FBI acredita que equipe de Trump coordenou com a Rússia ataques a Hillary

Pete Marovich / POOL / EPA

-

O FBI acredita que pessoas do círculo próximo de Donald Trump estiveram em contato com os russos durante a campanha eleitoral passada  pela Casa Branca para coordenar a publicação de material contra Hillary Clinton.

Segundo funcionários norte-americanos que falaram sob a condição de anonimato à CNN, várias pessoas associadas ao Presidente dos Estados Unidos “possivelmente” tiveram como objetivo coordenar a divulgação de informações prejudiciais à campanha da candidata democrata.

O diretor do FBI, James Comey, compareceu na segunda-feira no Congresso, onde confirmou que a polícia federal norte-americana investiga a suposta ingerência do Kremlin nas eleições presidenciais, bem como os possíveis contatos entre o círculo de Trump e os russos.

“Isso inclui investigar a natureza de qualquer vínculo entre indivíduos associados à campanha de Trump e o Governo russo e se houve alguma coordenação entre a campanha e os esforços da Rússia”, assinalou James Comey.

O FBI continua revendo registros de viagens, informação dos serviços secretos, registros telefônicos e dados de reuniões. Questionada pela CNN, a Casa Branca não quis comentar, embora na segunda-feira tenha negado a existência de provas da suposta conspiração eleitoral entre a campanha de Trump e o Kremlin.

O porta-voz da Casa Branca Sean Spicer salientou que investigar essa presumível conivência entre a equipe de Trump e a Rússia e “ter provas disso são duas coisas diferentes”.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Bomba-H da Coreia do Norte seria 17 vezes mais poderosa que a de Hiroshima

Dados de satélite japonês forneceram detalhes do teste de uma arma termonuclear, realizado em 2017, indicando que sua explosão teria sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou …

Aquecimento global afetará saúde das novas gerações, diz relatório

Um relatório publicado nesta quinta-feira na revista científica The Lancet, a poucas semanas da conferência internacional para o clima (COP25), alerta para os riscos sanitários relacionados ao aquecimento global e às emissões de gás carbônico. O …

Estudante abre fogo em escola na Califórnia

Ao menos duas pessoas morreram e outras três ficaram feridas depois que um aluno abriu fogo nesta quinta-feira (14/11) numa escola secundária no sul da Califórnia, nos Estados Unidos, causando pânico entre estudantes e funcionários. …

Governo italiano deve decretar estado de catástrofe natural em Veneza

Metade da cidade está debaixo d’água, atingida pela pior cheia em 53 anos. O nível subiu 187 cm na terça-feira (12), o segundo mais alto desde 1966. A situação levou o governo a decidir decretar …

Oxigênio descoberto em Marte intriga cientistas da NASA

Padrão de comportamento do oxigênio recém-descoberto pelo rover Curiosity, da NASA, é tão diferente que os cientistas não conseguem desvendá-lo através dos processos químicos conhecidos pela ciência. A agência espacial norte-americana divulgou os resultados da análise …

O misterioso "Monstro Tully" acaba de ficar ainda mais esquisito

Um fóssil de 300 mil anos descoberto na década de 1950 no estado de Illinois (EUA) tem gerado muitas discussões entre cientistas. Batizado de Tullimonstrum, ou Monstro Tully, ele se parece com uma lesma. Mas …

Com asilo a Evo Morales, diplomacia mexicana dá passo à esquerda

México assume liderança esquerdista na América Latina ao receber o ex-presidente boliviano. Para analistas, medida desvia atenção de problemas internos, mas é jogo perigoso diante da dependência econômica dos EUA. A viagem de Evo Morales ao …

Incêndios florestais matam quatro pessoas e centenas de cangurus na Austrália

O número de vítimas pelos incêndios no leste da Austrália, onde 140 focos ainda continuam ativos, subiu para quatro nesta quinta-feira (14), com a descoberta de um cadáver perto da cidade de Kempsey, em Nova …

Holanda reduzirá limite de velocidade para combater poluição

O governo da Holanda reduzirá o limite máximo de velocidade nas rodovias do país como parte de uma série de medidas para combater as emissões de óxido de nitrogênio, geradas em grande parte por veículos …

A polêmica sobre campos de extermínio nazistas que opôs a Polônia ao Netflix

O primeiro-ministro da Polônia, Mateusz Morawiecki, enviou uma carta ao Netflix insistindo em mudanças no documentário The Devil Next Door (o diabo ao lado), sobre campos de extermínio nazistas. Na carta enviada no domingo, 10, e …