Por que cientistas querem tanto provar que Einstein e Galileu estavam errados

Belem.marvilla / Wikimedia

Albert Einstein

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que os gênios estavam corretos.

Foi o que aconteceu com um novo experimento superpreciso conduzido por um grupo internacional de pesquisadores, incluindo cientistas do Centro Nacional de Estudos Espaciais da França e da Agência Espacial Europeia.

Por que os cientistas estão tão determinados a provar que Einstein e Galileu estavam errados? Por causa das inconsistências na nossa compreensão do universo.

“A mecânica quântica e a relatividade geral, que são as duas teorias básicas a partir das quais toda a física é construída hoje, ainda não estão unificadas”, explicou o principal autor do estudo, Peter Wolf, diretor do Centro Nacional de Pesquisa Científica de Paris, ao Live Science.

Além disso, enquanto os pesquisadores pensam que o universo é composto principalmente de matéria escura e energia escura, não conseguimos detectar essas substâncias até hoje.

“Se vivemos em um mundo onde há matéria escura ao redor que não podemos ver, isso pode ter uma influência no movimento dos objetos. Essa influência seria muito pequena, mas estaria lá mesmo assim. Portanto, se os cientistas vissem objetos caírem em taxas diferentes, isso poderia ser uma indicação de que estamos realmente observando o efeito da matéria escura”, acrescentou Wolf.

Dita a história que, no século XVII, Galileu subiu na Torre de Pisa e derrubou duas balas de canhão de tamanhos diferentes do alto do monumento a fim de provar sua teoria de que os objetos cairiam a mesma taxa de velocidade, não importa a sua massa. Esse entendimento mais tarde foi atualizado por Einstein em sua teoria da relatividade.

Agora, depois de passar dois anos derrubando dois objetos de massa diferente em queda livre a partir de um satélite, os pesquisadores confirmaram que eles caem a uma taxa dentro de somente dois trilionésimos de 1% um do outro.

Ambos os objetos eram cilíndricos, um feito de titânio e o outro de platina, e estavam suspensos em um campo magnético. Eles “caíram” por 100 a 200 horas a cada experimento, e sua velocidade foi deduzida a partir das forças que os pesquisadores precisavam aplicar para mantê-los no lugar dentro do satélite.

A equipe de cientistas concluiu que os objetos caíram a quase exatamente na mesma taxa toda vez (o que prova que Galileu estava certo), mesmo tendo sido derrubados em momentos diferentes (o que prova que Einstein estava certo).

Conforme já comentamos, esta não é a primeira que pesquisadores desafiam Galileu e Einstein. O novo teste, no entanto, foi uma ordem de magnitude mais sensível do que os anteriores. Isso não significa que desistiram.

Por enquanto, a equipe só divulgou 10% dos dados coletados durante estes dois anos. Eles planejam fazer novas análises no restante. Um artigo sobre a pesquisa foi publicado na revista científica Physical Review Letters.

Além disso, já estão formulando experimentos similares duas ordens de magnitude mais sensíveis, bem como em escalas minúsculas, por exemplo, com átomos individuais de tipos diferentes.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Viagem aos anos 90: Airbnb abrirá reservas para pernoites na última Blockbuster

Quem viveu o boom das locadoras nos anos 90 sabe que ir até uma Blockbuster ou redes semelhantes de VHS e DVDs era um verdadeiro programa de final de semana: a experiência de assistir a …

Joe Biden escolhe Kamala Harris como candidata a vice

Senadora eleita pela Califórnia pode se tornar a primeira mulher vice-presidente dos Estados Unidos, caso chapa democrata derrote Donald Trump em eleição de novembro. O candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira …

Bilionários do Vale do Silício apostam em bunkers para vencer fim do mundo

Esqueça a vida no espaço: bilionários do Vale do Silício estão se preparando para o apocalipse comprando bunkers. A parte mais abastada da população mundial tem se mostrado interessada em adquirir “buracos na terra” equipados para …

Presidente russo Vladimir Putin anuncia registro de 1ª vacina contra COVID-19

Nesta terça-feira (11), o presidente Vladimir Putin anunciou o registro da primeira vacina russa contra a COVID-19. "Tanto quanto sei, nesta manhã foi registrada, pela primeira vez no mundo, uma vacina contra a COVID-19", disse o …

O planeta anão Ceres é um Oceano, afirmam cientistas

O planeta anão Ceres — há muito considerado uma estéril rocha espacial — é um mundo oceânico com reservatórios de água marinha sob sua superfície, descobriu uma grande missão de exploração que divulgou seus resultados …

Líder da oposição de Belarus deixa o país

Ministro da Lituânia afirma que Svetlana Tikhanovskaya "está em segurança” no país vizinho. Regime de Alexander Lukansheko, no poder desde 1994, vem reprimindo protestos que acusam governo de fraudar eleições. O ministro das Relações Exteriores da …

Jovem negro é morto no dia do aniversário por PM que achou que ele fosse atirar

Nesse domingo (9), Rogério Ferreira da Silva Júnior comemorava o seu aniversário de 19 anos dando um rolê de moto. Enquanto passava pela Avenida dos Pedrosos, na Zona Sul de São Paulo, foi perseguido por …

Bill Gates opina sobre compra do TikTok pela Microsoft: “cálice envenenado”

Embora esteja afastado desde março do conselho de diretores da Microsoft, Bill Gates, cofundador e atual consultor de tecnologia da companhia, não deixa de estar atento às recentes notícias de que a gigante de Redmond …

Plataforma de gelo no Canadá quebra e cria iceberg pouco menor que Vitória, do Espírito Santo

Após um aquecimento de cerca de 9 ºC nas últimas décadas, a Milne, considerada "a última plataforma de gelo completa" no mundo, perdeu uma grande parte, formando um iceberg. Uma das maiores plataformas de gelo no …

Cientistas propõe adicionar drogas psicoativas na água potável

Pesquisadores do Reino Unido propuseram uma idéia radical para reduzir a taxa de suicídios: incluir o medicamento psicoativo lítio — um estabilizador de humor — na água potável da população. Parece uma idéia completamente radical, mas …