EUA acabam com a neutralidade da rede

GhostAegis / Deviant Art

O fim da Neutralidade da Internet, por GhostAegis. A História se repete

A Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) aprovou nesta quinta-feira (14) uma nova norma sobre a internet que acaba com o conceito de “neutralidade da rede” no país, uma medida garantida por uma regulação feita em 2015.

A maioria republicana no órgão regulador votou a favor da regra que decreta o fim do princípio de “neutralidade da rede”, que protegia a internet como um serviço de utilidade pública.

A decisão foi tomada por três votos favoráveis e dois contrários – dos democratas que estão no órgão. Dessa forma, a FCC revogará a regulação defendida pelo então presidente dos EUA, Barack Obama, em 2014, medida que só foi aprovada no ano seguinte.

Na prática, a norma de 2015 impedia que os provedores de internet pudessem bloquear ou desacelerassem o tráfego em sites determinados.

Esse princípio, que buscava garantir o livre acesso à rede, foi eliminada apesar dos múltiplos protestos por parte de democratas, associações de consumidores e alguns republicanos.

Quando a nova regulação começar a ser aplicada, os provedores de internet poderão decidir quais sites serão bloqueados ou terão acesso mais lento, inclusive os de veículos de imprensa ou de divulgação de vídeo.

Os republicanos que fazem parte da FCC argumentam que a decisão põe fim a uma regra que trata com “mão firme” a indústria de provedores de internet diante de “hipotéticos danos”.

As duas democratas rebateram os colegas, mostrando as consequências negativas que poderia ter o fim da neutralidade da rede para consumidores e pequenas empresas provedoras de conteúdo.

As opositoras tentaram adiar a votação para avaliar os mais de 22 milhões de comentários feitos à proposta de acabar com a neutralidade na rede.

No entanto, pelo menos dois milhões deles foram feitos por perfis falsos, segundo o procurador-geral de Nova York, Eric Schneiderman.

A votação teve que ser suspensa por alguns minutos por motivos de segurança. Paralelamente, manifestações contra a decisão foram registradas na sede da FCC em Washington.

E o Brasil?

A decisão dos Estados Unidos pode ser um início para que a situação mude no Brasil. Conforme uma reportagem recente da Folha de S. Paulo, as operadoras brasileiras estavam aguardando apenas a decisão da FCC para pressionar o governo daqui para acabar com a neutralidade de rede, que é protegida desde 2014 pelo Marco Civil da Internet e garantida por um decreto de 2016.

Caso a aprovação nos Estados Unidos fosse feita, as operadoras brasileiras começariam “uma rodada de visitas ao Planalto, Congresso, aos ministérios das Comunicações e da Justiça e à Anatel” para que a mudança também fosse aprovada por aqui.

Assim, a possibilidade existe, e possivelmente em breve iremos nos deparar com discussões para o fim da neutralidade da rede por aqui também.

Ciberia // EFE / Oficina da Net

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

60% das espécies de café estão em risco de extinção

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção. De acordo com um estudo publicado esta semana nas revistas ScienceAdvances e Global Change Biology, 60% …

Pela felicidade dos professores, escola cria “licença do amor”

A escola de ensino médio de Dinglan, localizada na cidade chinesa de Hangzhou, apresentou esta semana a “licença do amor”, que visa melhorar o humor dos professores e, consequentemente, o trabalho com os alunos. Segundo relata …

Parte da Antártida está encolhendo (e não deveria)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente se referem à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros derramam grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, há um manto …

Estátua de diabo “alegre demais” gera polêmica na Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser “alegre demais” pelos moradores da cidade de Segóvia, na Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

Deputada britânica adiou o parto para votar contra o acordo do Brexit

Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do segundo filho para poder votar contra o acordo do Brexit. A deputada trabalhista chegou ao Parlamento em uma cadeira de rodas. Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do filho por …

Sorveteria em Florença cobra R$ 106 de turista por uma bola de sorvete

Uma sorveteria cobrou 25 euros (cerca de R$ 106) por um sorvete a um turista de Taiwan. Indignado, o turista reclamou ao guia que o acompanhava, que chamou a polícia. O estabelecimento foi multado em …

McDonald’s perde direitos do Big Mac para cadeia de fast food irlandesa

A irlandesa Supermac’s conseguiu uma vitória histórica: o Big Mac deixa de ser uma marca registrada na Europa. Mas a decisão ainda é passível de recurso. “É o fim do McBully”, disse Pat McDonagh, que recebeu …

Disco de gelo giratório gigantesco "invade" rio no Maine

Um enorme círculo de gelo giratório se formou esta semana no rio de Presumpscot, na cidade de Westbrook, no estado norte-americano do Maine. Esse disco bizarro, ainda que raro, é um fenômeno natural fruto da Física. …

Em um restaurante de Dubai, deixar comida no prato dá multa (e é mais cara que a refeição)

Com Dubai se tornando mais consciente do desperdício de alimentos, um restaurante se lembrou de uma maneira de fazer com que os clientes não deixem comida no prato. O restaurante Gulou Hotpot, em Al Barsha, uma sossegada …

Crivella quer abrir cassino no Rio

Com uma expansão em mente para atrair ainda mais turistas ao Rio de Janeiro, o prefeito Marcelo Crivella começou a trabalhar para abrir um cassino na cidade. A era de ouro dos cassinos no Brasil durou de …