Empresa desenvolve caderno que pode ser usado para sempre

Já imaginou usar um caderno mais do que uma vez? Assim, você escreve hoje e depois de algum tempo você apaga o que escreveu e volta a usar as folhas normalmente como um novo caderno.

Pois essa é a proposta do Everlast, um caderno desenvolvido pela Rocketbook voltado para quem ainda prefere esse velho meio analógico, mesmo com tanto aplicativo de notas espalhados pelo Google Play Store.

O caderno tecnológico pode ser reutilizado para sempre, ou pelo menos umas mil vez, segundo o fabricante e funciona com canetas normais, possui um aplicativo para que o usuário envie suas notas para a nuvem e o melhor de tudo isso é não precisa de bateria alguma para funcionar.

Por fora o Everlast é um caderno normal. É por dentro que você percebe que há algo incomum, pois suas folhas são feitas de um polímero que permite apagar o conteúdo passando um pano úmido, ideia semelhante à lousa usada em sala de aula. Desse modo, quando o caderno “acabar” suas folhas, basta fazer uma limpeza e começar de novo.

(dr) Rocketbook

The Everlast Notebook, da Rocketbook

The Everlast Notebook, da Rocketbook

O caderno é tão legal que todas as folhas contém QR Codes com o número da página. Dessa forma, permite que você escaneie suas anotações por meio do aplicativo próprio do Everlast, e assim o usuário não precisa saber exatamente a ordem do assunto que decidiu escrever e acabou esquecendo, por exemplo.

Para facilitar mais, ainda você pode enviar o conteúdo do seu caderno Everlast para seu Drive do Google ou para o Evernote.

O Everlast está em campanha no site de crowdfunding Kickstarter, e até o momento o projeto conseguiu arrecadar US$ 519 mil.

// Zigg

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

SP quer lei para incentivar uso de veículos híbridos e elétricos

Um novo projeto de lei apresentado em São Paulo pretende combater os problemas ambientais provocados pelos carros à combustão, que utilizam os tão poluentes combustíveis fósseis, através do incentivo ao uso de veículos elétricos ou …

Ataques iranianos teriam deixado 11 militares dos EUA feridos

Ao menos 11 militares norte-americanos foram retirados do Iraque para receberem tratamento médico em decorrência dos ataques iranianos contra as bases dos EUA. "Quando ficarem aptos para o serviço, estes militares regressarão ao Iraque", declarou à …

Evo recua e diz que não pretende mais criar milícias

Em carta pública divulgada nesta quinta-feira (16/01), o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está refugiado na Argentina há mais de um mês, recuou da ideia de promover a formação de milícias no país. "Há alguns …

Dinossauros foram extintos por impacto de asteroide, defende pesquisa científica

O mistério que levou ao fim da era dos dinossauros motiva pesquisadores do mundo inteiro a debater o que teria provocado essa extinção. Um novo estudo busca descartar a teoria de que a atividade vulcânica …

Microsoft assume compromisso de ser uma empresa carbono negativo até 2030

A Microsoft fez uma transmissão ao vivo para contar ao mundo o seu engajamento com o meio ambiente, a fim de trazer um futuro mais sustentável. Em apresentação conduzida por Satya Nadella (CEO), Amy Hood (CFO) …

Marine Le Pen se lança em pré-campanha presidencial

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen, anunciou nesta quinta-feira (16) o lançamento de sua campanha “pré-presidencial”. O pleito acontece apenas em 2022, mas a candidata derrotada no segundo turno em 2017, que enfrenta …

Bolsonaro é autor de mais da metade dos ataques a jornalistas em 2019

Em todo o ano foram registrados 208 casos de ataques a veículos de comunicação e jornalistas, um aumento de 54%. Presidente foi responsável por 121 deles, afirma a entidade. O presidente Jair Bolsonaro, sozinho, é responsável …

Qual a idade em que somos mais infelizes, segundo a ciência

A chamada crise dos 40 deixou de ser um mito, pelo menos de acordo com uma ampla pesquisa realizada em 134 países pelo economista David Blanchflower, professor da universidade Dartmouth College, nos EUA, e ex-membro …

Trump fecha acordo e sinaliza fim da "guerra fiscal" com a China

Na última quarta-feira, os Estados Unidos e a China firmaram um acordo que pode ser o primeiro passo para o fim da chamada “guerra comercial” entre as potências. O pacto, que foi anunciado em dezembro do …

YouTube vincula anúncios em vídeos controversos sobre mudanças climáticas

Uma notícia deixou algumas empresas anunciantes do YouTube surpresas. Segundo estudo feito pela Avaaz, a plataforma de vídeos da Google tem vinculado anúncios de grandes companhias em vídeos que têm como propósito desinformar as pessoas …