Sanduíches prejudicam tanto o meio ambiente quanto os carros

O consumo anual de sanduíches tem o mesmo impacto negativo para o meio ambiente que o uso de mais de 8 milhões de carros. A conclusão vem do Reino Unido, em um estudo da Universidade de Manchester.

A pesquisa realizada por cientistas da universidade britânica analisou a pegada de carbono de 40 tipos diferentes de sanduíches, o tipo de alimento privilegiado pelos britânicos na hora do almoço.

O comunicado da Universidade de Manchester sobre o estudo cita dados da Associação Britânica do Sanduíche para notar que se consomem no Reino Unido, anualmente, 11,5 bilhões de sanduíches.

O consumo anual gera, “em média, 9,5 milhões de toneladas de dióxido de carbono” que equivalem ao “uso anual de 8,6 milhões de carros“, destaca a professora e pesquisadora Adisa Azapagic, da Escola de Engenharia Química e de Ciências Analíticas da Universidade de Manchester.

O estudo analisou todo o ciclo de vida dos sanduíches, desde a produção dos ingredientes, passando pela confecção e embalagem, até a refrigeração e ao desperdício.

As conclusões indicam que as piores sanduíches para o ambiente, em termos de pegadas de carbono mais altas, são as de carne de porco, que contêm bacon, presunto ou salsichas, e as que contêm queijo ou camarão.

Em termos de receitas de sanduíches analisados, as que têm mais impacto negativo são as feitas com ovos, bacon e salsichas, cujo processo, desde a produção ao consumo, gera efeitos negativos semelhantes aos de um carro circulando 19 quilômetros.

Já os menos prejudiciais, com menores emissões de gases de carbono, são os sanduíches caseiros simples de presunto e de queijo.

Os pesquisadores notam que a confecção dos sanduíches em casa “pode reduzir as emissões de carbono pela metade, em comparação com equivalentes pré-fabricados”.

A refrigeração dos sanduíches nos hipermercados, bem como a embalagem e o transporte, aumentam as pegadas de carbono. Mas a produção agrícola e o processamento dos ingredientes são os fatores que mais contribuem para o impacto negativo.

Para reduzir os efeitos prejudiciais, os autores do estudo apontam uma mistura de várias medidas na confecção, ao embalar e no desperdício de ingredientes. E uma das soluções apresentadas é prolongar o prazo de validade dos sanduíches. “Precisamos mudar a etiquetagem da comida para aumentar o prazo de validade, já que estes são, habitualmente, bastante conservadores”, nota Adisa Azapagic.

“Os sanduíches comerciais passam por rigorosos testes de vida útil e são, normalmente, seguros para consumo para além do prazo de validade colocado nos rótulos”, afirma a pesquisadora.

Outras sugestões passam pela redução do uso de ingredientes como a carne, o queijo, a alface e o tomate, que aumentam a pegada de carbono.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Japão lembra 75 anos de bomba de Hiroshima e pede união contra armas nucleares

Esta quinta-feira (6) marca o 75º aniversário do primeiro ataque com bomba atômica do mundo. Cerca de 140 mil pessoas morreram no bombardeio à cidade japonesa, realizado pelo Estados Unidos no fim da Segunda Guerra …

Donald Trump determina bloqueio do TikTok e WeChat nos EUA em 45 dias

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump assinou na noite de ontem (6) uma ordem executiva determinando o fim de relações com as empresas responsáveis pelos apps TikTok e WeChat no país norte-americano. Em comunicado emitido …

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …

Macron visita Beirute devastada e cobra reformas no Líbano

Presidente francês visita local da explosão e ouve apelos por mudanças por parte da população, para quem o desastre é consequência de anos de corrupção, caos público e má gestão. O presidente da França, Emmanuel Macron, …

Após ser engolido, besouro consegue escapar do intestino dos sapos

Uma pesquisa mostrou que o besouro aquático Regimbartia attenuata tem a capacidade de sobreviver ser engolido por um sapo. Todos já ingerimos coisas que parecem querer sair correndo de dentro de nós, mas deve ser muito …

Disney+ chegará à América Latina em novembro

Ao divulgar que ultrapassou a marca de 60 milhões de assinantes, a Disney também reforçou uma informação que traz esperança a muita gente: o Disney+ deve mesmo chegar à América Latina em novembro. A informação foi …

China exorta Trump a não abrir 'caixa de Pandora' com aquisição do TikTok

China apela aos EUA que não abram a caixa de Pandora, exigindo vender a companhia TikTok, eles serão os próprios culpados pelas consequências, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin. O presidente …

Twitter bloqueia conta oficial de campanha de Trump

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (5) ter bloqueado temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por conta de um tuíte que continha informação equivocada sobre a …

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …