Diamante com lixo nuclear é usado em nova bateria que dura “para sempre”

Todo mundo sabe que os diamantes são eternos, mas agora ao que parece também vão servir para produzir baterias eternas.

Os smartphones evoluíram muito nos últimos anos, mas algo que praticamente todos concordam é que as baterias não acompanharam esta evolução. Isto é devido a diversos motivos, seja por uma autonomia ruim ou pelos compostos químicos que as acompanham.

Mas ao que parece poderemos finalmente assistir a uma evolução surpreendente com relação ao componente, já que pesquisadores da Universidade de Bristol, na Inglaterra, deram um passo interessante neste sentido.

O grupo de pesquisadores encontrou um meio de aproveitar o Carbono-14, variação nuclear do material que é gerado como lixo em usinas nucleares, juntando-o com uma pequena gema de diamante sintético para formar uma bateria capaz de gerar 15 joules diários de energia por grama de carbono.

Isto não é muita energia – uma pilha AA, por exemplo, pode gerar 700 joules por grama de material. No entanto, a energia se esgota em pouco tempo, enquanto a bateria com Carbono-14 e diamante teria vida útil de 5730 anos por grama de material nuclear.

Só isso já é o suficiente para durar mais do que praticamente todas as civilizações humanas da história. Considerando, portanto, que uma bateria teria muito mais do que apenas um grama de Carbono-14, é tranquilo afirmar que ela duraria “para sempre”.

(CC0/PD) gr8effect / pixabay

-

A “bateria que dura para sempre” é composta por resíduo nuclear dentro de um diamante, com um segundo diamante por fora

O professor Tom Scott, um dos pesquisadores envolvidos no projeto, explica que “não há partes em movimento, não há emissões geradas e não requer manutenção”.

Ao encapsular material radioativo dentro de diamantes, nós transformamos o problema do lixo nuclear em uma bateria com energia nuclear com longo período de suprimento de energia limpa”, diz Scott, em um comunicado da Universidade de Bristol.

Segundo o pesquisador, algumas das aplicações do componente incluem aparelhos de baixa potência “usados em situações onde não é possível carregar ou substituir uma bateria convencional”.  Ele cita como exemplos o marca-passos, os drones de grandes altitudes, satélites e até naves espaciais.

Infelizmente, os smartphones devem ficar para já por fora da novidade.

Mas as potenciais aplicações desta fonte inesgotável de energia são tantas, que os pesquisadores estão pedindo a todo mundo que envie para a hashtag #diamondbattery suas sugestões e ideias de como usar estas baterias de diamante.

E brevemente, os diamantes não serão apenas os melhores amigos das meninas, mas de todo mundo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Vacinação contra COVID-19 será facultativa em Portugal; especialistas divergem sobre o tema

Portugal anunciou seu plano nacional de vacinação contra COVID-19 nesta quinta-feira (3). As vacinas serão distribuídas em 1.200 centros de saúde pública a partir de janeiro, de forma gratuita e facultativa. Especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil …

Nosso sistema solar será destruído antes do que pensávamos

Embora o solo sob nossos pés pareça sólido e reconfortante (na maioria das vezes), nada neste Universo dura para sempre. Um dia, nosso sol morrerá, ejetando uma grande proporção de sua massa antes que seu núcleo …

Mãe em Estocolmo não é mais suspeita de aprisionar filho

Promotores suecos estão retirando seu caso contra uma mulher acusada de prender o filho por vários anos. De acordo com as últimas informações, não há provas suficientes de que ele havia sido detido contra sua …

Mistério de galáxia desprovida de matéria escura é revelado

As observações astronômicas apontam para forças de "maré" e comportamento "canibal" de uma galáxia vizinha, que explicariam a escassez deste componente invisível. Se alguma galáxia é pobre em matéria escura, pode ser devido a uma interação …

Maioria das vacinas da Moderna será reservada no início para os Estados Unidos

A Moderna espera disponibilizar entre 100 e 125 milhões de doses de sua vacina contra a Covid-19 no primeiro trimestre de 2021. A empresa anunciou, nesta quinta-feira que, no início, entre 85 e 100 …

Amazonas é 3º estado com mais queimadas, emissões e desmatamento

Pela primeira vez, o Amazonas assume a terceira posição nos três principais rankings que indicam o avanço da degradação florestal na Amazônia brasileira, incluindo indicadores de queimadas, emissões de gases de efeito estufa e desmatamento …

Sudão bane casamento infantil e mutilação genital feminina, mas prática apresenta desafios

Depois de derrubar o ditador Omar al-Bashir no ano passado, o Sudão deu importante passo para reverter alguns dos tantos horrores cometidos contra a população feminina no país – e tornou ilegal tanto o casamento …

Namíbia elege deputado chamado Adolf Hitler

O nome de um recém-eleito político da Namíbia, vem chamando atenção na mídia nacionais e internacionais. "Adolf Hitler teve uma vitória esmagadora nas eleições regionais na Namíbia", relatou o portal de notícias alemão Spiegel Online nesta …

Astrônomos mapeiam 1 milhão de galáxias previamente desconhecidas

Cerca de um milhão de galáxias previamente desconhecidas para além da Via Láctea foram adicionadas a um mapa detalhado de seção de espaço. Pesquisas sobre o espaço normalmente demoram anos para serem completas, mas um novo …

Brasil recebe vacina de Oxford em janeiro, promete Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o primeiro lote das vacinas de Oxford chega ao Brasil em janeiro. Serão 15 milhões de doses entre janeiro e fevereiro, totalizando 260 milhões ao longo do …