Incrível técnica astronômica permitiu a descoberta da galáxia mais antiga do Universo

NASA / JPL - Caltech

Raios cósmicos podem estar vindo de outras galáxias

Desde que o Telescópio Espacial Hubble foi lançado, em abril de 1990, os astrônomos têm conseguido observar melhor o espaço. Quanto mais olham, mais conseguem visualizar o passado e entender como era o Universo há bilhões de anos.

Recentemente, um grupo internacional de astrônomos identificou uma galáxia em espiral localizada a 11 bilhões de anos-luz daqui, com a ajuda do Telescópio Gemini North, no Havaí, nos Estados Unidos.

Graças à recente tecnologia que combinou lentes gravitacionais e espectrografia, os cientistas conseguiram ver um objeto que existia há apenas 2,6 bilhões de anos depois do Big Bang, o que torna essa galáxia, conhecia como A1689B11, a galáxia espiral mais distante já identificada.

Um artigo científico sobre a descoberta foi publicado na revista The Astrophysical Journal, com o título “A mais antiga galáxia em espiral”. Os cientistas são da Universidade de tecnologia de Swinburne, na Austrália, do ASTRO 3D, também na Austrália, da Universidade de Lyon, em França, Universidade de Princeton, nos EUA e o Instituto Racah de Física, em Israel.

James Josephides

A técnica de lentes gravitacionais tem sido importante para astrônomos, e envolve usar grandes objetos, como um aglomerado de galáxias, para torcer e magnificar a luz de uma galáxia localizada atrás dela.

Na imagem acima, a galáxia A1689B11 está atrás de um aglomerado massivo de galáxias que atuam como se fossem um tipo de lente, produzindo duas imagens magnificadas da galáxia em espiral em diferentes posições no céu.

“Essa técnica nos permite estudar galáxias antigas em alta resolução com detalhes sem precedentes. Nós conseguimos ver 11 bilhões de anos atrás e testemunhar diretamente a formação da primeira galáxia espiral primitiva”, diz Tiantian Yuan, o cientista principal do estudo em nota de imprensa.

A equipe utilizou o telescópio Gemini para verificar a estrutura e a natureza do espiral. Graças à descoberta, astrônomos agora têm pistas extras sobre como as galáxias adquirem a forma que hoje é familiar para nós.

Com base no esquema de classificação do famoso astrônomo Edwin Hubble, as galáxias são divididas em três classes amplas, com base nos formatos: elíptico, lenticular e espiral – sendo que há uma quarta classe reservada para galáxias com formatos irregulares.

De acordo com este esquema, as galáxias começam como estruturas elípticas antes de se tornarem espiraladas, lenticulares ou irregulares. Assim, a descoberta de uma galáxia espiralada tão antiga é muito importante para determinar quando e como as primeiras galáxias passaram de elípticas para suas formas modernas.

Estudar espirais antigas como a A1689B11 é a chave para desvendar o mistério de como e quando as sequências de Hubble emergem. Galáxias em espiral são excepcionalmente raras no início do Universo, e essa descoberta abre a porta para pesquisas de como as galáxias mudam de caóticas e turbulentas para discos tranquilos como o da nossa Via Láctea”, diz o coautor da pesquisa, Renyue Cen, da Universidade de Princeton.

A pesquisa também revelou outras informações curiosas: a galáxia está formando estrelas 20 vezes mais rápido do que as galáxias atuais, “tão rápido como galáxias jovens de massas semelhantes do início do Universo. Porém, ao contrário de outras galáxias da mesma época, a A1689B11 tem um disco fino em rotação calma, com pouca turbulência. Esse tipo de turbulência nunca foi visto nessa época do Universo”, diz Yuan.

Agora, a equipe quer descobrir quando é que os braços em espiral se formaram, o que poderia servir como um divisor de águas entre galáxias elípticas antigas e galáxias modernas com formato espiralado, lenticular ou irregular. Os cientistas esperam utilizar dados recolhidos pelo Telescópio Espacial James Webb, que será lançado em 2019.

Ciberia // HypeScience / ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Deixe-me explicar a expansão do universo brevemente.
    a) Movimentos de massa como um slipknot no éter global –rede tridimensional de filamentos elásticos.
    b) A energia eletromagnética é uma onda transversal na rede.
    c) Quando há torção suficiente a massa cria dentro de um retículo, e o éter global é comprimido. Os retículos estão evitando que os nós se desfez.
    d) Quando as estrelas estão perdendo massa, elas estão expandindo o éter global.
    e) A expansão não move muito as outras estrelas porque a interação estrelas-éter global tem a relação quadrática v ^ 2 / c ^ 2 –semelhante à energia cinética, mas o efeito oposto–, por isso parece que a expansão é gerada em todos os lugares.
    f) A Física Global não foi projetada para explicar a expansão do universo, mas isso faz e a matéria escura não é mais necessária.
    https://molwick.com/pt/astrofisica/545-materia-escura.html#rotacion

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Flight Simulator tem um bug com buraco bizarro no mapa do Brasil

Vejam só: encontraram um bug respeitável na edição 2020 de Flight Simulator, o respeitado simulador de voo da Microsoft. E, para o nosso orgulho, a falha se localiza especificamente no Brasil. Se você sobrevoar as coordenadas …

Médica fez viagem institucional para impedir aborto de criança vítima de estupro e Damares teria atuado nos bastidores

Uma reportagem da Folha de São Paulo afirmou que uma das médicas que trabalhou para impedir o aborto legal de uma criança de 10 anos que foi estuprada em São Mateus, ES, confessou, em entrevista, …

COVID-19: produção de vacina pode causar morte de meio milhão de tubarões, alertam especialistas

Óleo natural feito a partir do fígado dos tubarões é um componente-chave entre os ingredientes utilizados por vários candidatos a vacina contra a COVID-19. A Shark Allies, uma organização de defesa aos tubarões, da Califórnia, EUA, …

Quem é Amy Barrett, a indicada de Trump para Suprema Corte?

Se aprovada pelo Senado, atual juíza federal e católica devota poderá influenciar a vida pública dos EUA por décadas e mover de vez a composição da Corte para uma orientação conservadora. Se no Brasil o presidente …

Uber ganha 18 meses de licença para atuar em Londres

Após uma longa batalha jurídica, a Uber ganhou uma licença para restabelecer suas operações em Londres pelos próximos 18 meses. Em novembro de 2019, a empresa havia sido impedida de atuar na capital inglesa, depois que …

Testes de DNA da moda não identificam indígenas brasileiros

Testes de DNA estão na moda. Se você pensou em exames para comprovar paternidade ou algo nesse sentido: não é disso que estamos falando (embora pudéssemos). A nova tendência — entre aqueles que têm condições para …

EUA e Brasil querem barrar governo Maduro na Organização Pan-Americana da Saúde

Os Estados Unidos, o Brasil e outros 11 países rejeitaram nesta segunda-feira (28) a legitimidade do governo de Nicolás Maduro na Venezuela para participar do Conselho Diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A …

Água líquida em Marte: descobertas mais reservas no polo sul do Planeta Vermelho

Em 2018, pesquisadores italianos anunciaram que haviam encontrado evidências da existência de água líquida em Marte, abaixo da calota polar sul. Agora, a equipe voltou em mais uma série de informações que não apenas sustentam essa …

Cientistas russos encontram nova forma de tratamento para covid-19

Uma equipe de cientistas russos sugeriu tratar os pacientes gravemente afetados pelo coronavírus SARS-CoV-2 da mesma maneira que são tratados alguns casos de intoxicação. De acordo com os especialistas do Instituto de Pesquisa de Medicina de …

Covid-19 já causou a morte de um milhão de pessoas no mundo

Nove meses após seu surgimento na China, a pandemia de Covid-19 superou, neste domingo (27), o número simbólico de um milhão de mortos no mundo. No total, o coronavírus causou 1.000.009 mortes e 33.018.877 casos …