidando da nossa soberania, assim como eles e todos os países fazem”, declarou López Obrador, em uma entrevista coletiva.

As autoridades mexicanas confirmaram nesta terça-feira a morte de três mulheres e seis crianças de uma comunidade mórmon dos EUA no México em uma emboscada, provavelmente vítimas de gangues criminosas na região.

Donald Trump pediu às autoridades mexicanas que iniciem uma “guerra aos cartéis de drogas”, depois do ataque que matou os mórmons, todos membros da mesma família.

“Se o México precisar ou pedir ajuda para se livrar desses monstros, os Estados Unidos estão prontos, dispostos e capazes de se envolverem para fazer o trabalho de maneira limpa e eficaz”, afirmou Trump no Twitter.

“É a hora do México, com a ajuda dos Estados Unidos, iniciarem a guerra contra os cartéis de drogas e apagá-los da face da Terra. Estamos aguardando a chamada do novo presidente”, acrescentou Trump.

Zona de guerra

Após a chacina, Julián Lebarón, líder mórmon e ativista, denunciou que criminosos que agem na região de Rancho de la Mora, na divisa entre os estados de Sonora e Chihuahua, na fronteira com os EUA, foram os autores da morte de sua prima e da família dela.

“Minha prima Rhonita seguia com seu marido para o aeroporto de Phoenix (EUA) quando caiu na emboscada. Atiraram e queimaram sua camionete com ela e seus quatro filhos (…). Foi um massacre”, disse Lebarón à Rádio Fórmula.

O ativista revelou que seus familiares encontraram o veículo queimado e com os corpos da mulher e das quatro crianças dentro. Perguntado sobre quem poderia ter cometido o crime, Lebarón disse que “aqui é uma zona de guerra”, onde agem os cartéis das drogas e todo tipo de “matador”. Segundo Lebarón, os criminosos apreenderam duas camionetes dirigidas por mulheres, que transportavam oito ou nove menores de idade.

Algumas horas depois, os dois veículos foram localizados com as duas mulheres que os conduziam mortas a tiros, assim como um menino e uma menina, também mortos. Entre cinco e seis crianças conseguiram fugir, uma delas com um ferimento à bala.

Durante a noite, a comunidade mórmon, policiais e militares procuravam outra criança que estaria escondida em um bosque. Segundo a imprensa mexicana, a maioria dos desaparecidos tem dupla nacionalidade, mexicana e americana.

Perseguição aos mórmons

Lebarón faz parte de uma comunidade de mórmons que se transferiu para o México no final do século XIX, em meio à perseguição nos EUA por suas tradições, em especial a poligamia. Com o aumento da violência ligada ao narcotráfico, estas comunidades se viram afetadas. Benjamín Lebarón, irmão de Julián, tornou-se um ativista, ao criar a organização SOS Chihuahua, que denunciava grupos criminosos.

Benjamín foi assassinado por homens armados junto com seu cunhado, em julho de 2009, após liderar manifestações contra o sequestro de seu irmão de 16 anos. Os mórmons se negaram a pagar o resgate e o jovem Lebarón foi, enfim, libertado.

Em meio à violência ligada ao narcotráfico, mais de 250 mil pessoas morreram no México desde dezembro de 2006, quando o governo lançou uma polêmica operação antidrogas. Deste total, os dados oficiais não especificam quantos casos estariam relacionados à criminalidade.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Senadora se declara presidente da Bolívia

A parlamentar oposicionista e segunda vice-presidente do Senado Jeanine Áñez declarou-se presidente da Bolívia nesta terça-feira (12). Ela também afirmou que o país terá novas eleições após a formação de uma nova comissão eleitoral. "De acordo …

Bolsonaro anuncia saída do PSL

Em meio à crise por disputa de poder na legenda, presidente afirma que pretende criar novo partido. Cerca de 30 parlamentares aliados de Bolsonaro devem seguir exemplo e deixar o PSL. O presidente Jair Bolsonaro anunciou …

Israel mata comandante da Jihad Islâmica em ataque aéreo

Forças israelense bombardeiam casa de líder extremista na Faixa de Gaza. Militantes palestinos reagem disparando dezenas de mísseis contra Israel. Autoridades pedem que população fique em casa. Um importante comandante militar do grupo extremista palestino Jihad …

Cão aprende a falar usando máquina de escrever e já sabe 29 palavras

Stella tem 18 meses e, apesar de ser um cachorro, já sabe “falar” mais do que muitos humanos da sua idade. Através de uma máquina criada por sua tutora, o animal consegue se comunicar usando …

Saída de Lula da prisão pode ser “oportunidade” para Bolsonaro, diz especialista ao Le Monde

O jornal Le Monde deste domingo e segunda-feira, feriado em que a França comemora o Armistício da Primeira Guerra Mundial, traz uma reportagem de página inteira sobre a liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da …

Evo Morales deixa a Bolívia rumo ao México

O agora ex-presidente Evo Morales deixou a Bolívia na noite desta segunda-feira (11) e pegou um avião em direção ao México. Em comunicado via Twitter, Evo Morales disse que estava agradecido ao México por ter lhe …

Turquia repatria jihadistas estrangeiros do "Estado Islâmico"

A Turquia começou a repatriar nesta segunda-feira (11/11) jihadistas estrangeiros do grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) que foram capturados no norte da Síria. Um alemão, um dinamarquês e um americano foram os primeiros deportados por …

Fumar aumenta o risco de depressão e esquizofrenia?

De acordo com um novo estudo da Universidade de Bristol (Reino Unido), fumar pode aumentar o seu risco de desenvolver depressão ou esquizofrenia. Os pesquisadores queriam estudar a relação conhecida entre tabagismo e doenças mentais. Muitas …

Prisões não vão abrir as portas após decisão do STF, dizem especialistas

Segundo especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o momento da execução da pena não vai fazer com que as "portas dos presídios sejam abertas para criminosos perigosos". Na quinta-feira …

EUA acusam China de exportar drones autônomos letais para o Oriente Médio

O exército hi-tech de autômatos letais, antes uma visão do futuro, já é uma realidade e está em pleno curso, inclusive com comércio dessa nova tecnologia em andamento. Isso é o que diz o secretário de …