Cientistas revelam origem de estranhos meteoritos encontrados na Terra

Uma equipe de cientistas norte-americanos teoriza que alguns dos meteoritos, que não se encaixam nas duas categorias principais, têm uma origem até hoje desconhecida por astrônomos.

Um grupo significante de meteoritos, que existem hoje na Terra, vem de um corpo celeste, segundo um comunicado publicado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), EUA.

Cientistas acreditam que a maioria dos meteoritos vem de planetesimais, pequenos corpos rochosos que se formaram no início do Sistema Solar, há cerca de 4,5 bilhões de anos, e que só podem ser fundidos (meteoritos condríticos, a grande maioria) ou não fundidos (acondríticos).

No entanto, o estudo publicado na revista Science Advances determinou que esse grupo de meteoritos, chamado de meteoritos de ferro IIE, se originou em um corpo parente tanto com camadas derretidas e não derretidas. A existência de meteoritos “intermédios” foi teorizada por cientistas até agora, mas sem grandes evidências.

“Estes meteoritos de ferro IIE são meteoritos estranhos“, disse o coautor Benjamin Weiss, professor do Departamento de Ciências da Terra, Atmosféricas e Planetárias do MIT. Segundo diz, eles mostram tanto evidências de serem derretidos como de originarem dos tempos primordiais do Sistema Solar, sem alterações.

A equipe usou um método de raios X no Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, Califórnia, para revelar a orientação magnética dos minerais, descobrindo uma configuração complexa de componentes fundidos e sólidos, que “teriam levado mais tempo para se formar” do que o aceito pelos cientistas.

Após realizar simulações para o processo de formação dos meteoritos, os astrônomos concluíram que “se um corpo progenitor com um núcleo fundido colidisse com outro objeto, é possível que o material pudesse ser desalojado do núcleo. Esse material poderia acabar ficando mais próximo da superfície, de onde os meteoritos vieram”.

“À medida que o corpo esfria, os meteoritos nestes bolsos vão imprimir este campo magnético em seus minerais. Em algum momento, o campo magnético decairá, mas a impressão permanecerá”, explica Clara Maurel, estudante de pós-graduação do Departamento de Ciências da Terra, Atmosféricas e Planetárias (EAPS) do MIT, e autora principal do estudo.

Significado da descoberta

“Este é um exemplo de um planetesimal que deve ter tido camadas derretidas e não derretidas. Ele incentiva a busca de mais evidências de estruturas planetárias compostas”, diz Maurel.

“A compreensão de todo o espectro de estruturas, desde estruturas não derretidas a totalmente derretidas, é a chave para decifrar como os planetesimais se formaram no Sistema Solar primitivo”, aponta.

Segundo Weiss, “a maioria dos corpos no cinturão de asteroides parece não fundido em sua superfície”. “Se eventualmente formos capazes de ver dentro dos asteroides, poderemos testar esta ideia. Talvez alguns asteroides sejam derretidos por dentro, e corpos como este planetesimal são realmente comuns”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas russos encontram nova forma de tratamento para covid-19

Uma equipe de cientistas russos sugeriu tratar os pacientes gravemente afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 da mesma maneira que são tratados alguns casos de intoxicação. De acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa de Medicina de …

Covid-19 já causou a morte de um milhão de pessoas no mundo

Nove meses após seu surgimento na China, a pandemia de Covid-19 superou, neste domingo (27), o número simbólico de um milhão de mortos no mundo. No total, o coronavírus causou 1.000.009 mortes e 33.018.877 casos …

Homem que comia alcaçuz todos os dias morre e médicos alertam sobre riscos à saúde

Um homem de 54 anos morreu após consumir alcaçuz em excesso. Segundo os médicos do Hospital Geral de Massachussets (EUA), após duas semanas ingerindo alcaçuz preto em excesso, o homem teve uma overdose de uma …

Conflito armado se acirra na fronteira entre Armênia e Azerbaijão

A Armênia e o Azerbaijão se acusaram mutuamente neste domingo (27/09) de iniciar confrontos mortais na região separatista de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países, em meio a uma disputa territorial de décadas. Ao …

Grande depósito de ovos de dinossauro é descoberto na Espanha

O norte de Espanha foi palco de uma nova descoberta paleontológica. Foram encontrados ovos de 68 milhões de anos atrás, que podem conter embriões desses enormes répteis. José Manuel Gasca estava fazendo jogging um dia no …

Uma cidade brasileira pode ter atingido imunidade de grupo ao Covid-19 a um terrível custo

Um surto explosivo de COVID-19 em Manaus pode ter contaminado pessoas suficientes para que a imunidade coletiva tenha se manifestado, sugerem estudos iniciais. Exames de anticorpos mostram que até dois terços da população pode ter contraído …

O raro pedido de desculpas de Kim Jong-un pela morte de sul-coreano na Coreia do Norte

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, divulgou um raro pedido de desculpas pessoal pelo assassinato de um cidadão sul-coreano, segundo o governo da Coreia do Sul. Kim disse a seu colega sul-coreano, Moon Jae-in, …

Esses são os preparativos finais para a NASA coletar amostras do asteroide Bennu

A NASA já iniciou a contagem regressiva para o grande momento da missão OSIRIS-REx: a coleta de amostras do asteroide Bennu, que acontecerá no dia 20 de outubro. Será uma manobra complicada para a sonda …

Trump volta a lançar dúvida sobre processo eleitoral nos EUA

Após recusar comprometimento com transição pacífica de poder, presidente americano diz não saber se é possível um pleito "honesto". Líder republicano no Senado diz que transferência de mandato presidencial será ordenada. O presidente dos EUA, Donald …

Criador do Novichok aponta falta de principais sintomas da substância em Navalny

Leonid Rink não considera convincente a evidência apresentada pela Alemanha sobre o alegado uso do Novichok contra o opositor russo, pois, se isso tivesse acontecido, os efeitos teriam sido diferentes. Podem ter sido encontrados vestígios de …