Cientistas anunciam a 1ª missão espacial brasileira para a Lua

O Brasil está se preparando para ter a sua primeira missão à Lua. Um grupo de cientistas e engenheiros, contando com a colaboração de diversas instituições ao redor do país, lançará até 2020 um satélite para sondar a superfície Lunar.

Batizado de Garatéa-L, o projeto reúne talentos do setor privado e de entidades como INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), da USP, do LNLS (Laboratório Nacional de Luz Síncrotron), do Instituto Mauá de Tecnologia e da PUC-RS (Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul).

Eles se uniram para desenvolver um pequeno satélite – em conceito, chamado de cubesat – que trabalhará em conjunto com outros nanossatélites. O dispositivo tem o tamanho de uma caixa de sapatos, com 30cm por 20cm.

O projeto, ainda em fase inicial, tem custo estimado em R$ 35 milhões, que serão angariados junto a órgãos de apoio à pesquisa e com a iniciativa privada. A meta dos grupos envolvidos é ter o satélite pronto até setembro de 2019.

Os dispositivos serão levados à orbita lunar por uma nave-mãe, que também ficará responsável pela comunicação da constelação com a Terra, em um período de pelo menos seis meses.

O lançamento será realizado numa parceria entre duas empresas britânicas com a ESA e a UK Space Agency, as agências espaciais europeia  e do Reino Unido. O veículo lançador será o indiano PSLV-C11, que já enviou com sucesso a missão Chandrayaan-1 para a Lua, em 2008.

A Garatéa-L terá como um de seus principais focos de estudo a astrobiologia, coletando dados sobre a experimentação com microrganismos vivos e moléculas de interesse biológico, que serão levadas dentro do satélite e expostas à radiação cósmica.

A pesquisa é conduzida pelo Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, em Campinas, e Instituto de Química da USP, em São Paulo. O plano das equipes é o de obter mais informações sobre os efeitos do ambiente espacial interplanetário sobre diferentes formas de vida.

O nome da missão vem do tupi-guarani, em que garatéa significa busca vida. O nome foi escolhido devido à forte componente de estudo da vida da missão.

O “L” foi acrescentado no fim do nome para indicar que se trata de uma missão lunar, uma vez que o grupo também conduz a Garatéa em balões de grande altitude, a cerca de 35 km de altitude.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …