Freira contesta virgindade de Maria e é ameaçada de morte

2e0e95de8332d70f699c17cefb9d2af5-783x450.jpg

Uma freira espanhola recebeu ameaças de morte depois de ter dito, num programa de televisão, que acredita que a Virgem Maria e José faziam sexo.

As declarações foram condenadas pela Igreja e levaram a religiosa a pedir desculpas, mas não sem repetir o que tinha dito e sublinhar que o “sexo é uma bênção”.

A freira Lucía Caram, uma monja dominicana, foi ao programa “Chester In Love”, do canal espanhol Cuatro TV, falar de sexo e não teve papas na língua.

Quando o apresentador Risto Mejide lhe perguntou sobre a virgindade de Maria, a irmã Lucía respondeu que acreditava que ela fazia sexo com José.

“Creio que Maria estava apaixonada por José e que eram um casal normal, e o normal é fazer sexo. Custa a crer e a digerir. Ficamos agarrados a normas que inventámos sem chegar à mensagem verdadeira”, atirou esta freira que é conhecida pelas suas opiniões contra a corrente da Igreja.

A irmã Lucía disse ainda, que a história da virgindade de Maria não tem “credibilidade” e que “tem que haver uma revolução” porque “as Igrejas estão vazias”.

 

Críticas, ameaças de morte e a condenação da Igreja

Estas declarações despoletaram muitas críticas e a freira até já recebeu ameaças de morte. Foi também lançada uma campanha no site Change.org pedindo à Congregação para a expulsar, considerando que está em causa “um escândalo gravíssimo” e uma “afronta à fé católica”.

Até a publicação deste artigo, a petição já tinha sido assinada por mais de 14 mil pessoas.

Entretanto, o bispo da diocese de Vic, onde se situa a Congregação a que a freira pertence, condenou as declarações, notando que “não são conformes com a fé da Igreja”.

“Faz parte da fé da Igreja, desde o início, que Maria foi sempre virgem e que esta verdade de fé foi recolhida e definitivamente proclamada pelo Concílio de Constantinopla, sendo o primeiro dogma mariano compartilhado por católicos e cristãos ortodoxos”, salienta o bispo num comunicado.

Perante a onda de críticas, a irmã Lucía sentiu-se obrigada a esclarecer as suas declarações e a fazer um pedido de desculpas público, por meio de uma nota à impressa que é transcrita na íntegra pelo site Catalunyareligio.cat.

“Se alguém se sentiu ofendido, peço desculpas”, destaca a freira, mas não sem repetir as mesmas ideias que defendeu no programa de televisão.

“Falei de sexo como uma bênção quando se vive sem egoísmos e com respeito pelo outro e manifestei a minha fidelidade à opção de vida que escolhi, vivendo a virgindade como uma opção que se antepôs às dificuldades, pela força da vocação e da missão”, escreve a irmã Lucía.

“Manifestei, como creio, que Maria estava, certamente, apaixonada por José e acredito que ela era uma mulher plena, como demonstra a sua presença discreta, mas contundente nos Evangelhos”, acrescenta.

“Quis manifestar que não me escandalizaria se tivesse tido uma relação de parceira com José, o seu esposo, e creio que tudo isto entra no mistério, no depósito da fé, e também de uma fé que uns vivem e aceitam simplesmente e outros, sem menos simplicidade, com a fé que também procuramos entender”, conclui a freira dominicana.

Ela reafirma também a sua “fidelidade e amor à Igreja, ao Evangelho e ao projeto de Jesus” e sublinha a “certeza de que o sexo não é sujo, nem algo condenável e que o matrimônio e o sexo são uma bênção”.

No seu perfil no Twitter, onde é particularmente ativa, a irmã Lucía também comentou o caso, assegurando que as suas palavras não a distanciam “da fé, nem da comunhão com a Igreja”.

A irmã Lucía nota ainda a sua preocupação com o que diz ser uma “leitura fragmentada, ideológica e perversa que alguns martelos de hereges, sedentos de vingança e animados pelo ódio” fizeram das suas palavras, reagindo com “calúnias” e “ameaças sérias” à sua própria vida.

E, a título de mensagem final, reforça que “somos homens e mulheres, livres para amar, e chamados para servir de diversos modos”. No caso dela, diz que está ao serviço dos “mais pobres”.

Uma freira com “cojones

A irmã Lucía é a mais conhecida das freiras espanholas, especialmente pelas suas posições controversas. Num outro programa de televisão, defendeu que ninguém pode condenar se duas pessoas homossexuais resolverem casar.

O jornal La Vanguardia fala dela como uma “monja dominicana que tem tudo menos pêlos na língua” e é conhecida como a “freira cojonera. “Se me chamam monja cojonera, é porque os toco”, disse numa outra entrevista a propósito disso.

Com vários livros publicados e com índices de vendas bem generosos, a irmã Lucía assume, no seu perfil do Twitter, que é “uma freira inquieta e inquietante” que só tenta “ser feliz e fazer felizes os demais”.

A religiosa de 49 anos é considerada uma ativista social, na Espanha, particularmente preocupada com os direitos das crianças e é fã do Barcelona, não se inibindo de celebrar no Twitter os gols de Messi.

No programa de televisão que despoletou toda a polémica, a freira também admitiu que já esteve apaixonada e que só não teve uma relação amorosa com um homem para “ficar absolutamente livre para a causa” religiosa.

Na sua típica frontalidade, não se esquivou a falar de assuntos mais íntimos relacionados com a sua sexualidade. “Assim como te disse que sou virgem e que nunca tive relações sexuais, também te digo que não me masturbo“, confessou a irmã Lucía.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Japão lembra 75 anos de bomba de Hiroshima e pede união contra armas nucleares

Esta quinta-feira (6) marca o 75º aniversário do primeiro ataque com bomba atômica do mundo. Cerca de 140 mil pessoas morreram no bombardeio à cidade japonesa, realizado pelo Estados Unidos no fim da Segunda Guerra …

Donald Trump determina bloqueio do TikTok e WeChat nos EUA em 45 dias

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump assinou na noite de ontem (6) uma ordem executiva determinando o fim de relações com as empresas responsáveis pelos apps TikTok e WeChat no país norte-americano. Em comunicado emitido …

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …

Macron visita Beirute devastada e cobra reformas no Líbano

Presidente francês visita local da explosão e ouve apelos por mudanças por parte da população, para quem o desastre é consequência de anos de corrupção, caos público e má gestão. O presidente da França, Emmanuel Macron, …

Após ser engolido, besouro consegue escapar do intestino dos sapos

Uma pesquisa mostrou que o besouro aquático Regimbartia attenuata tem a capacidade de sobreviver ser engolido por um sapo. Todos já ingerimos coisas que parecem querer sair correndo de dentro de nós, mas deve ser muito …

Disney+ chegará à América Latina em novembro

Ao divulgar que ultrapassou a marca de 60 milhões de assinantes, a Disney também reforçou uma informação que traz esperança a muita gente: o Disney+ deve mesmo chegar à América Latina em novembro. A informação foi …

China exorta Trump a não abrir 'caixa de Pandora' com aquisição do TikTok

China apela aos EUA que não abram a caixa de Pandora, exigindo vender a companhia TikTok, eles serão os próprios culpados pelas consequências, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin. O presidente …

Twitter bloqueia conta oficial de campanha de Trump

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (5) ter bloqueado temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por conta de um tuíte que continha informação equivocada sobre a …

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …