Cientistas desenvolvem o primeiro tecido que esfria ou esquenta automaticamente, dependendo das condições

Faye Levine / University of Maryland

Pesquisadores da Universidade de Maryland criaram um tecido que altera suas propriedades isolantes em resposta ao meio ambiente, esquentando ou esfriando dependendo das condições climáticas ao redor.

Tecidos com propriedades térmicas de alta tecnologia que mantêm pessoas aquecidas já existem, mas este é o primeiro que pode regular automaticamente a quantidade de calor que passa por ele.

Assim, quando as condições são quentes e úmidas, como aquelas de um corpo suado, o tecido permite a passagem da radiação infravermelha (calor). Por sua vez, quando as condições se tornam mais frias e secas, o tecido reduz o calor que escapa.

De acordo com a pesquisa, publicada essa sexta-feira na revista Science, os pesquisadores criaram o tecido a partir de fios especialmente projetados revestidos com um metal condutor.

A base é feita de fibras de dois materiais sintéticos diferentes – um absorve água e o outro repele. Em seguida, vem o revestimento de nanotubos de carbono, uma classe especial de metal condutivo leve.

Sob condições quentes e úmidas, os fios se compactam e ativam o revestimento, o que altera a maneira como o tecido interage com a radiação infravermelha. No geral, esse revestimento pode atuar como uma blindagem para transmitir ou bloquear o calor.

Como os materiais nas fibras resistem e absorvem água, as fibras entortam quando expostas a umidade, como a que envolve um corpo suado. Essa distorção aproxima os fios, o que faz duas coisas.

Primeiro, abre os poros no tecido. Isso tem um pequeno efeito de resfriamento porque permite que o calor escape. Segundo, e mais importante, modifica o acoplamento eletromagnético entre os nanotubos de carbono no revestimento.

A reação é quase instantânea, então antes que as pessoas percebam que estão ficando quentes, a roupa já pode estar esfriando-as. Por outro lado, quando um corpo esfria, o mecanismo dinâmico trabalha em reverso para aprisionar o calor.

“O corpo humano é um radiador perfeito. Ele libera calor rapidamente”, disse Min Ouyang, professor de física e um dos autores do estudo. Até então, “a única maneira de regulá-lo era tirar a roupa ou colocar roupa. Mas este tecido é um verdadeiro regulador bidirecional”.

“Este trabalho pioneiro fornece uma característica nova para roupas. Conheciam-se têxteis que aumentam a porosidade em resposta ao suor ou ao aumento da temperatura, bem como têxteis que transmitem a radiação infravermelha associada às temperaturas corporais” resumiu Ray Baughman, professor de química da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, que não esteve envolvido no estudo.

Mas, salienta Baughman, “ninguém até agora havia encontrado uma maneira de alternar tanto a porosidade quanto a transparência infravermelha de um tecido para proporcionar maior conforto em resposta às condições ambientais”.

Mais estudos e testes são necessários antes que o tecido possa ser comercializado, mas, de acordo com os pesquisadores, os materiais usados para a fibra básica estão prontamente disponíveis e o revestimento de carbono pode ser facilmente adicionado durante o processo padrão de tintura têxtil.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Sobreviventes retornam a Auschwitz nos 75 anos da libertação

Autoridades de 50 países participam da solenidade no antigo campo de concentração na Polônia, em meio a temores pelo aumento do antissemitismo. "Precisamos tomar cuidado para que não volte a acontecer", diz sobrevivente. Mais de 200 …

Por que cientistas querem tanto provar que Einstein e Galileu estavam errados

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Morreu Kobe Bryant, um dos maiores astros da NBA

Neste domingo (26), o astro do basquete norte-americano, Kobe Bryant, faleceu em acidente de helicóptero, na cidade de Los Angeles, nos EUA. Autoridades e testemunhas levantam as primeiras hipóteses sobre a causa da queda. O lendário …

Coronavírus terá impacto no PIB chinês e na economia global

A nova epidemia de coronavírus é um balde de água fria na cabeça do mundo. A começar pelos chineses. Em 2003, o último vírus mortal se propagando pelo mundo inteiro – o SARS – …

Abelhas adoram cannabis e este caso de amor pode ajudar a salvar a espécie

Consideradas os seres vivos mais importantes do planeta, as abelhas são animais insubstituíveis, dos quais dependemos para viver. No entanto, nas últimas décadas, devido ao aquecimento global e o uso execessivo de pesticidas, elas estão …

Cientistas finalmente descobriram como capturar o espectro todo da luz solar para gerar hidrogênio

Pela primeira vez, cientistas da Universidade Estadual de Ohio (EUA) desenvolveram uma molécula que é capaz de coletar a energia de todo o espectro da luz solar. O processo, 50% mais eficiente que as atuais …

Você agora pode ouvir a voz de uma múmia de 3 mil anos

Com uso de tomografia computadorizada, impressão 3D e laringe eletrônica, pesquisadores do Reino Unido reconstruíram o trato vocal de uma múmia egípcia. Para a realização do projeto que teve início em 2013, foi preciso combinar medicina, …

Krakatoa, o inferno de Java: a erupção há 137 anos que foi sentida no planeta inteiro

Em 1883, o mundo presenciou um evento natural tão bombástico e violento que pôde ser notado de alguma forma por praticamente todos os habitantes do planeta. A erupção do vulcão Krakatoa, na Indonésia, lançou detritos a …

Educação e confiança fazem da Dinamarca país menos corrupto do mundo

Imagine poder almoçar tranquilamente num restaurante ou fazer compras enquanto deixa o seu bebê no carrinho, estacionado do lado de fora na calçada. Essa cena, que faz parte do cotidiano dos dinamarqueses, só é …

Brasil adianta ponteiros do Relógio do Juízo Final

O Relógio do Juízo Final teve seus ponteiros ajustados nesta quinta-feira (23/01) para a marca de apenas 100 segundos para a meia-noite, simbolizando o maior perigo para a humanidade registrado desde criação do dispositivo em …