Nova teoria explica origem de meteoritos potencialmente perigosos

Uma equipe científica internacional liderada por Philipp Heck, da Universidade de Chicago, chegou à conclusão de que a causa principal dos choques entre meteoritos e a Terra são as colisões de asteróides que ocorreram há centenas de milhões de anos.

Os investigadores crêem que as colisões de asteróides nos recantos mais remotos do universo produzem “escombros” que vão se dispersando e caindo em nosso planeta durante centenas de milhões de anos.

A maioria destes asteróides são os chamados “objetos próximos da Terra“, mais conhecidos por seu acrônimo em inglês, NEO, Near Earth Objects, que são feitos de pedra com incrustações de minerais e com pouca quantidade de ferro e de metais em geral.

Entretanto, os meteoritos encontrados na nossa Terra pertencem a outro tipo, caracterizado pela abundância em ferro em detrimento de outros metais. Mas por que são tão diferentes uns dos outros?

De acordo com os investigadores, em sua maioria, os meteoritos que caíram em nosso planeta não provêm de lugares “próximos”, mas são produto de choques que ocorreram há milhões de anos.

Estas colisões produzem fragmentos de pedra que navegam por nossa galáxia desde então. O principal problema é que só somos capazes de ver os restos destes corpos celestes quando eles já estão em proximidade perigosa da Terra, diz o artigo publicado na revista científica Nature Astronomy.

De acordo com Philipp Heck, estes meteoritos seriam provenientes de uma “sequência de colisões que começa com a ruptura de um asteróide ou um impacto que gera fragmentos e novos asteróides menores, que chocam de novo entre si e geram mais fragmentos”, criando um efeito em cadeia.

Os cientistas determinaram também que o fluxo de meteoritos muda com o tempo. Assim, quando se produz um grande número de pequenas colisões num espaço relativamente pequeno, há um aumento destes pequenos fragmentos, ou seja, a “densidade” de corpos celestes em uma determinada região do espaço pode aumentar.

No final, a investigação propõe prestar mais atenção aos grandes choques de asteróides para saber de onde podem provir os meteoritos potencialmente perigosos, em vez de monitorizar os objetos já existentes que têm trajetórias mais ou menos previsíveis.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Motor nuclear projetado para NASA poderá transportar humanos para Marte em apenas 3 meses

A NASA tem como meta enviar a primeira tripulação humana para Marte em 2030, e certa inovação poderá fazer a jornada de mais de 64 milhões de quilômetros em apenas três meses, em vez de …

Imunidade ao coronavírus 'diminui rapidamente' em assintomáticos, diz estudo britânico

Um estudo britânico publicado nesta terça-feira mostra que a imunidade adquirida por pessoas curadas do novo coronavírus "diminui muito rapidamente", especialmente em pacientes assintomáticos e, em certos casos, pode durar apenas alguns meses. O trabalho …

Senado dos EUA aprova indicada de Trump para Suprema Corte

A poucos dias das eleições americanas, Amy Barrett é confirmada para a vaga por 52 votos a 48. Conservadora e católica devota, ela substitui Ruth Bader Ginsburg, uma das mais célebres figuras progressistas do tribunal. O …

NASA descobre grandes quantidades de água em cratera iluminada na Lua

Nesta segunda-feira (26), a NASA revelou os resultados de dois estudos que trouxeram novas descobertas sobre a Lua: dados obtidos pelo observatório aéreo Stratospheric Observatory for Infrared Astronomy (SOFIA) confirmam, pela primeira vez, que existe …

Ciclone no litoral brasileiro pode causar tempestades em 9 estados

Um ciclone no litoral brasileiro já está causando graves chuvas em diversas regiões do Brasil e seus impactos podem causar tempestades em 9 estados. O Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) emitiu sinal de alerta para diversas …

Processo contra o Google nos EUA pode afetar o modo como você usa seu celular

Na última terça-feira (23), o Departamento de Justiça dos EUA entregou um "presente de Halloween" pouco agradável ao Google: um gigantesco processo antitruste, acusando a empresa de práticas que eliminam a competição nos mercados de …

Chilenos decidem a favor de nova Constituição por ampla maioria

Em plebiscito, quase 80% dos eleitores votam a favor de uma nova Carta Magna, em substituição à herdada da era Pinochet, e de que ela seja escrita por uma Assembleia Constituinte com igualdade entre mulheres …

'Vai comprar lá na Venezuela', rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

O presidente Jair Bolsonaro rebateu neste domingo (25), durante passeio de moto por Brasília, crítica de apoiador sobre a alta do preço do arroz. No momento em que saia da Feira Permanente do Cruzeiro, região administrativa …

Espanha, Itália e França ampliam restrições em fim de semana com recorde de casos da Covid-19

Os líderes europeus intensificam as medidas de combate à pandemia do coronavírus, depois da alta de 42% de novos casos da Covid-19 em uma semana. A Itália reforçou neste domingo as medidas de restrição …

Pistachio, o cãozinho filhote que nasceu com pelo verde na Itália

O fazendeiro italiano Cristian Mallocci esperava uma ninhada normal de cachorros de sua cadelinha labradora. Entretanto, ao ver os filhotinhos que nasceram, ele percebeu que um era um pouquinho diferente. ‘Pistachio’, como foi nomeado posteriormente, …