Esse poder é verdadeiro? Um estudo sobre precognição que sacudiu a ciência

Entre os estudos científicos que surgiram na última década, talvez nenhum tenha sido mais controverso do que o artigo de 2011 do psicólogo americano Dr. Daryl Bem.

Ele provou uma noção explosiva, que a precognição, a capacidade de ver eventos futuros, é verdadeiramente real, desencadeando um período conturbado entre psicólogos que ainda persiste até hoje.

Como pode um eminente professor da Universidade Cornell chegar a tal conclusão, que está tão diretamente fora da ciência tradicional e sustentar a parapsicologia? Seus experimentos, que pareciam seguir procedimentos aceitos e métodos sonoros para chegar a essa prova inesperada, poderiam ser replicados?

O artigo “Feeling the Future: Experimental Evidence for Anomalous Retroactive Influences on Cognition and Affect” (Sentindo o futuro: evidências experimentais de influências retroativas anômalas na cognição e no afeto, em tradução livre), relatou nove experimentos envolvendo mais de mil participantes, com oito deles mostrando com sucesso que as respostas de uma pessoa poderiam ser influenciadas por eventos estimulantes que aconteceram após as respostas já terem sido feitas e gravadas.

Essa possibilidade apoiou fortemente a noção de precognição, onde os indivíduos parecem obter informações ou transferência de energia que nenhum processo físico ou biológico que conhecemos explica que eles devem ter.

Os experimentos que pareciam provar a tese de Daryl variaram em sua abordagem. Alguns dos estímulos utilizados eram de natureza erótica, com um experimento inicial que consistia em fazer que os voluntários do estudo olhassem para um par de cortinas em um computador.

Eles deveriam adivinhar qual deles tinha uma imagem pornográfica por trás, com a resposta correta sendo escolhida aleatoriamente depois que o aluno tomou sua decisão. Curiosamente, os alunos tiveram um desempenho ligeiramente melhor do que a simples adivinhação teria produzido, com 53% escolhendo a localização correta da imagem.

Outro experimento fez com que os alunos examinassem conjuntos de palavras que eles teriam que digitar. De alguma forma, os alunos se saíram melhor no início lembrando as palavras que digitariam mais tarde.

É como se ter a segunda oportunidade de praticar e lembrar que as palavras tinham benefícios que retrocedem no tempo.

O professor de neurociência cognitiva Chris Chambers, um dos críticos de Bem (e havia muitos), chamou a conclusão do artigo de “ridícula”. E ainda, “isso é realmente interessante porque se um artigo como este que está fazendo tudo normalmente e corretamente pode acabar produzindo uma conclusão ridícula, então quantos outros artigos que usam exatamente esses mesmos métodos que não chegaram a conclusões ridículas são igualmente falhos?” Chambers perguntou em uma entrevista.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Delta pode causar covid-19 mais grave, alerta agência americana

Documento interno do órgão de prevenção de doenças dos EUA indica que a variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto a catapora e pode ser transmitida mesmo por indivíduos vacinados. "A guerra mudou", diz …

Vendas de vacinas anticovid impulsionam lucros de laboratórios

A empresa farmacêutica AstraZeneca anunciou nesta quinta-feira (28) que as vendas de sua vacina contra a Covid-19 alcançaram US $ 1,17 bilhão no primeiro semestre do ano. Este número corresponde à entrega de aproximadamente …

Cientistas transformaram água pura em metal pela primeira vez

Cientistas transformaram, pela primeira vez, água pura em metal. A pesquisa poderia permitir um estudo detalhado das condições de extrema alta pressão dentro de grandes planetas. A água pura é um isolante quase perfeito. Sim, a …

Imagens do satélite Amazonia-1 já estão disponíveis — e qualquer um pode acessar

O Ministério da Ciência e Tecnologia comunicou, nesta semana, que as imagens do Amazonia-1 já podem ser acessadas pelo público. O satélite Amazonia-1 foi lançado em fevereiro de 2021 e, desde então, já avançou por etapas importantes, …

Alemanha acusa médico sírio de crimes contra a humanidade

Promotores federais da Alemanha acusaram nesta quarta-feira (28/07) um médico sírio de assassinato e crimes contra a humanidade. O suspeito enfrenta 18 acusações de tortura contra pacientes de hospitais militares nas cidades sírias de Homs e …

Suposto 'padrão' citado por Bolsonaro não indica fraude eleitoral; presidente admite não ter provas

O presidente Jair Bolsonaro usou sua live semanal desta quinta-feira (29/07) para fazer uma apresentação questionando a lisura das últimas eleições e apontando o que considera ser "fortíssimos indícios" de fraudes nas urnas eletrônicas. No entanto, …

Cientistas revelam novos dados sobre neandertais e denisovanos após analise sanguínea

Cientistas, que analisaram os genes de três neandertais e um denisovano, descobriram que ambas as espécies de pessoas ancestrais provêm da África. Os autores também encontraram uma ligação genética entre os neandertais e os aborígines …

Uruguai anuncia 3ª dose para vacinados com CoronaVac; Brasil e Chile avaliam mesmo caminho

Brasil, Chile e Uruguai são os três países da região que aplicam, maciçamente, o imunizante chinês. A efetividade da CoronaVac é a menor entre todas as vacinas atualmente disponíveis e diminui substancialmente depois dos …

Apple fatura US$ 84 bi no trimestre graças a vendas sólidas de iPhones

Com crescimento em todas as linhas de produtos — até mesmo no segmento de serviços —, a Apple obteve uma receita de US$ 84,1 bilhões (cerca de R$ 434 bilhões) em seu terceiro trimestre fiscal …

Vento solar de 400 km/s causa fissura no campo magnético da Terra, diz portal

Os ventos solares provocaram uma ruptura no campo magnético de nosso planeta, informa portal SpaceWeather.com. O campo magnético da Terra é crucial para a vida de todos os seres vivos, já que protege a camada de …