Hawking desvenda o que havia antes do Big Bang

lwpkommunikacio / Flickr

O físico teórico Stephen Hawking – provavelmente, o maior de nosso tempo.

O físico britânico Stephen Hawking respondeu no programa StarTalk a um enigma que tem agitado os cientistas há décadas. O que existia antes do Big Bang e do aparecimento do universo?

No momento do Big Bang, toda a matéria do universo estava condensada em uma partícula de matéria incrivelmente densa, incrivelmente quente. Mas o que havia antes disso?  O famoso astrofísico britânico Stephen Hawking tem uma resposta para esse enigma, que se baseia em uma teoria conhecida como “proposta sem limites“.

“A condição das fronteiras do universo… é que não tem fronteiras“, disse o astrofísico a Neil deGrasse Tyson, apresentador do StarTalk e também um astrofísico conhecido.

Como se sabe agora, o universo está constantemente se expandindo. À medida que retrocedemos no tempo, o universo se contrai e, há cerca de 13, 8 bilhões de anos, todo o universo se reduzia ao tamanho de apenas um átomo, explicou Hawking.

Esta bola subatómica é conhecida como singularidade, explica o Live Science. Neste ponto extremamente pequeno e massivamente denso de calor e energia, as leis da física e do tempo deixam de funcionar da maneira como as conhecemos.

Em outras palavras, o tempo como o entendemos literalmente não existia antes de o universo começar a se expandir. A flecha do tempo se contrai infinitamente à medida que o universo se torna cada vez menor e nunca alcança um ponto de partida claro.

Não é a primeira vez que Hawking discute essa teoria. Em novembro do ano passado, o astrofísico já fizera palestras sobre o assunto em um documentário publicado no YouTube.

Os eventos antes do Big Bang simplesmente não são definidos, porque não há forma como medir o que aconteceu com eles. Como os eventos anteriores ao Big Bang não têm consequências observacionais”, conclui Stephen Hawking, “pode-se cortá-los da teoria e dizer que o tempo começou no Big Bang“.

COMPARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. A principal conclusão da “proposta sem limites” é que o entendimento humano TEM LIMITES. Grande parcela da Humanidade resolve esse limite com Deus, outra parcela continua investigando mas aceita tranquilamente que talvez nunca consigamos entender a origem absoluta e ainda outra, incluindo Hawkings, parece não conseguir aceitar a limitação e sempre faz algum discurso para não dar o braço a torcer.
    Então… como não conseguimos nem mesmo especular sobre o que existia antes do Big Bang, devemos cortar esse tempo da nossa teoria e isso não terá consequências, porque o tempo começou no Big Bang. Não faria sentido tentar explicar alguma coisa anterior ao segundo zero, portanto a não explicação não reflete a nossa incapacidade mas a desnecessidade. Fantástico, Hawking! Pode vir dar aulas no nosso STF!

  2. Fantástico mesmo é o título: “Hawking desvenda…”
    O que é mesmo que ele desvendou?
    Apenas decidiu que não há nada a desvendar porque não havia tempo antes do Big Bang.
    Isso é desvendar alguma coisa?
    O jornalista que cunhou o título leu a matéria? Ou parou para pensar?

      • Caro João, você realmente não entendeu, ou melhor, está se fazendo de desentendido para dar esse tipo de resposta “sarcástica”. Você foi muito infeliz em sua colocação, porque assim como o Daniel, você João, também chegou a conclusão que nosso amigo cientista que se diz (sabe tudo) na verdade não tem a resposta que faz com que tudo em nosso universo tenha sentido, a nossa incapacidade natural de desvendar esse “mistério” é o que nos torna criaturas e Deus criador, ateus podem pensar o que quiser sobre esse assunto, mas infelizmente nunca terão suas mentes livres desta “farpa” que para eles sempre existirá, até o dia em que admitirem sua incapacidade e admitir que para iniciar o próprio bigbang precisaria de um estopim inicial e para isso precisaria de “alguém” de fora da equação da criação do universo.

    • Caro Daniel,
      Obrigado por seu comentário.
      Consideramos esta matéria bastante interessante, com uma perspectiva inovadora, resumida numa ideia de Hawking que quase passa despercebida mas que é a essência desta matéria: “a flecha do tempo se contrai infinitamente à medida que o universo se torna cada vez menor e nunca alcança um ponto de partida claro”. O que Hawking desvenda é que não há nada para desvendar, e explica por que isso acontece.

      • Continuamos na espiral eufemística.
        A manchete “… desvenda o que havia antes…” é apelativa no sentido de que desperta a curiosidade milenar sobre a origem do universo mas o que Hawking afinal diz é que não há o que desvendar.
        Não discuto o interesse da matéria nem a inteligência de Hawking, apenas a decisão da mídia de cunhar manchetes que não traduzem o valor da matéria.
        Poderia ser “Hawking desvenda a flecha do tempo” ou (menos atraente mas mais verdadeira) “Hawking joga a toalha e reconhece que não consegue explicar nada antes do Big Bang”.
        Impor um pouquinho de rigor na redação de manchetes e matérias pode tirar alguns “porcentos” da atração das matérias mas ajudará a consolidar a Ciberia como fonte que não sacrifica a credibilidade pelo sensacionalismo. Um bom princípio a espalhar pela mídia brasileira!

        • Caro Daniel,
          Obrigado pelas sugestões.
          “Hawking desvenda a flecha do tempo” é um excelente título. Pena não termos pensado nele antes, porque provavelmente teria mais pageviews. Não acha?

    • Daniel, não se se verá minha postagem crítica, e irônica, no facebook sobre essa afirmação de Hawking. Se desejar de uma olhada. O grande problema é que o cientista materislista não admite sequer que haja DIMENSÃO OU DIMENSÕES além da matéria.

  3. Muito sábio esses cientistas. É dificil imaginar existência de tempo sem o que controla-se ele. Sem contar que o tempo como conhecemos só existe para nós, humanos na terra, é contado graças ao sol e lua, que vieram a existir , na teoria deles , depois do big bang .É tão inteligente e não descobriu um jeito de melhorar sua doença. Um cérebro cheio de teorias , num corpo que é uma porcaria, que ironia.

  4. As palavras do Daniel são boas e refletem muito mais um pensamento científico submisso à razão e ao bom senso do que as palavras irônicas precipitadas e mal redigidas do João.
    Ah! Convém limitar o uso do ponto de exclamação a apenas um por vez, conforme a Gramática. Afinal, se alguém fugir a essa regra conhecida desde a infância nos bancos escolares, como poderá se arvorar de crítico do pensamento científico? Já perdeu a credibilidade na origem.

  5. A resposta está na Física Quantica, a origem de uma possibilidade do indesvendável vácuo quântico, enquanto não entendermos que tudo que está a nossa volta é uma parte do que criamos pelas informações a qual fomos estimulados desde a existência dos seres humanos, não entenderemos que o Universo faz parte desse contexto matrix. Isso significa que a resposta está mais perto do que imaginaríamos..

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Chinesa acorda com problema auditivo e deixa de conseguir ouvir homens

Da noite para o dia, uma chinesa deixou de conseguir ouvir vozes masculinas. Embora possa parecer invejável para alguns, a perda auditiva pode ter sérias repercussões médicas. A chinesa, identificada apenas pelo apelido Chen, se deitou …

Oásis egípcio escondia tumbas da era romana

Dois túmulos da época romana foram encontrados no complexo arqueológico de Beir Al-Shaghala, no oásis egípcio de Dakhla, anunciou esta semana o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, Mostafa Waziri. Construídos com diferentes estilos arquitetônicos e …

60% das espécies de café estão em risco de extinção

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção. De acordo com um estudo publicado esta semana nas revistas ScienceAdvances e Global Change Biology, 60% …

Pela felicidade dos professores, escola cria “licença do amor”

A escola de ensino médio de Dinglan, localizada na cidade chinesa de Hangzhou, apresentou esta semana a “licença do amor”, que visa melhorar o humor dos professores e, consequentemente, o trabalho com os alunos. Segundo relata …

Parte da Antártida está encolhendo (e não deveria)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente se referem à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros derramam grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, há um manto …

Estátua de diabo “alegre demais” gera polêmica na Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser “alegre demais” pelos moradores da cidade de Segóvia, na Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

Deputada britânica adiou o parto para votar contra o acordo do Brexit

Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do segundo filho para poder votar contra o acordo do Brexit. A deputada trabalhista chegou ao Parlamento em uma cadeira de rodas. Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do filho por …

Sorveteria em Florença cobra R$ 106 de turista por uma bola de sorvete

Uma sorveteria cobrou 25 euros (cerca de R$ 106) por um sorvete a um turista de Taiwan. Indignado, o turista reclamou ao guia que o acompanhava, que chamou a polícia. O estabelecimento foi multado em …

McDonald’s perde direitos do Big Mac para cadeia de fast food irlandesa

A irlandesa Supermac’s conseguiu uma vitória histórica: o Big Mac deixa de ser uma marca registrada na Europa. Mas a decisão ainda é passível de recurso. “É o fim do McBully”, disse Pat McDonagh, que recebeu …

Disco de gelo giratório gigantesco "invade" rio no Maine

Um enorme círculo de gelo giratório se formou esta semana no rio de Presumpscot, na cidade de Westbrook, no estado norte-americano do Maine. Esse disco bizarro, ainda que raro, é um fenômeno natural fruto da Física. …