Colômbia excluirá venezuelanos em situação irregular da vacinação contra Covid-19

O governo da Colômbia anunciou nesta segunda-feira (23) que excluirá os venezuelanos em situação irregular do processo de vacinação em massa contra a Covid-19, o que corresponde a 55% dos 1,7 milhão de cidadãos dessa nacionalidade no país, colocando em risco a vida de mais de meio milhão de pessoas.

A Colômbia já tem seu plano de vacinação contra Covid-19. Em janeiro, pessoas com mais de 80 anos e profissionais de saúde na linha de frente da luta contra o coronavírus serão os primeiros grupos populacionais a receberem a vacina. Em seguida, as doses serão generalizadas para toda a população da Colômbia, em várias etapas.

O governo garantiu acesso a 40 milhões de doses para uma população de 50 milhões de habitantes. Entre as vacinas selecionadas estão as das farmacêuticas Pfizer e AstraZeneca.

No entanto, um grupo significativo de pessoas ficará de fora deste grande plano de vacinação. O presidente Iván Duque insistiu que queria priorizar os colombianos, em detrimento de outras populações.

Em outras palavras, os venezuelanos que não têm dupla nacionalidade ou que não estão regularmente na Colômbia não poderão receber a vacina contra o coronavírus. Segundo dados oficiais, existem mais de 1.700.000 venezuelanos residentes na Colômbia e 55% deles estão em estado irregular.

Vírus não checa a cor do passaporte

“O vírus não pergunta a ninguém se tem documentos para quando vai se espalhar”, disse à RFI o ex-ministro da Saúde dos anos 1990, atual co-presidente do partido Alianza Verde e adversário do presidente Duque, Antonio Navarro Wolf.

Epidemiologicamente, não há razão para que as pessoas que não possuem os documentos percam o direito a se vacinarem. Há também a questão da solidariedade: os venezuelanos estão em uma situação muito difícil. Eles vêm para a Colômbia para sobreviver. A vacina deve ser para todos que vivem na Colômbia.”

Um dos argumentos do presidente Duque é que uma vacinação generalizada provocaria, segundo ele, a chegada maciça de venezuelanos. “Já existe esta chegada massiva na fronteira devido à situação interna da Venezuela”, acrescenta Navarro Wolf. “Na Venezuela eles também terão uma vacina. Duvido que alguém vá fazer uma viagem tão longa e complexa simplesmente para ser vacinado na Colômbia”, completou.

Outro ex-ministro da saúde da Colômbia, Alejandro Gaviria, também considerou que não vacinar os migrantes venezuelanos é uma má ideia do ponto de vista epidemiológico, e é discriminatório.

A Colômbia é o terceiro país da América Latina com o maior número de infecções (1,5 milhão) e o quarto com o maior número de mortes (40.400).

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Covid: saúde mental piorou para 53% dos brasileiros sob pandemia, aponta pesquisa

Mais da metade dos brasileiros entrevistados por uma pesquisa declararam que sua saúde emocional e mental piorou desde o início da pandemia, em índice superior à média dos 30 países e territórios pesquisados. Segundo pesquisa do …

Senado oficializa criação da CPI da Pandemia

Presidente do Senado diz que foco deve estar nas ações e omissões do governo federal e no repasse de recursos da União para estados e municípios. STF julgará determinação do ministro Barroso que ordenou abertura …

Bernie Madoff, maior golpista da história, morre em prisão norte-americana, diz relato

Bernard Madoff, o ex-financista que realizou a maior fraude de investimento na história dos Estados Unidos, morreu aos 82 anos de idade, de acordo com relatos da mídia. Em 2009, o notório financista recebeu uma sentença …

Salvator Mundi, obra mais cara de Da Vinci avaliada em R$2,6 bi, é vista em iate de príncipe

A obra de arte mais cara do mundo é ‘Salvator Mundi’, atribuída a Leonardo da Vinci. Com valor estimado em mais de 400 milhões de dólares ou superior aos 2,6 bilhões de reais, seu paradeiro …

Variante indiana da Covid-19 se propaga mais rápido e é menos detectada por testes PCR

A Índia enfrenta a pior onda de contaminações da Covid-19 desde o início da pandemia, com mais de 165 mil casos registrados nas últimas 24 horas: duas vezes mais do que no último pico, em …

Tipo sanguíneo não afeta risco de contrair COVID-19, diz novo estudo

Um estudo buscou entender se determinados tipos sanguíneos trazem mais riscos de contrair a COVID-19, e concluiu que não é o caso. Com a pandemia, muito se questiona em relação ao comportamento da COVID-19 em nosso …

Buracos negros são famintos, mas possuem boas maneiras à 'mesa', aponta estudo

Todos os buracos negros supermassivos nos centros das galáxias possuem períodos nos quais devoram a matéria situada de seus arredores. De acordo com um estudo publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics, as galáxias ativas têm …

Pnad e Caged: No auge do desemprego, Brasil enfrenta falhas nas estatísticas do mercado de trabalho que confundem e desorientam

Num momento em que o país tem registrado números diários de mortes por covid-19 que ultrapassam 4 mil e diversos Estados e municípios reforçam medidas de distanciamento social, na tentativa de conter a propagação do …

Jovem negro de Minnesota morreu por “disparo acidental”, afirma polícia

Policial teria confundido arma de descarga elétrica com arma de fogo. Incidente em meio a julgamento da morte de George Floyd acirra tensões e agrava protestos. Mineápolis e outras cidades ampliam toque de recolher. A policial …

Bia, assistente de voz do Bradesco, vai responder mensagens de assédio

O Bradesco precisou tomar providências para proteger uma mulher de assédio. No caso, uma mulher que nem existe fisicamente. A mulher que dá voz ao sistema de inteligência artificial do aplicativo, a Bia (sigla para Bradesco …