ALMA faz a melhor imagem real já registrada da estrela Betelgeuse – e desvenda sua superfície

ALMA (ESO/NAOJ/ NRAO) / E. O'Gorman / P. Kervella

Imagem real da estrela Betelgeuse

Imagem real da estrela Betelgeuse

A Alpha Orionis, também conhecida como Betelgeuse, é uma das estrelas mais brilhantes que pode ser vista da Terra. A gigante vermelha é mais jovem que o Sol, mas sua vida está correndo rapidamente: ela já atingiu um estágio que o Sol só deve atingir daqui a alguns bilhões de anos. Novas imagens da estrela podem ajudar a revelar alguns segredos dessa maturação acelerada.

O Atacama Large Millimiter Array Telescope (ALMA) foi o responsável por captar a primeira imagem da superfície da estrela. Isso significa que os astrônomos e entusiastas espaciais têm a imagem com maior resolução de todas da gigante vermelha, segundo informações do Observatório do Sul da Europa (ESO).

Além de ser fascinante pelo brilho avermelhado, a Betelgeuse também impressiona porque brilha tão forte mesmo sendo tão jovem. Ela tem apenas 8 milhões de anos, o que significa que ela é 500 vezes mais jovem que o Sol.

Seu raio é 1.400 vezes maior que o Sol. Se ela estivesse no sistema solar da Terra, sua gravidade seria forte suficiente para engolir todos os planetas até a órbita de Júpiter.

A estrela está a apenas 600 anos-luz da Terra, e em breve (em termos astronômicos) deve se transformar em uma supernova que será visível da Terra mesmo durante o dia.

Uma pesquisa anterior realizada pelo Very Large Telescope (VLT) da ESO mostrou que a estrela está envolta por uma grande quantidade de gases e que tem uma enorme bolha borbulhando em sua superfície, que frequentemente fica tão grande que chega a ter o tamanho aproximado da própria estrela.

O VLT captou informações que ajudaram a explicar a enorme liberação de gás e poeira do Betelgeuse, e agora o ALMA conseguiu detectar o aumento de temperatura localizado que torna a superfície da estrela desigual.

A sensibilidade do sistema de detecção do ALMA permite que informações mais refinadas sejam obtidas. Isso porque, ao contrário de vários telescópios que observam luzes visíveis, a coleção de 66 antenas que compõem o ALMA detectam comprimentos de onda de rádio e consegue penetrar nos gases e poeira que atrapalham outras observações.

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A imagem que o ALMA capturou acima era a aparência que essa estrela tinha há 600 anos atrás. Essa luz partiu daquele sol por volta de 1.417!

    Tomara que nos próximos anos, as últimas tecnologias a equiparem os telescópios chamados “ultra large”, possam melhorar mais e mais essas imagens.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Trump fecha acordo e sinaliza fim da "guerra fiscal" com a China

Na última quarta-feira, os Estados Unidos e a China firmaram um acordo que pode ser o primeiro passo para o fim da chamada “guerra comercial” entre as potências. O pacto, que foi anunciado em dezembro do …

YouTube vincula anúncios em vídeos controversos sobre mudanças climáticas

Uma notícia deixou algumas empresas anunciantes do YouTube surpresas. Segundo estudo feito pela Avaaz, a plataforma de vídeos da Google tem vinculado anúncios de grandes companhias em vídeos que têm como propósito desinformar as pessoas …

Premiê renuncia após Putin propor reformas constitucionais

Líder russo propõe pacote de mudanças com as quais, segundo críticos, poderia permanecer no poder após fim do mandato. Premiê Medvedev renuncia com todo o gabinete para "abrir espaço" às reformas. O presidente da Rússia, Vladimir …

Musculação: detonando o grande mito da nutrição para ganhar massa muscular

Dietas com alto teor de carboidratos costumam ser recomendadas como parte de protocolos de exercícios para melhorar a recuperação e aumentar o desempenho. No entanto, pesquisas recentes tem mostrado que os carboidratos talvez não ajudem …

Austrália: aviões jogam alimentos para animais sobreviventes dos incêndios

Os incêndios que ardem por toda a Austrália desde setembro do ano passado vem atingindo e ameaçando a vida dos animais locais não só diretamente – mais de 500 milhões de animais já morreram por …

"Democracia em Vertigem", de Petra Costa, é indicado ao Oscar

A Academia de Artes e Ciências cinematográficas anunciou nesta segunda-feira (13) os indicados ao Oscar. “Democracia em Vertigem”, da brasileira Petra Costa, foi indicado ao prêmio de melhor documentário. "Dois Papas", o filme de Fernando Meirelles …

Arquivos sobre OVNIs poderiam 'danificar seriamente' segurança dos EUA, segundo Marinha americana

Marinha dos EUA considera que abertura de arquivos sobre OVNIs poderia causar sérios danos à Segurança Nacional, enquanto reconhece existência de OVNIs. Enquanto conspiracionistas acreditam que as Forças Armadas americanas utilizam tecnologia alienígena para o desenvolvimento …

Crise do 737 Max faz Boeing registrar perda de produção recorde

Pela primeira vez em décadas, a Boeing terminou o ano com pedidos negativos de produção de aviões comerciais. No final de 2019, a gigante aeroespacial registrou cancelamentos de 87 unidades, o que significa mais baixas …

Temperatura dos oceanos bate recorde em 2019, diz estudo

Calor absorvido pelos mares nos últimos 25 anos equivale ao gerado por 3,6 bilhões de bombas como a de Hiroshima. Aquecimento disparou nas últimas décadas, o que, segundo cientistas, é "prova do aquecimento global". Em 2019, …

Homem é preso em Israel acusado de manter 50 mulheres e crianças como escravos

A polícia israelense prendeu esta semana em Jerusalém um homem acusado de ter mantido dezenas de mulheres e crianças em cativeiro. Essa é a segunda vez que esse judeu ortodoxo, que se apresentava como …