Governo britânico perde milhares de documentos oficiais da história do Reino Unido

Milhares de documentos oficiais do Governo britânico, alguns deles com informações sensíveis sobre episódios controversos da história do Reino Unido do século XX, desapareceram dos Arquivos Nacionais.

Segundo o The Guardian, entre o material desaparecido figuram documentos sobre a Guerra das Malvinas ou sobre o conflito na Irlanda do Norte.

O diário britânico salienta que os documentos foram levados dos Arquivos Nacionais por funcionários do executivo britânico para Whitehall (edifícios governamentais), dando, posteriormente, conta do desaparecimento.

Outra documentação que não foi possível recuperar, acrescenta o jornal, contém dados sobre o mandato colonial britânico da Palestina, provas da vacina contra a poliomielite ou sobre a disputa territorial mantida entre o Reino Unidos e a Argentina sobre as Malvinas (ou Falkland).

Em alguns casos, ninguém do Governo britânico sabe a razão de a documentação ter sido retirada dos Arquivos nacionais, como se perdeu ou mesmo se existem cópias.

Em outros casos, foram retirados documentos específicos de algumas pastas, sem que se saiba quais ou sobre que tema.

Segundo o jornal britânico, em 2015, vários funcionários do Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico (Foreign Office) tiraram um “pequeno número de documentos de um ficheiro” que armazenava informação sobre o assassinato, em 1978, do jornalista búlgaro dissidente Georgi Markov, morto a tiros quando atravessava a ponte de Waterloo, em Londres. Essa documentação foi “também foi extraviada”, salienta o The Guardian.

Questionado pelo jornal sobre o desaparecimento da documentação, o Foreign Office indicou ter conseguido recuperar a “maioria” dos documentos, devolvendo-os aos Arquivos Nacionais, admitindo, porém, que “ainda existem alguns” desaparecidos.

Segundo fontes dos Arquivos, alguns dos documentos estão dados como perdidos depois de terem sido “emprestados” a vários departamentos governamentais.

O The Guardian realça que o desaparecimento dos ficheiros põe em causa a facilidade com que os diferentes ministérios podem requisitar documentos oficiais sem que, depois, sejam devolvidos.

“Os Arquivos Nacionais enviam regularmente aos departamentos governamentais listas com os ficheiros disponibilizados”, disse ao The Guardian um porta-voz oficial da instituição, com sede no bairro de Kew, no sudoeste de Londres.

O porta-voz acrescentou que os Arquivos Nacionais britânicos “pedem encarecidamente” aos ministérios que devolvam os documentos “com rapidez”, sem especificar que eles tenham obrigação de fazê-lo.

Ciberia, Lusa // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Harry diz estar triste por deixar deveres reais

O príncipe Harry falou neste domingo (19/01) de sua tristeza por ser obrigado a desistir de seus deveres reais em um acordo com a família real britânica, dizendo não haver outra opção se ele e …

Ultrassom destrói células cancerosas

Cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia e do Instituto de Pesquisa Beckman da Cidade da Esperança desenvolveram uma técnica de ultrassom direcionado de baixa intensidade que mata células cancerígenas sem afetar as células saudáveis …

Robôs são maior ameaça à humanidade que mudança climática, segundo especialista

Especialista em inteligência artificial acredita que robôs podem ser hackeados por terroristas, além de outros problemas, tornando-os potencialmente perigosos para o homem. Se por um lado a tecnologia pode ajudar o homem em suas tarefas do …

Sem capacidade para reciclar, Malásia devolve lixo para países desenvolvidos

A Malásia devolveu 150 contêineres de lixo ilegal para seus países de origem. Entre eles estão os Estados Unidos, a França, o Reino Unido e o Canadá, anunciaram as autoridades nesta segunda-feira (20). Segundo …

Defesa de Trump diz que processo de impeachment é ilegal

Em primeira manifestação formal desde o início do julgamento do presidente, defesa acusa oposição democrata de tentar interferir nas eleições de 2020. Os advogados do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disseram neste sábado que o …

Cidade de interior de SP inicia tarifa zero no transporte público

Enquanto diversas capitais ao redor do país aumentam o valor das passagens no transporte público, algumas outras cidades pensam diferente. Se o transporte coletivo gratuito parece um sonho inalcançável e utópico, algumas administrações públicas buscam maneiras …

Quantos anos de vida saudável os ricos ganham em relação aos pobres?

Um novo estudo europeu e americano descobriu que os ricos possuem cerca de nove anos de vida saudável a mais do que os pobres. A pesquisa foi bastante abrangente – os cientistas analisaram dados de mais …

O país sul-americano que deve crescer 14 vezes mais que a China neste ano

A Guiana ganhou na loteria e está prestes a resgatar o prêmio. Seus vizinhos, especialmente a Venezuela, aguardam intrigados para saber em que ela vai gastar. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a economia …

Portugal supera marca histórica de 500 mil imigrantes residindo no país; brasileiros são a maioria

Portugal atingiu um número recorde de imigrantes vivendo no país. O anúncio foi feito pelo governo nesta quarta-feira (15), durante debate no Parlamento sobre o Orçamento de Estado para 2020. "Os dados preliminares levam a dizer …

Papa Francisco nomeia primeira mulher para cargo de alto escalão no Vaticano

Pela primeira vez, uma mulher ocupará um cargo de alto nível no Vaticano. O Papa Francisco nomeou Francesca Di Giovanni para a função de vice-ministra da Secretaria de Estado da Santa Sé, órgão equivalente ao …