Equipe 100% feminina vai para o espaço pela primeira vez na história da NASA

NASA's Marshall Space Flight Center / Flickr

As astronautas norte-americanas Christina Koch e Jessica Meir deixaram juntas nesta sexta-feira (18) a Estação Espacial Internacional (ISS) para fazer um reparo de controladores de energia, marcando a primeira vez em seis décadas da história espacial que uma equipe feminina vai para o espaço.

A primeira saída anunciada de duas astronautas, Christina Koch e Anne McClain, numa missão espacial, havia sido agendada para março deste ano, mas a NASA teve que cancelá-la quatro dias antes, porque, incrivelmente, não havia combinações espaciais prontas do tamanho certo.

O lançamento nesta sexta-feira começou oficialmente às 7h38 da manhã, hora de Brasília, e deve durar várias horas. O objetivo é trocar uma unidade de carregamento de bateria que caiu do dispositivo no fim de semana passado.

“Christina, você pode sair da cápsula”, anunciou a astronauta Stephanie Wilson, do centro de controle de solo de Houston, no Texas. Neste momento, Christina Koch saiu lentamente flutuando no espaço. “O capacete está seco”, ela confirmou, após verificar que o interior do mesmo não estava vazando água. “Estou saindo”, disse então Jessica Meir, que chegou no mês passado a bordo da ISS.

O cancelamento de março provocou uma saraivada de críticas, e a ex-candidata à Casa Branca, Hillary Clinton, twittou “Façam outra combinação”. Mas a NASA planejou tudo dessa vez e as duas mulheres saíram como planejado em suas combinações volumosas, a 400 km acima da Terra, disparando em órbita a uma velocidade de 8 quilômetros por segundo.

Desde o início da estação espacial, em 1998, 220 missões espaciais foram feitas por astronautas de todas as nacionalidades, principalmente norte-americanos. Mas apenas 13 deles, incluindo Christina Koch, e uma russa, até agora “andaram” no vácuo. Jessica Meir se tornou a décima-quinta astronauta a fazê-lo.

O espaço tem sido reservado aos astronautas homens. Desde o início na NASA, todos os primeiros astronautas eram pilotos militares e homens. A primeira mulher enviada ao espaço foi a russa Valentina Terechkova, em 1963. Para os norte-americanos, a primeira a voar foi Sally Ride, em 1983. Mas o último grupo de astronautas da NASA, selecionado em 2013 e estrelado por Christina Koch e Jessica Meir, era metade composto por mulheres.

“Queremos que o espaço seja acessível a todos, e este dia marca uma nova etapa nessa evolução”, disse o administrador da agência espacial norte-americana, Jim Bridenstine, à imprensa nesta sexta-feira. “Eu tenho uma filha de 11 anos, quero que ela tenha as mesmas oportunidades que eu quando eu era jovem”, continuou ele. “Queremos que os astronautas de amanhã representem todos os Estados Unidos”.

Bridenstine confirmou que a primeira mulher a andar na lua já se encontra no atual corpo ativo dos astronautas da NASA, que inclui 12 mulheres. A missão Artemis 3 está programada para 2024, embora o cronograma tenha sido adiado, e são previstos dois astronautas descendo e andando na lua, pela primeira vez desde 1972.

Jim Bridenstine costuma dizer que “o próximo homem e a primeira mulher” a andar na lua serão norte-americanos. Questionado se duas mulheres poderiam compor essa tripulação lunar, ele respondeu: “Poderia muito bem ser duas mulheres, não há razão para que isso não seja possível”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Não precisa sofrer. Carnaval começa cedo em 2021

Com a chegada da quarta-feira de Cinzas, está declarado o fim do Carnaval 2020… Ok, vai… Dá para fazer mais um bota fora na sexta e sábado dessa semana, pois, como sempre, brasileiro dá o …

Coronavírus: antiga vacina pode ter resposta para prevenção contra Covid-19

Novos casos do coronavírus SARS-CoV-2 continuam a se espalhar pelo mundo, mesmo que em velocidade menor de propagação, e sem nenhuma vacina ou medicamento para a prevenção — pelo menos até agora. Já são mais de …

Líderes políticos condenam apoio de Bolsonaro a ato anti-Congresso

Presidente teria compartilhado com aliados convocação para manifestações a seu favor e contra o Legislativo. Lula, FHC, OAB e outras lideranças alertam contra ameaça às instituições democráticas e à Constituição. Líderes políticos de várias correntes e …

A menina de 6 anos que foi presa por se comportar mal na escola nos EUA

Imagens gravadas pela câmera corporal de um policial mostram o momento em que uma criança de seis anos foi presa em uma escola de Orlando, na Florida, em setembro de 2019. As mãos da menina foram …

Achado 'elo perdido' bacteriano fundamental a pensamento e memória do ser humano

Os canais de cálcio que se abrem e fecham em resposta a sinais elétricos no cérebro são essenciais para o pensamento, memória e contrações musculares. A descoberta de um canal de cálcio que é possivelmente um …

Novo estudo aponta Uber e Lyft como responsáveis por aumento de 70% da poluição

Um novo estudo divulgado pela Union of Concerned Scientists nesta terça-feira (25) afirma que as viagens feitas em carros de apps como o Uber e o Lyft foram responsáveis por um aumento de 69% nos …

Brasil tem primeiro teste positivo para coronavírus

Pela primeira vez, o teste em um paciente no Brasil deu positivo para o novo coronavírus causador da doença Covid-19. Segundo divulgou o Ministério da Saúde nesta terça-feira (25/02), trata-se de um homem de 61 …

Tese diz que ‘Parasita’ se inspirou em filme de Sérgio Mallandro e assusta por coerência

E se toda a inspiração do mago do cinema Bong Joon Ho viesse das grandes pérolas do nosso cinema dos anos 90? O diretor e roteirista de parasita já se declarou um fã da sétima …

Cientistas: a primeira vida alienígena que encontrarmos provavelmente será inteligente

Segundo cientistas do SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence), é mais provável que encontremos evidências de vida extraterrestre inteligente antes de encontrarmos microrganismos aliens, por exemplo. Por quê? Se você costuma ler notícias sobre a busca científica …

'Marte está vivo': sonda da NASA registra sismos no Planeta Vermelho

Os resultados dos primeiros 10 meses de observações da sonda InSight da NASA em Marte conseguiram revelar que o Planeta Vermelho é um mundo sismicamente ativo. "Marte está vivo", comentou a missão InSight no Twitter, acrescentando …