Cientistas medem a velocidade da morte

(dr) Universidade de Northwestern

Células da epiderme

Pela primeira vez, cientistas foram capazes de observar a velocidade com que a morte se propaga através de uma célula: cerca de 30 micrômetros por minuto.

Biólogos de sistemas da Universidade de Standford, na Califórnia, foram capazes de determinar pela primeira vez a velocidade com que a morte celular se propaga, descobrindo que o processo é uma autêntica “onda de gatilho”.

O estudo, publicado recentemente na revista Science e liderado por James Ferrell e Xianrui Cheng, observou que a morte avança a 30 micrômetros por minuto, cerca de 1,8 milímetros por hora. A morte pode ser programada ou, então, uma resposta à prevenção de doenças como o câncer ou a propagação de um vírus.

A morte celular é um processo comum nos seres vivos que, normalmente, se realiza em dois passos: primeiro, o interior da célula se destrói e depois todo o conjunto se desintegra.

Segundo o Diário de Notícias, o processo é essencial para a gestação – por exemplo, é através da chamada morte celular programada que os dedos das mãos e dos pés do feto se formam, destruindo-se a membrana que os liga –, mas também ocorre ao longo a vida, sendo essencial para a regeneração do corpo.

O ser humano perde, por dia, mais de 50 bilhões de células. No entanto, muitas vezes o mecanismo falha e, no limite, pode dar origem a tumores, isto é, células que se multiplicam sem parar e sem saber quando devem se destruir.

Ferrell explicou que no processo da morte celular “a natureza faz uso de ondas de gatilho”, o que significa que a morte de uma delas resulta na morte da outra, ou seja, cada célula sente o vizinho se autodestruir e reage da mesma forma. Foi a velocidade desta onda que os cientistas conseguiram medir agora.

Para isso, a equipe de cientistas extraiu o citoplasma de um ovo de uma espécie de rã africana que continha compartimentos subcelulares com uma proteína verde brilhante e o colocou em um tubo que, na extremidade, tinha um extrato de uma célula morta à qual se juntou uma tinta vermelha.

Assim, os cientistas foram capazes de verificar que, à medida que os compartimentos subcelulares se autodestruíam, os pontos verdes desapareciam. Dessa forma, concluíram que a velocidade da morte era ainda mais rápida do que a expansão do corante vermelho no tubo.

A compreensão do ciclo de vida celular é muito importante para entendermos a vida e pode, inclusive, ser muito útil na prevenção e tratamento de doenças.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Nasa faz história com primeiro voo de helicóptero direto de Marte

A Agência Espacial dos EUA (NASA) conseguiu executar o primeiro vôo do helicóptero Ingenuity, um pequeno robôzinho voador que vai pairar pela atmosfera de Marte. A máquina conseguiu levantar aos ares do planeta vermelho nessa segunda-feira …

NASA lança telescópio para captar partículas da borda do Sistema Solar

Todo o Sistema Solar está à deriva em um aglomerado de nuvens, uma área limpa por antigas explosões de supernovas. Os astrônomos chamam essa região de Bolha Local. Uma nova missão da agência espacial norte-americana NASA …

Depressão pode ser diagnosticada com um simples exame de sangue

Um exame recém-desenvolvido que monitora biomarcadores sanguíneos ligados a distúrbios de humor poderia levar a novos métodos de diagnosticar e tratar a depressão e o transtorno bipolar, com um simples exame de sangue. Embora a depressão …

EUA aplicaram vacina contra covid-19 em mais da metade dos adultos

Governo americano afirma que quase 130 milhões de pessoas com mais de 18 anos receberam pelo menos uma dose do imunizante contra o coronavírus no país. Mais da metade de toda a população adulta dos Estados …

Covid: Variante acelera intubação de jovens e SP orienta procurar ajuda no 1º dia de sintomas

O avanço da variante P.1, descoberta em Manaus em janeiro, levou a cidade de São Paulo a mudar sua orientação para todos aqueles que forem infectados por coronavírus. Agora, eles devem procurar uma unidade de …

Nepal vê população de rinocerontes aumentar com queda de turismo por pandemia

O Nepal está vendo um crescimento em sua população de rinocerontes. O país abriga boa parte dos dos rinos com um chifre só e eles estão ameaçados de extinção. O país observou que, durante a pandemia …

"Estão matando Navalny na prisão", alertam amigos e médicos do opositor russo

Próximos do opositor russo Alexei Navalny estão extremamente preocupados com a degradação de seu estado de saúde. Doente e em greve de fome em uma colônia penitenciária perto de Moscou, amigos e médicos do …

Inteligência artificial usa esboços de Galileu e mostra como era o Sol em 1612

Com a tecnologia atual, os astrônomos conseguem ver o Sol em detalhes que Galileu Galilei sequer imaginaria existir. Hoje, podemos ver imagens que revelam as estruturas gigantes semelhantes a células do tamanho do estado do …

Cuba vira página histórica com despedida de Raúl Castro

Após mais de 60 anos, a era castrista em Cuba finalmente chega ao fim. Raúl Castro se despede aos 89 anos da política e renuncia ao cargo de presidente do partido no congresso do Partido …

Em SP, 51 pessoas recebem por engano vacina da covid-19, e não da gripe comum

Por engano, 51 pessoas receberam a vacina contra a COVID-19 em vez do imunizante contra a influenza, o vírus da gripe comum, no estado de São Paulo nesta semana. A maior parte destes casos aconteceu no …