Hábitos online em um mundo integrado pela internet podem ferir o meio ambiente

Quando pensamos no impacto da ação humana sobre o meio ambiente, normalmente nos referimos à poluição das indústrias, à extração e o consumo de combustível fóssil, ao despejo de lixo nos oceanos e outros grandes gestos – a verdade, porém, é que mesmo as menores ações podem ser poluentes, e até mesmo nosso comportamento online impacta a natureza e a saúde do planeta.

Sim, engana-se quem pensa que a internet é feita de vento: ela também consome energia, exige servidores e datacenters, e ajuda a ampliar a emissão de gases poluentes no planeta através das mensagens que enviamos, das músicas que ouvimos, das buscas que realizamos, e mais.

O ponto inicial da poluição provocada pelo uso da internet é mesmo o consumo de energia que cada uma dessas atividades exige: são alguns gramas de dióxido de carbono emitidos para rodas os dispositivos e fazer funcionar as redes sem fio.

Individualmente a quantidade é irrisória, mas o irrelevante se torna impactante quando posto à proporção da população mundial: atualmente cerca de 53,6% da população mundial está conectada, equivalente a 4,1 bilhão de pessoas transformando esses diminutos consumos de energia em gases do efeito estufa.

A isso se soma o consumo de energia dos servidores e datacenters que armazenam, processam e distribuem todo o conteúdo disponível na internet, e o que temos é um exemplo grandioso do tal impacto da ação humana sobre a natureza.

O carbono oriundo dos dispositivos, pelo uso da internet e dos sistemas de suporte da rede representam 3,7% das emissões de gases do efeito estufa em escala global. Trata-se do mesmo impacto produzido pela indústria da aviação, e a estimativa é que até 2025 as emissões da internet dobrem – num cálculo rápido, cada um de nós é responsável por 400g anuais de dióxido de carbono do 1,7 bilhão de toneladas estimada pela operação de tecnologias digitais. Algumas empresas vem alimentando seus datacenters com energia renovável, mas há muito que pode ser feito, inclusive em nível individual.

Trocar os aparelhos com menos frequência, utilizando cada um por mais tempo, já é uma mudança importante para reduzir a pegada de carbono digital, já que a fabricação e transporte dos smartphones e outros gadgets representam uma alta quantidade de emissão.

Mas mesmo no uso é possível reduzir o impacto: se um único e-mail pode representar 4g de CO2, evitar envios desnecessários se torna medida relevante. O mesmo vale para o envio de e-mails para vários endereços simultaneamente, ou trocar por um SMS também reduz o impacto. A mesma lógica se aplica de modo geral para o envio de mensagens pelo Whatsapp, e reduzir o uso de vídeos, áudios, músicas e mais pode também fazer toda diferença, em escala global, para a saúde do planeta.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Máscara com nariz de fora rende eliminação de exame e prisão de candidato

Um homem de 49 anos foi preso no Japão após se recusar a utilizar corretamente uma máscara facial durante um exame de admissão para faculdade. Ele foi desqualificado da prova e acabou tomando as notícias …

Esconderijo moedas de ouro medievais são descobertas em uma fazenda na Hungria

No século XVI, um ataque do Império Otomano pode ter levado húngaros em pânico a enterrar um estoque de valiosas moedas de prata e ouro. Agora, arqueólogos descobriram este tesouro enterrado em uma fazenda moderna …

Vacina covid-19. As respostas para as 10 perguntas mais procuradas sobre vacinação nas últimas 24 horas

A aprovação da CoronaVac (Sinovac/Instituto Butantan) e da CoviShield (FioCruz/Universidade de Oxford/AstraZeneca) representou um enorme avanço para conter a pandemia de covid-19, que já vitimou quase 210 mil brasileiros. Essas duas vacinas são as primeiras …

Satélites Starlink agora são invisíveis a olho nu, mas não para telescópios

Quando a SpaceX lançou as primeiras 60 unidades da rede Starlink em maio de 2019, a comunidade científica expressou preocupações, prevendo que as observações astronômicas seriam afetadas pelo brilho das unidades que compõe a constelação …

Sites de Apostas Legalizados no Brasil: fique atento

Com o crescimento dos sites de apostas esportivas, é preciso ficar atento a quais deles atuam de maneira legal no mercado e quais estão trabalhando ilegalmente. Infelizmente, os novatos no mundo das apostas podem acabar tendo …

Europa e EUA exigem que Rússia liberte Alexei Navalny

Detenção do ativista russo gera onda de condenações no Ocidente, sendo classificada como tentativa inaceitável de silenciar o crítico de Putin que foi alvo de envenenamento. Juiz determina prisão preventiva por 30 dias. A União Europeia, …

"O que vai curar a economia é a vacinação", diz economista do setor de comércio brasileiro

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) reduziu a previsão de crescimento do setor mesmo com o início da vacinação. Para discutir a questão, a Sputnik Brasil conversou com Fábio Bentes, …

Covid-19: Austrália não deve reabrir fronteiras antes de 2022

A Austrália não deve reabrir suas fronteiras para viajantes estrangeiros em 2021, apesar do avanço das campanhas de vacinação em todo o mundo. A afirmação é do secretário da Saúde, Brendan Murphy, um dos …

Burger King revela seu 1º sanduíche 100% vegano

As lojas britânicas do Burger King agora têm um sanduíche inteiramente vegano. Desde o último dia 11 de janeiro a rede de fast food disponibiliza em seu cardápio no país o Vegan Bean Burger, um …

Novo implante controla fome e pode substituir cirurgia bariátrica

Um implante simples de um dispositivo sem fio, que controla o apetite, pode substituir a cirurgia bariátrica. Ele foi criado por médicos e pesquisadores da Universidade A&M do Texas, EUA e pode ajudar na perda de …