Explosão traumática foi a causa do apagão recente da estrela supergigante Betelgeuse

ALMA (ESO/NAOJ/ NRAO) / E. O'Gorman / P. Kervella

Imagem real da estrela Betelgeuse

Ela não estava para entrar em supernova, para se apagar e não haviam megaestruturas alienígenas ao seu redor: observações da gigantesca estrela Betelgeuse descobriram que o seu misterioso escurecimento foi possivelmente causado por uma emissão de gases quentes e densos que resfriaram em seguida.

Após cuspir material a 322 mil km/h no fim do ano passado ela começou a perder significativamente seu brilho na região do hemisfério sul. Em fevereiro deste ano 2/3 de seu brilho haviam desaparecido, até mesmo a olho nu. Haviam hipóteses de que a estrela poderia estar se tornando uma supernova.

Betelgeuse é uma estrela supergigante vermelha com 12 vezes a massa, 10 vezes o tamanho do sol e o nono objeto mais brilhante do céu noturno. É a segunda estrela mais brilhante da constelação de Orion.

“Com o Hubble, observamos anteriormente células de convecção quente na superfície de Betelgeuse e no outono de 2019 descobrimos uma grande quantidade de gás quente e denso movendo-se para fora da atmosfera estendida de Betelgeuse. Acreditamos que esse gás resfriou a milhões de km fora da estrela para formar a poeira que bloqueou a parte sul da estrela fotografada em janeiro e fevereiro.”

“O material ejetado era duas a quatro vezes mais luminoso do que o brilho normal da estrela. E então, cerca de um mês depois, a parte sul de Betelgeuse enfraqueceu visivelmente à medida que a estrela ficava mais fraca. Acreditamos ser possível que uma nuvem escura resultou do fluxo de saída que o Hubble detectou. Apenas o Hubble nos dá essa evidência que levou ao escurecimento”, afirmou Andrea Dupree, do Center for Astrophysics Harvard & Smithsonian, principal autora da pesquisa.

A estrela Betelgeuse também surpreendeu pois o plasma não foi emitido como é previsto pelas teorias estelares (pelos pólos dos eixos de rotação). “As observações do Hubble sugerem que o material pode ter sido expulso de qualquer parte da superfície estelar”, afirmou Dupree, incluindo que o comportamento da Betelgeuse não era comum para esta estrela.

Betelgeuse, segundo a cientista, tem perdido massa numa velocidade 30 milhões de vezes mais rápida que o Sol, mas a ejeção recente teria eliminado o dobro do que o hemisfério sul inteiro deveria ter emitido.

“Todas as estrelas estão perdendo material para o meio interestelar, e não sabemos como esse material é perdido. É um vento suave soprando o tempo todo? Ou vem aos trancos e barrancos? Talvez com um evento como o que descobrimos em Betelgeuse? Sabemos que outras estrelas luminosas mais quentes perdem material e rapidamente se transforma em pó, fazendo com que a estrela pareça muito mais fraca. Mas em mais de um século e meio, isso não aconteceu com Betelgeuse. É muito original.”

Recentemente, ao observar o brilho da supergigante foi revelada outra surpresa: mais escurecimento inesperado. Desde o fim de junho a início de agosto 2020, o Solar TErrestrial RElations Observatory—STEREO, da Nasa, observou a Betelgeuse em cinco dias distintos, medindo o brilho da estrela.

“Nossas observações de Betelgeuse com STEREO confirmam que a estrela está escurecendo novamente. Betelgeuse normalmente passa por ciclos de brilho que duram cerca de 420 dias e, como o brilho mínimo anterior foi em fev/2020, esse novo escurecimento chegou mais de um ano antes do previsto”, afirmou Dupree, que pretende olhar para Betelgeuse com o STEREO em 2021, durante o brilho máximo da estrela, para observar explosões inesperadas.

Os resultados da pesquisa foram publicados nesta quinta-feira no The Astrophysical Journal. As medições do STEREO estão no The Astronomer’s Telegram desde 28 de julho.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

'Vai comprar lá na Venezuela', rebate presidente a apoiador que reclamou de preço do arroz

O presidente Jair Bolsonaro rebateu neste domingo (25), durante passeio de moto por Brasília, crítica de apoiador sobre a alta do preço do arroz. No momento em que saia da Feira Permanente do Cruzeiro, região administrativa …

Espanha, Itália e França ampliam restrições em fim de semana com recorde de casos da Covid-19

Os líderes europeus intensificam as medidas de combate à pandemia do coronavírus, depois da alta de 42% de novos casos da Covid-19 em uma semana. A Itália reforçou neste domingo as medidas de restrição …

Pistachio, o cãozinho filhote que nasceu com pelo verde na Itália

O fazendeiro italiano Cristian Mallocci esperava uma ninhada normal de cachorros de sua cadelinha labradora. Entretanto, ao ver os filhotinhos que nasceram, ele percebeu que um era um pouquinho diferente. ‘Pistachio’, como foi nomeado posteriormente, …

Fóssil de pterossauro nunca antes visto de 100 milhões de anos é descoberto na China

Um novo gênero e uma nova espécie de pterossauro dsungaripterídeo, que viveu durante o Cretáceo Inferior, foram catalogados na China após análise de uma mandíbula inferior incompleta. Pterossauros eram répteis voadores que viveram simultaneamente com os …

A consciência é um campo energético: afirma estudo

Uma nova ideia incomum em neurociência sugere que nossa consciência é derivada de um campo de ondas eletromagnéticas emitidas pelos neurônios quando disparam suas cargas elétricas. A ideia é que essas ondas de atividade elétrica sejam …

Pais gays viram alvo de investigações na Rússia

Alguns anos atrás, o advogado Vladimir (nome modificado), morador de uma grande cidade russa, decidiu ter um filho com o auxílio de uma mãe de aluguel. Sua família inteira ficou contente quando uma menina nasceu. …

Líbano: Saad Hariri volta ao posto de primeiro-ministro para formar novo governo

Saad Hariri foi nomeado novamente primeiro-ministro do Líbano, com o desafio de chegar a um acordo com as várias forças políticas do país e formar um governo capaz de realizar as reformas necessárias para …

Alunos incentivam câmeras ligadas para que professores não ‘falem’ com telas em branco

Para amenizar a sensação de solidão de professores em aulas online, alunos norte-americanos começaram a usar o TikTok para incentivar mais estudantes a abrirem as câmeras durante encontros educacionais à distância. A usuária da rede social …

Identificada a causa da maior extinção em massa na história da Terra

A vida na Terra tem uma história longa, mas também extremamente turbulenta. Em mais de uma ocasião, a maioria de todas as espécies foi extinta e uma biodiversidade já altamente desenvolvida reduziu para um mínimo …

Cães farejadores de covid: eficazes e baratos, mas esnobados

A Europa está em pânico em meio ao segundo surto de covid-19, com taxas de contágio explodindo e os PIBs despencando. A Bélgica acaba de anunciar que não mais testará cidadãos assintomáticos, mesmo que tenham …