Diamante com lixo nuclear é usado em nova bateria que dura “para sempre”

Todo mundo sabe que os diamantes são eternos, mas agora ao que parece também vão servir para produzir baterias eternas.

Os smartphones evoluíram muito nos últimos anos, mas algo que praticamente todos concordam é que as baterias não acompanharam esta evolução. Isto é devido a diversos motivos, seja por uma autonomia ruim ou pelos compostos químicos que as acompanham.

Mas ao que parece poderemos finalmente assistir a uma evolução surpreendente com relação ao componente, já que pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, deram um passo interessante neste sentido.

O grupo de pesquisadores encontrou um meio de aproveitar o Carbono-14, variação nuclear do material que é gerado como lixo em usinas nucleares, juntando-o com uma pequena gema de diamante sintético para formar uma bateria capaz de gerar 15 joules diários de energia por grama de carbono.

Isto não é muita energia – uma pilha AA, por exemplo, pode gerar 700 joules por grama de material. No entanto, a energia se esgota em pouco tempo, enquanto a bateria com Carbono-14 e diamante teria vida útil de 5730 anos por grama de material nuclear.

Só isso já é o suficiente para durar mais do que praticamente todas as civilizações humanas da história. Considerando, portanto, que uma bateria teria muito mais do que apenas um grama de Carbono-14, é tranquilo afirmar que ela duraria “para sempre”.

(CC0/PD) gr8effect / pixabay

-

A “bateria que dura para sempre” é composta por resíduo nuclear dentro de um diamante, com um segundo diamante por fora

O professor Tom Scott, um dos pesquisadores envolvidos no projeto, explica que “não há partes em movimento, não há emissões geradas e não requer manutenção”.

Ao encapsular material radioativo dentro de diamantes, nós transformamos o problema do lixo nuclear em uma bateria com energia nuclear com longo período de suprimento de energia limpa”, diz Scott, em um comunicado da Universidade de Bristol.

Segundo o pesquisador, algumas das aplicações do componente incluem aparelhos de baixa potência “usados em situações onde não é possível carregar ou substituir uma bateria convencional”.  Ele cita como exemplos o marca-passos, os drones de grandes altitudes, satélites e até naves espaciais.

Infelizmente, os smartphones devem ficar para já por fora da novidade.

Mas as potenciais aplicações desta fonte inesgotável de energia são tantas, que os pesquisadores estão pedindo a todo mundo que envie para a hashtag #diamondbattery suas sugestões e ideias de como usar estas baterias de diamante.

E brevemente, os diamantes não serão apenas os melhores amigos das meninas, mas de todo mundo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Uma desconhecida explosão de ondas gravitacionais foi detectada na Terra

Os detectores de ondas gravitacionais da Terra, os observatórios LIGO e Virgo, identificaram uma misteriosa “explosão” de ondas gravitacionais não prevista na última terça-feira, 14 de janeiro. As ondas gravitacionais detectadas até hoje foram resultado de …

Twitter pede desculpas por permitir anúncios direcionados a neonazistas

O Twitter emitiu hoje (16), um pedido de desculpas público, logo após a BBC fazer uma denúncia de que a plataforma de anúncios da empresa estava permitindo o direcionamento de conteúdo para neonazistas e outros …

SP quer lei para incentivar uso de veículos híbridos e elétricos

Um novo projeto de lei apresentado em São Paulo pretende combater os problemas ambientais provocados pelos carros à combustão, que utilizam os tão poluentes combustíveis fósseis, através do incentivo ao uso de veículos elétricos ou …

Ataques iranianos teriam deixado 11 militares dos EUA feridos

Ao menos 11 militares norte-americanos foram retirados do Iraque para receberem tratamento médico em decorrência dos ataques iranianos contra as bases dos EUA. "Quando ficarem aptos para o serviço, estes militares regressarão ao Iraque", declarou à …

Evo recua e diz que não pretende mais criar milícias

Em carta pública divulgada nesta quinta-feira (16/01), o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está refugiado na Argentina há mais de um mês, recuou da ideia de promover a formação de milícias no país. "Há alguns …

Dinossauros foram extintos por impacto de asteroide, defende pesquisa científica

O mistério que levou ao fim da era dos dinossauros motiva pesquisadores do mundo inteiro a debater o que teria provocado essa extinção. Um novo estudo busca descartar a teoria de que a atividade vulcânica …

Microsoft assume compromisso de ser uma empresa carbono negativo até 2030

A Microsoft fez uma transmissão ao vivo para contar ao mundo o seu engajamento com o meio ambiente, a fim de trazer um futuro mais sustentável. Em apresentação conduzida por Satya Nadella (CEO), Amy Hood (CFO) …

Marine Le Pen se lança em pré-campanha presidencial

A líder da extrema direita francesa, Marine Le Pen, anunciou nesta quinta-feira (16) o lançamento de sua campanha “pré-presidencial”. O pleito acontece apenas em 2022, mas a candidata derrotada no segundo turno em 2017, que enfrenta …

Bolsonaro é autor de mais da metade dos ataques a jornalistas em 2019

Em todo o ano foram registrados 208 casos de ataques a veículos de comunicação e jornalistas, um aumento de 54%. Presidente foi responsável por 121 deles, afirma a entidade. O presidente Jair Bolsonaro, sozinho, é responsável …

Qual a idade em que somos mais infelizes, segundo a ciência

A chamada crise dos 40 deixou de ser um mito, pelo menos de acordo com uma ampla pesquisa realizada em 134 países pelo economista David Blanchflower, professor da universidade Dartmouth College, nos EUA, e ex-membro …