FMI prevê crescimento global menor em 2018 e 2019 devido a guerra comercial

O Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciou nesta terça-feira (9) ter reduzido para 3,7% sua previsão de crescimento da economia global para 2018 e 2019 – em dois décimos percentuais em relação às estimativas feitas em julho.

O motivo da revisão dos números para baixo é a guerra comercial entre Estados Unidos e China, países que também tiveram suas perspectivas rebaixadas pelo FMI para o próximo ano.

“O impacto das políticas comerciais e as incertezas estão se tornando mais evidentes em nível macroeconômico, enquanto os dados que são acumulados parecem apontar para um prejuízo de empresas”, afirmou Maurice Obstfeld, economista-chefe do FMI, ao apresentar o relatório Perspectivas Econômicas Globais em Bali, na Indonésia, no evento anual da entidade.

Maior economia do mundo, os Estados Unidos crescerão em linha com o esperado em 2018 (2,9%), segundo os cálculos do Fundo, mas em 2019 sua a expansão será menor, de 2,5%, dois décimos abaixo do anunciado em julho.

Obstfeld explicou que “a projeção de 2019 dos EUA foi rebaixada devido às recentemente aplicadas sobretaxas em uma ampla categoria de importações da China”, assim como às represálias adotadas pelo país asiático.

Para a China, além disso, o crescimento de 2018 foi mantido em 6,6% pelas previsões do FMI, mas no ano que vem cairá para 6,2%, também dois décimos a menos que o calculado três meses atrás.

As revisões para baixo são generalizadas no mundo todo, segundo Obstfeld. “O crescimento mostrou-se menos equilibrado que o esperado“, frisou.

Em relação ao Brasil, o FMI também previu um crescimento menor que o estimado na última análise – de 1,4% em 2018 e 2,4% em 2019, quatro décimos e um décimo, respectivamente, abaixo dos cálculos de julho.

O Fundo justificou a revisão pelo impacto da greve dos caminhoneiros em maio, que afetou praticamente todos os setores da economia, especialmente a indústria e os serviços; e pelas condições externas do mercado financeiro.

O pessimismo dos analistas foi ainda maior em relação à Argentina, cuja economia tinha crescido 2,9% em 2017 e, segundo o FMI, sofrerá uma queda de 2,6% em 2018.

Outra redução acentuada, de acordo com o FMI, ocorrerá na Turquia, que passará de um crescimento de 3,5% no ano passado para um de 0,4% em 2018, após a forte volatilidade da lira.

O conjunto da zona do euro teve suas projeções para 2018 reduzidas em dois décimos, para 2%, devido a “um arrefecimento das exportações, a menor demanda de petróleo devido à alta dos preços e a persistente incerteza em relação ao brexit”.

Ciberia // EFE

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As plataformas de gelo da Antártida “cantam” (e é bizarro)

A União Americana de Geofísica publicou um vídeo da plataforma de gelo Ross, na Antártica, “cantando”. Os tons sísmicos podem ser usados para monitorar as alterações nas plataformas de gelo. Exploradores polares registraram sons extraordinários ao examinar como …

Graffiti pode revelar a verdadeira data da erupção que destruiu Pompeia

Na terça-feira (16), as autoridades italianas anunciaram que a erupção vulcânica que destruiu a cidade romana de Pompeia, em 79 a.C., pode ter acontecido dois meses mais tarde do que pensavam os cientistas. Até agora, pensava-se …

Crianças com até 2 anos são as que mais usam aplicativos

Mais de metade das crianças com menos de 8 anos usa aplicativos como entretenimento e as crianças que mais usam os dispositivos eletrônicos têm até 2 anos. Segundo o estudo “Happy Kids: Aplicativos Seguros e Benéficos para Crianças”, do …

Mineral ultra-raro é descoberto em antiga cratera de meteorito na Austrália

Um mineral ultra-raro que se forma apenas quando rochas espaciais atingem a crosta terrestre com uma enorme pressão foi encontrado na Austrália. Até o momento, em todo o planeta, só foram encontrados seis exemplares desse …

Rede de trilhas de 18 mil km começa a ser construída no Brasil

O governo federal criou nesta sexta-feira (19) a Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso e Conectividade (Rede Trilhas), formada por quatro grandes corredores interligando paisagens naturais no país por onde milhões de pessoas poderão …

Jornalista saudita teria sido desmembrado ainda vivo; durou sete minutos

Jamal Khashoggi, o jornalista saudita desaparecido desde 2 de outubro, teria sido torturado durante sete minutos e desmembrado ainda vivo no interior do consulado da Arábia Saudita, em Istambul, revela a imprensa turca. O jornal turco …

Candidatos têm propostas antagônicas para direitos humanos

Os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) que disputam, no próximo dia 28, o segundo turno das eleições presidenciais deste ano, defendem diferentes pontos de vista sobre direitos humanos. Apesar de os dois citarem …

Eleita a 1ª deputada indígena do Brasil, Wapichana promete ser resistência

Combater as "ameaças" aos direitos dos povos indígenas será um dos principais desafios de Joênia Wapichana, a primeira mulher indígena na história a ser eleita para ocupar uma cadeira na Câmara dos Deputados. A adoção do …

Acessível e sustentável, parque suspenso em meio a Mata Atlântica é inaugurado em São Paulo

São Paulo e região metropolitana sofrem com a escassez de áreas verdes. O deficit acarreta na falta de opções de lazer e aumenta os efeitos da poluição. Por isso, é ótima a notícia de que São …

Com juristas, Haddad chama campanha anti-PT de “tentativa de fraude"

Na presença de vários juristas, o candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, chamou nesta quinta-feira (18) de “tentativa de fraude eleitoral” as denúncias publicadas sobre a suposta existência de um grupo de …