Estudante insatisfeito com apagamento racial cria guia de doenças associadas com pele negra

Um estudante de medicina negro decidiu transformar seu universo acadêmico. Desde o primeiro dia de aula na Universidade de Londres, Malone Mukwende, um zimbabuano de 20 anos que vive na Inglaterra, percebeu que a literatura médica sobre problemas de pele não incluía aspectos da cútis preta.

“Como seria a aparência disso em peles mais escuras?”, pensou por diversas vezes. A resposta veio em forma de livro com “Mind The Gap – Um manual de sinais clínicos na pele preta e marrom” (em tradução livre do original “Mind The Gap – A handbook of clinical signs in black and brown skin”), livro que ele mesmo escreveu.

A inspiração para o nome do projeto veio dos avisos sonoros do metrô londrino, que chama a atenção do usuário para o espaço entre o trem e a plataforma.

A medicina ocidental, ensinada nas universidades, foi pautada por parâmetros brancos — assim como toda a construção social que conhecemos. Por conta da opressão do povo negro, com todo tipo de segregação racial, em muitos lugares do mundo foram anos até que negros pudessem frequentar universidades, e sabemos que, até hoje, a entrada de pessoas pretos no Ensino Superior ainda é um fato a ser muito celebrado. Ainda mais em um curso tradicional como a Medicina.

Um dos resultados disso é a falta de informações específicas para o corpo negro, principalmente na área estudada por Mukwende. “Eu notei que havia uma falta de ensino sobre tons de pele mais escuros e como certos sintomas aparecem diferentemente naqueles que não são brancos”, contou o estudante, que terminou recentemente o segundo ano da graduação, ao “Washington Post”.

Ele observou que tudo aquilo que ele estava aprendendo pouco focava no tom de pessoas como ele, negro de pele escura. Um pequeno machucado ou um qualquer tipo de reação física manifestada na pele não seria visto nele da forma como pregavam os livros. “Ficou claro para mim que certos sintomas não apresentariam o mesmo em minha própria pele”, reflete.

Foi quando ele decidiu colocar o projeto “Mind The Gap” em prática. Mukwende foi conversar com amigos e expôs suas reflexões para um de suas professora, Margot Turner, responsável pelo setor de diversidade e educação médica, que não precisou se esforçar para ser convencida da necessidade de diminuir essa lacuna literária.

A obra saiu com a ajuda de outro professor, Peter Tamony. Os três assinam a autoria do trabalho, lançado pela editora da universidade.

Nossos métodos de ensino eram injustamente desvantajosos e ‘diferenciavam’ os alunos de grupos étnicos negros e minoritários. Outra questão era sobre a segurança do paciente. Estamos treinando adequadamente nossos alunos para serem profissionais de saúde competentes, capazes de detectar sinais clínicos importantes em todos os grupos de pacientes?”, questiona o professor.

Entre os problemas de saúde levados em consideração no livro estão o câncer de pele, a meningite, psoríase a doença de Kawasaki, que provoca erupções vermelhas na pele branca, dificilmente identificadas em tons de pele mais escuros.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Britânico não pode entrar na Holanda com sanduíche e ouve: ‘Bem-vindo ao Brexit’

Um simples sanduíche de presunto, feito em casa e devidamente embrulhado em papel alumínio, foi motivo suficiente para que um motorista britânico fosse parado, interrogado e por fim perdesse o alimento na alfândega localizada na …

Inclinação de Saturno pode ser explicada pela migração de suas luas; entenda

Em um novo estudo, cientistas do French National Centre for Scientific Research (CNRS) e da Sorbonne University perceberam que a inclinação de Saturno pode ser causada pela influência da migração de suas luas — principalmente …

A verdade sobre as pessoas que "ouvem" os mortos: estudo

Cientistas identificaram os traços que podem tornar uma pessoa mais propensa a afirmar que ouve as vozes dos mortos. De acordo com novas pesquisas, uma predisposição a altos níveis de absorção em tarefas, experiências auditivas incomuns …

OMS diz não ter conhecimento de mortes relacionadas ao uso da vacina da Pfizer

A OMS não tem conhecimento de qualquer morte relacionada ao uso da vacina contra a COVID-19 produzida pelos laboratórios Pfizer e BioNTech, disse hoje (20) a diretora-geral adjunta da organização, a brasileira Mariângela Simão. "Temos uma …

QAnon ganha cada vez mais força na Alemanha

O ataque ao Capitólio nos EUA ilustrou o perigo que teorias da conspiração podem representar. Na Alemanha, o movimento tem cada vez mais adeptos – que se mantêm fiéis ao agora ex-presidente americano Donald Trump. A …

Coronavírus em Manaus: "Meu irmão morreu de covid em hospital particular, e a conta é de R$ 180 mil"

A tragédia familiar vivida pelo advogado Amaury Andreoletti ilustra o impacto emocional e também financeiro do colapso no sistema de saúde de Manaus (AM). Andreoletti, que chegou a ficar quatro dias internado e se recuperou, viu …

Biden reverte medidas de Trump e volta ao Acordo do Clima de Paris; entidades comemoram

Horas depois de assumir a Casa Branca, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, cumpriu a promessa de reverter uma série de medidas tomadas pelo antecessor, Donald Trump. No total, foram 17 decretos assinados …

Avião com vacinas contra covid-19 entra em rota de colisão com jato após curva errada

  Essa foi por pouco! Na manhã desta terça-feira (19), um avião monomotor com vacinas contra a covid-19 a bordo fez uma curva errada após a decolagem, e acabou entrando em rota de colisão com um …

Emaranhamento quântico é transmitido a drones separados por 1 km de distância

Fótons emaranhados foram transmitidos entre dois drones pairando a um quilômetro de distância um do outro, demonstrando tecnologia que poderia ser a base de uma internet quântica. Quando dois fótons são emaranhados quanticamente, você pode deduzir …

Joe Biden empossado 46.º Presidente dos EUA

Joe Biden tomou posse, esta quarta-feira, como Presidente dos Estados Unidos, e Kamala Harris foi empossada a primeira vice-presidente norte-americana. No seu discurso, Biden disse que "este é o dia da América, da democracia …