Cientistas podem ter descoberto por que a menstruação dói tanto

Um grupo de cientistas pode ter descoberto novas pistas que ajudam a explicar o motivo da dor menstrual e por que os sintomas pré-menstruais (TPM) podem ser tão dolorosos para algumas mulheres. 

Em um grande estudo realizado em 2016, os cientistas descobriram uma ligação entre um biomarcador de inflamação e o nível de TPM, que sugere que a inflamação aguda pode provocar todas as cólicas e o inchaço pré-menstrual.

Há anos que os cientistas sabem que medicamentos anti-inflamatórios podem ajudar durante o período pré-menstrual e, a maioria dos médicos, já os recomenda para amenizar as dores. No entanto, este é o primeiro estudo em grande escala que identifica uma ligação biológica entre a inflamação e os sintomas pré-menstruais.

A ligação pode, no futuro, ajudar os cientistas a encontrar tratamentos mais eficazes, que possam servir de alternativa aos analgésicos vendidos sem receita médica.

Depois de examinar 2.939 mulheres nos Estados Unidos, uma equipe da Universidade da Califórnia, nos EUA, mostrou que havia uma correlação positiva entre o nível da TPM e a presença de uma proteína c-reativa de grande sensibilidade (hs-CRP).

Essa proteína de alta sensibilidade é um biomarcador para a inflamação corporal. Tendo isso em conta, os cientistas sugerem que quanto maior for a presença da proteína, maior será a inflamação corporal da mulher e, por isso, seu período pré-menstrual será mais doloroso – excluindo as dores de cabeça.

“Os sintomas de humor pré-menstrual, cólicas abdominais, dor nas costas, apetite, aumento de peso, inchaço e dor mamária – mas não a cefaleia – podem estar significativa e positivamente relacionados a níveis elevados de hs-CRP, embora com associações modestas, mesmo após o ajuste com múltiplas outras variáveis”, relataram os cientistas no Journal of Women’s Health.

A pesquisa pode ser um grande avanço, uma vez que 80% das mulheres relatam ter TPM e há poucas pesquisas sobre as causas ou possíveis tratamentos. Atualmente, as melhores opções passam pelos analgésicos vendidos sem receita médica ou, nos cenários mais complicados, um anti-inflamatório com prescrição.

Ou seja: durante anos, milhares de mulheres enfrentaram sintomas e desconforto pré-menstrual – que vão desde náuseas e vômitos até a depressão –, por não haver muitas escolhas para o tratamento. No início de 2016, John Guillebaud, professor de saúde reprodutiva da University College London, disse que o campo foi negligenciado durante décadas porque “os homens não compreendem a situação”.

No entanto, se mais fatores biológicos associados à TPM forem encontrados, os cientistas poderão desenvolver tratamentos melhores ou, pelo menos, identificar os de maior risco. A descoberta do biomarcador dá aos cientistas novas pistas sobre o que investigar a seguir.

“Os resultados também sugerem que os fatores associados a cada sintoma pré-menstrual são complexos, sugerindo mecanismos potencialmente diferentes para a etiologia de alguns sintomas. A inflamação pode desempenhar um papel mecanicista na maioria das TPMs, embora seja ainda necessário um estudo longitudinal das relações”, pode-se ler no estudo.

“No entanto, pode ser útil para a prevenção recomendar às mulheres que evitem comportamentos associados à inflamação, e os agentes anti-inflamatórios podem ser úteis para o tratamento desses sintomas”.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …