Descoberta molécula de carbono com 6 ligações

incidencematrix / Flickr

Modelo tradicional da molécula de carbono

Modelo tradicional da molécula de carbono

Você lembra das aulas de química do ensino médio? Provavelmente não. Uma ajuda: o carbono só pode formar quatro ligações, porque ele só tem quatro elétrons compartilháveis.

Essa era uma regra bastante aceita e simples, mas, ao que tudo indica, ela já não se aplica mais. Agora, cientistas confirmaram a existência de uma molécula de carbono exótica que pode formar seis ligações – o que significa que o exemplo mais clássico de tetravalência em nossos manuais de química vem agora com uma exceção.

Em 1973, pesquisadores alemães propuseram que poderia ser teoricamente possível criar uma molécula de carbono com seis ligações, usando hexametilbenzeno. Este composto se forma quando o carbono se liga ao hidrogênio desta maneira:

O anel hexagonal plano consiste em seis átomos de carbono (cinzas). Estes ligam-se a seis “braços” de carbono extra e aos átomos de hidrogênio (brancos).

Como você pode ver, os átomos de carbono formam uma ligação com três outros átomos de carbono, ou uma ligação com um carbono, e três átomos de hidrogênio.

A exceção

Em uma ligação típica, dois elétrons são compartilhados – um de cada átomo. Os elétrons restantes que não são compartilhados permanecem no meio do anel para reforçar as ligações existentes.

No passado, os pesquisadores alemães fizeram a pergunta: o que acontece se a molécula de hexametilbenzeno perder dois elétrons?

Eles propuseram que isso forçaria a molécula a formar uma versão muito menos estável, positivamente carregada, de si mesma, que basicamente colapsaria em uma espécie de pirâmide, como você pode ver na imagem abaixo:

(dr) Moritz Malischewski, Konrad Seppelt

Molécula de hexametilbenzeno

Molécula de hexametilbenzeno

Mas ninguém tinha verificado a forma da molécula, até agora.

Uma equipe liderada pelo químico Moritz Malischewski, da Universidade Livre de Berlim, na Alemanha, decidiu tentar sintetizar uma molécula de hexametilbenzeno para confirmar sua estrutura.

A razão pela qual demorou tanto tempo para alguém fazer isso é que o composto é apenas estável quando criado em ácido extremamente potente. Logo, é preciso realmente saber o que se está fazendo se você quiser mexer com hexametilbenzeno.

Assim que o composto cristalizou, a equipe usou raios-X para criar um modelo 3D de sua estrutura.

Eles descobriram que dois elétrons tinham sido empurrados para fora da estrutura, e isso mudou dramaticamente seu interior. Um átomo de carbono saltou do anel e tomou uma nova posição no topo, transformando o hexagonal plano em uma pirâmide de carbono de cinco lados.

Como resultado, o carbono em cima da pirâmide estava realmente ligado a seis outros carbonos – cinco no anel abaixo, e um acima.

Vale lembrar que, enquanto a molécula realmente hospeda seis ligações de carbono, elas não são nem de perto tão fortes ou estáveis quanto as quatro ligações da maioria dos compostos.

“O carbono não faz seis ligações no sentido em que normalmente pensamos em uma ligação carbono-carbono como um enlace de dois elétrons”, disse Tantillo.

Apesar disso, a confirmação de uma hipótese de 40 anos significa que agora temos certeza de que a ligação de carbono é muito mais complexa do que pensávamos – e que há a possibilidade de estruturas moleculares ainda mais estranhas existirem.

O estudo de Moritz Malischewski foi publicado na revista Angewandte Chemie.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Enterros verdes: Paris inova e inaugura seu primeiro cemitério sustentável

O cemitério de Ivry-sur-Seine, no subúrbio de Paris, reservou uma área de 1.560 metros quadrados para enterros sustentáveis. A nova ala deverá ajudar a diminuir o impacto gerado pelos enterros tradicionais. A contaminação do solo e …

Microsoft quer levar internet a mais de 40 milhões de pessoas em 2022

A inicativa Airband, desenvolvida pela Microsoft, está sendo expandida com a meta de conectar mais de 40 milhões de pessoas à internet até julho de 2022. Lançado em 2017, o programa visa o aprimoramento da internet …

Abandonados, curdos encontram em inimigo dos EUA um aliado

Regime sírio, um aliado russo, desloca tropas para a fronteira em apoio a milícias curdas, que estão sendo atacadas pela Turquia desde que perderam apoio de Trump. Nova aliança representa reviravolta no conflito. As Forças Armadas …

Experimento quântico indica que viagem no tempo é possível

Utilizando um computador quântico cientistas conseguiram fazer com que a máquina voltasse em uma fração de segundo ao passado mostrando que a viagem no tempo é possível. Viajar ao passado é um dos maiores sonhos da …

Dobram os focos de queimadas em terras indígenas da Amazônia

Números são os maiores desde 2011. Parque do Xingu registrou o total mais alto de sua história. Segundo Ipam, aumento se deve à ação de invasores em combinação com período de secas intensas. Dados do Instituto …

Obesidade cresce de forma acelerada no Brasil e se aproxima da taxa dos países ricos, indica OCDE

A quantidade de pessoas obesas no Brasil cresceu de forma mais acelerada que a média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Agora, o Brasil se aproxima da taxa do problema …

É detectado quando asteroide recém-descoberto poderia impactar Terra

A Agência Espacial Europeia (ESA) acrescentou um novo asteroide à sua lista de perigos porque esse corpo celeste pode colidir com a Terra dentro de 65 anos. O asteroide se chama 2019 SU3, tem um diâmetro …

Queniano completa maratona em menos de duas horas

O queniano Eliud Kipchoge fez história no atletismo neste sábado (12/10) ao se tornar a primeira pessoa a correr uma maratona em menos de duas horas. O atleta de 34 anos terminou a prova clássica …

Chineses detectam novos sinais de rádio vindos do espaço

Novas dezenas de rajadas rápidas de rádio foram detectadas pelo maior radiotelescópio esférico do mundo localizado em Guizhou, China, disse especialista à Sputnik Internacional. O achado foi feito por astrofísicos chineses que estão estudando minuciosamente as …

Pesquisador proeminente prevê que a democracia vai colapsar

O pesquisador Shawn Rosenberg, da Universidade da Califórnia em Irvine (EUA), fez uma declaração polêmica na última conferência anual da Sociedade Internacional de Psicólogos Políticos em Lisboa, este ano: “a democracia está devorando a si …