Cientistas medem a velocidade da morte

(dr) Universidade de Northwestern

Células da epiderme

Pela primeira vez, cientistas foram capazes de observar a velocidade com que a morte se propaga através de uma célula: cerca de 30 micrômetros por minuto.

Biólogos de sistemas da Universidade de Standford, na Califórnia, foram capazes de determinar pela primeira vez a velocidade com que a morte celular se propaga, descobrindo que o processo é uma autêntica “onda de gatilho”.

O estudo, publicado recentemente na revista Science e liderado por James Ferrell e Xianrui Cheng, observou que a morte avança a 30 micrômetros por minuto, cerca de 1,8 milímetros por hora. A morte pode ser programada ou, então, uma resposta à prevenção de doenças como o câncer ou a propagação de um vírus.

A morte celular é um processo comum nos seres vivos que, normalmente, se realiza em dois passos: primeiro, o interior da célula se destrói e depois todo o conjunto se desintegra.

Segundo o Diário de Notícias, o processo é essencial para a gestação – por exemplo, é através da chamada morte celular programada que os dedos das mãos e dos pés do feto se formam, destruindo-se a membrana que os liga –, mas também ocorre ao longo a vida, sendo essencial para a regeneração do corpo.

O ser humano perde, por dia, mais de 50 bilhões de células. No entanto, muitas vezes o mecanismo falha e, no limite, pode dar origem a tumores, isto é, células que se multiplicam sem parar e sem saber quando devem se destruir.

Ferrell explicou que no processo da morte celular “a natureza faz uso de ondas de gatilho”, o que significa que a morte de uma delas resulta na morte da outra, ou seja, cada célula sente o vizinho se autodestruir e reage da mesma forma. Foi a velocidade desta onda que os cientistas conseguiram medir agora.

Para isso, a equipe de cientistas extraiu o citoplasma de um ovo de uma espécie de rã africana que continha compartimentos subcelulares com uma proteína verde brilhante e o colocou em um tubo que, na extremidade, tinha um extrato de uma célula morta à qual se juntou uma tinta vermelha.

Assim, os cientistas foram capazes de verificar que, à medida que os compartimentos subcelulares se autodestruíam, os pontos verdes desapareciam. Dessa forma, concluíram que a velocidade da morte era ainda mais rápida do que a expansão do corante vermelho no tubo.

A compreensão do ciclo de vida celular é muito importante para entendermos a vida e pode, inclusive, ser muito útil na prevenção e tratamento de doenças.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasil fez lobby para mudar relatório climático, diz Greenpeace

Vários países, entre eles o Brasil, tentaram fazer mudanças em um crucial relatório da ONU sobre como combater o aquecimento global, afirmou o Greenpeace nesta quinta-feira (21/10), citando um grande vazamento de documentos. Os documentos aos …

Site da Coreia do Sul é usado para hospedar vírus e distribuí-lo via torrents

Uma campanha de distribuição de malwares na Coreia do Sul está disfarçando cavalos de troia de acesso remoto como um jogo para o público adulto, compartilhado via serviço de hospedagem de arquivos, como o WebHard, …

América Latina pode levar ‘muitos anos’ para superar impacto da pandemia, alerta FMI

Os efeitos negativos da pandemia de Covid-19 em termos de produtividade, emprego e capital humano na América Latina e Caribe podem "demorar muitos anos para serem revertidos". O alerta foi feito nesta quinta-feira (21) pelo …

Dinossauro “garça do inferno com cara de crocodilo” é descoberto

Dois dinossauros carnívoros de dentes pontiagudos com crânios de crocodilo apareceram uma vez nas margens do rio na Ilha de Wight, na Inglaterra, revelam novos fósseis. Os cientistas deram às criaturas nomes científicos que se traduzem …

As 9 acusações contra Bolsonaro no relatório da CPI - e a manobra governista para tentar blindá-lo

Após o relatório da CPI da Covid no Senado acusar o presidente Jair Bolsonaro de nove crimes durante a pandemia, um senador da bancada governista tentou uma manobra para "blindar" o chefe do Executivo e …

Nova onda de covid-19 atinge o Leste Europeu

Uma nova onda de covid-19 se alastra pela Europa, sobretudo em países do Centro e do Leste, onde as taxas de imunização se mantêm mais baixas. A alta nos casos em vários países faz com …

Ator Alec Baldwin mata acidentalmente cineasta e fere diretor em set de filmagem nos EUA

O ator Alec Baldwin disparou uma arma que não devia estar carregada, utilizada nas filmagens no Novo México (EUA), matando a cineasta Halyna Hutchins e ferindo o diretor Joel Souza, segundo as autoridades. O incidente se …

Covid-19: terceira dose da vacina da Pfizer é 95,6% eficaz contra formas sintomáticas

A terceira dose da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech tem eficácia de 95,6% contra as formas sintomáticas da doença. É o que mostra um estudo coordenado pelos dois laboratórios, publicado nesta quinta-feira (21). O …

Trump anuncia lançamento da Truth Social, sua nova rede social

Plataforma começará a ser testada em novembro. Ex-presidente dos EUA também prevê lançamento de serviço de vídeos. Republicano foi banido de Facebook e Twitter após incitar invasão do Capitólio. Nove meses depois de ser expulso de …

Cientistas determinam causa do desaparecimento dos mamutes na Sibéria

Cerca de 4.000 anos atrás desapareceram os últimos mamutes-lanosos que habitavam nas regiões gélidas do Ártico, incluindo a Sibéria. Durante décadas os cientistas acreditaram que estes ancestrais majestosos dos atuais elefantes se extinguiram porque eram constantemente …